Tragédia: bebê morre afogado ao ser amamentado em União da Vitória

Criança chegou sem vida ao hospital após ser socorrida pela família

iml-reproducaoUm bebê, com poucos dias de vida morreu quando era amamentado em União da Vitória. A tragédia, que causou comoção foi registrada durante a madrugada desta sexta-feira, 05, no bairro Rio D’Areia, zona sul de União da Vitória. O bebê chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

De acordo com as informações, por volta das 01h30 da madrugada, a mãe amamentou o bebê e colocou o pequeno para dormir. Já por volta das 03h15, a mãe foi amamentar novamente, entretanto, percebeu que o bebê estava com o rosto gelado e não apresentava movimentos.

A mulher chamou por seu marido que dormia em um colchão ao lado. Eles pediram ajuda ao irmão da mulher, que mora ao lado e levaram a criança para o Hospital Maternidade.

A criança não apresentou sinais vitais ao dar entrada no hospital, e a equipe médica de plantão não pode fazer mais nada. O hospital acionou a Polícia Militar e o Instituto Médico legal. Posteriormente, o corpo do bebê com as foi liberado para a família para sepultamento.

Cuidados na amamentação

Em alguns casos de afogamento de bebês, o problema se deve a refluxo, que segundo a literatura médica é causado pela imaturidade do sistema digestivo e que tem como um dos sintomas expelir parte do leite pelas vias aéreas após a amamentação.

O problema é que muitas vezes isso causa obstrução das vias aéreas e nem sempre a mãe consegue observar.

Vale a velha orientação de colocar o bebê para arrotar sempre após cada amamentação. Colocar o bebê para arrotar deve ser, segundo especialistas, um cuidado por pelo menos até o sexto mês de vida do bebê onde o sistema digestivo do bebê já está bem mais maduro.

Manobras

tapotagemÉ comum quando ocorrem obstruções nasais os pais pedirem ajuda aos bombeiros. Uma das primeiras medidas que a mãe precisa tomar quando isso acontece é colocar o bebê de bruços, no próprio braço, inclinando a cabeça para que ela fique mais baixo que os pés da criança. Geralmente essa manobra já surte efeito, mas é possível também usar a palma da mão em forma de concha para dar leves pancadas nas costas do bebê, entre as omoplatas.

Se mãe perceber que a criança está com bastante refluxo é preciso buscar orientação com um médico pediátrico para uma avaliação. Em todo caso, é muito importante que, durante a amamentação a mãe esteja vigiando o observando o seu bebê, só assim ela poderá conhecer e saber qual é a melhor forma de amamentá-lo.

No caso do bebê que ainda suga rápido e engole devagar, a melhor forma de corrigi-lo é parar, tirar um pouco o peito da boca do bebê, para que ele tenha tempo de engolir, e depois seguir amamentando. Outro conselho é evitar amamentar ao bebê deitada e, claro, não esquecer de colocá-lo para arrotar. Essas medidas auxiliam a prevenir acidentes com os bebês.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta