Canoinhas registra quebra na safra de trigo

“Saiu pela metade o nosso pão de cada dia”. É assim que o secretário de Desenvolvimento Rural de Canoinhas, Edison Kuroli, resume as perdas dos produtores rurais que cultivaram soja nesse inverno. “Registramos uma quebra de 50% na safra de trigo em Canoinhas”, calcula Kuroli.  A colheita encerrou e os campos estão já semeados com a próxima safra de verão.

Para ele, o principal fator que levou à redução é o excesso de chuva – especialmente de outubro. “Os agricultores não conseguiram aplicar fungicidas nas lavouras e assim as doenças atacaram fazendo com que o rendimento não passasse de 70 a 80 sacas por alqueire”, revela. Além de colher pouco, outro problema enfrentado foi a qualidade do grão colhido. Boa parte do trigo não chegou a uma boa classificação: “a excelência é termos um PH de 84 [peso hectolítrico], mas tivemos de 70-74”.

Apesar da quebra, nem tudo é prejuízo. “Não desistimos porque herdamos a palha do trigo para as culturas de verão que está fornecendo uma excelente cobertura. Isso faz com que o produtor levante a cabeça e siga em frente, afinal, ele é responsável por alimentar uma nação”, conclui o secretário.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta