Mais de 400 pessoas participam do 10º Ciclo de Conscientização em Paulo Frontin

Seminários programados para 2018 seguem para Bela Vista do Toldo (SC), Passo do Sobrado (RS), São Lourenço do Sul (RS) e Itaipulândia (PR)

Promovido pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e empresas associadas, com o apoio da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), o 10º Ciclo de Conscientização sobre saúde e segurança do produtor e proteção da criança e do adolescente. Aproximadamente 400 pessoas, entre produtores de tabaco, autoridades locais, agentes de saúde, diretores de escola e líderes de comunidade, participaram do evento realizado na tarde desta terça-feira, 17 de julho, em Paulo Frontin, Paraná, o segundo já realizado este ano.

 “A importância dos pais no processo de crescimento dos filhos é essencial. Por meio da educação que a criança recebe em casa junto com o conhecimento passado na escola, formamos os cidadãos dos futuros”, afirma Iro Schünke, presidente do SindiTabaco, na abertura do evento. “Com o trabalho de conscientização que realizamos levamos informações essenciais para a proteção da criança e do adolescente, para que eles não realizem atividades para os quais não estão preparados e que podem afetar seu desenvolvimento”, reforça Schünke.

Para Iro Schünke, “Temas importantes para toda a família são discutidos neste evento. Estamos aqui na defesa do desenvolvimento da cadeia produtiva do tabaco e na defesa dos produtores e sabemos que cada um pode escolher como realizar um trabalho consciente e com proteção, para que não tenham consequências futuras”.

Brasil é o segundo produtor de tabaco e maior exportador do mundo, por qualidade de tabaco, integridade do produto e na produção sustentável para o negócio como um todo. O Brasil é um país bastante preparado pelo seu sistema integrado, que reforça o relacionamento entre os principais públicos do processo produtivo.

A proteção da criança e do adolescente foi tema de um vídeo, em formato de perguntas e respostas, com a participação do procurador aposentado pelo Ministério Público do Trabalho, Dr. Veloir Dirceu Fürst, e da advogada e socióloga, Dra. Ana Paula Motta Costa, que abordaram os principais pontos sobre este assunto tão importante para o setor.

Os seminários atendem aos acordos firmados perante o MPT-RS e MTP-Brasília e acontecem desde 2009, atingindo mais de 20 mil pessoas em 50 municípios produtores de tabaco. Para o Vice-Presidente da Afubra, Marco Antônio Dornelles, “o trabalho integrado entre empresas e produtores para que cada vez mais informações relacionadas ao setor sejam divulgadas”. Dornelles reforça que são temas de extrema importância e exigidos pela legislação, além de necessários para manter o bem-estar e qualidade do trabalho. “A realização do trabalho de forma segura faz parte da conscientização dos produtores rurais”, complementa.

O prefeito de Paulo Frontin, Sebastião Elias da Silva Neto, junto com a Secretária de Saúde, Ediane Maria Svidnicki, e Secretária de Educação, Cultura e Desporto, Cleionéia Fiamomcini, prestigiaram o evento da cidade que possui cerca de 1 mil produtores rurais que produzem em média mais 5 mil toneladas de tabaco.

SAÚDE SEGURANÇA DO PRODUTOR

A programação seguiu com as informações do Dr. NikoTino sobre questões como a correta aplicação, manuseio e armazenagem de agrotóxicos, bem como sobre a utilização da vestimenta de colheita. O vídeo educacional destacou também temas como: somente utilizar agrotóxicos registrados, de acordo com a receita agronômica; manter o pulverizador em perfeitas condições de uso e sem vazamentos; durante o manuseio e aplicação de agrotóxicos, sempre utilizar os EPIs; não permitir a aplicação de agrotóxicos por menores de 18 anos, idosos e gestantes; armazenar os agrotóxicos em lugares feitos de material resistente, chaveado destinado somente para esse fim, com acesso restrito a trabalhadores orientados a manuseá-los; não reutilizar embalagens vazias de agrotóxicos para qualquer fim; realizar a tríplice lavagem da embalagem vazia de agrotóxico, utilizando EPIs; sinalizar áreas recém tratadas com agrotóxicos com placa específica para este fim; usar sempre luvas impermeáveis e vestimenta específica para a colheita; evitar colher o tabaco quando as folhas estiverem molhadas pela chuva ou orvalho; dar preferência aos horários menos quentes do dia para a colheita; ficar atento durante o desponte, o carregamento e a cura ou secagem das folhas. Assista ao vídeo completo “O Mundo do Dr. NikoTino”

RÁDIO FASCINAÇÃO

O tom lúdico do evento ficou por conta da peça teatral Rádio Fascinação, encenada pelo grupo de atores de Santa Cruz do Sul (RS), Espaço Camarim, que também interagiu com o público. Jovens aprendizes egressos do curso de Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural do Instituto Crescer Legal, participaram da apresentação. Iniciativa do SindiTabaco e de suas empresas associadas para oportunizar qualificação aos jovens rurais, o curso faz parte do programa de Aprendizagem Profissional Rural. Saiba mais sobre o Instituto Crescer Legal

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta