Para lojistas, Natal já começou

Venda de motivos decorativos incrementa faturamento já bem antes da chegada do Bom Velhinho

Por Mariana Honesko

natal-comercio-regiao
Lojas apostam na venda de motivos decorativos até a véspera do Natal. (Foto: Mariana Honesko).

Bolas coloridas, luzes, árvores, laços e fitas. Tudo temperado pelas cores vermelho e verde. Nas Cidades Irmãs, é assim que a maioria das lojas do ramo está decorada. Algumas, há bastante tempo.

Na corrida pelo presente de Natal, o comércio aposta na venda do que pode deixar imóveis e jardins mais bonitos. A oferta de produtos é grande, bem como seus preços e possibilidade de pagamento. Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), a aposta não é precoce. “Estamos quase chegando no Natal e o momento é esse. É o momento certo. Estamos até pedindo que os lojistas se antecipem para decorar suas vitrines”, avalia, Luciano Karpovisch.

A loja Idea.com mantém há alguns anos o mesmo perfil. Por lá, a decoração de Natal acontece antes do Dia das Crianças. Bem antes. “A gente sempre começa com a exposição dos produtos desde o dia 15 de setembro”, sorri a proprietária da empresa que fica no centro de União da Vitória, Elizete Scheffer. Assim como a amostragem dos produtos, as vendas também têm acontecido de maneira prematura. Segundo Elizete, há um mês os clientes visitam e negociam os produtos. “O pessoal sabe como trabalhamos e quem deixa para a última hora, não encontra o que realmente procura”, explica.

Na Idea, os artigos de decoração são nobres. As guirlandas, por exemplo, custam a partir de R$ 50. Já os pinheiros, acima de R$ 150. “Até R$ 3 mil”, conta. A decoração que agrada em casa também é bem-vinda nos espaços públicos. Neste quesito, a Idea deixa escapar o investimento da prefeitura de Cruz Machado (PR). Ela comprou todos os ursos decorativos para montar uma praça polar na cidade. Por lá, haverá ainda anjos estilados e muita luz.

As casas de comércio popular também investem em artigos mais refinados. E, claro, simples. Nelas, peças a partir de R$ 1,99 – ou até menos – podem ser encontradas. Na Dalgallo Presentes, também no centro, os produtos são múltiplos, para agradar gostos e bolsos diferentes.

Conforme a proprietária da loja, Cláudia Dalgallo, os clientes já estão visitando e comprando. As vitrines temáticas estão prontas desde o dia 1º e devem seguir assim até a véspera de Natal, quando, segundo Cláudia, as vendas de objetos de decoração, ainda ocorrem.

Horário de Natal

Segundo a CDL, ela começa já na primeira semana de dezembro. Nos primeiros sete dias, as lojas ficam abertas até às 20 horas. Depois, até a véspera de Natal, até às 22 horas.

Natal em Cruz Machado

A reportagem de O Comércio checou a sugestão da equipe da Idea e parece que, realmente, o Natal na pacata cidade, distante pouco mais que 55 quilômetros das Cidades Irmãs, promete aumentar a população local, pelo menos, nos dias de festa.

Conforme Giovani Scibor, responsável pelo departamento de Cultura do município, a visitação será possível a partir do dia 5 do próximo mês. “Vamos fazer a decoração de todas as praças da cidade, iluminação da avenida principal, decoração da prefeitura de Cruz Machado”, lista. A prefeitura, inclusive, será o endereço da Casa do Papai Noel e da praça polar – onde estão os ursos comprados em União da Vitória.

O distrito de Santana também recebe decoração, embora mais modesta, e um casarão antigo, no centro, vai receber as crianças, para cantatas nas janelas, e será palco para apresentações culturais. Cruz Machado reúne duas datas importantes em dezembro: o Natal e o aniversário da cidade, lembrado no dia 14. “Será uma festa”, convida Scibor.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta