Mario Patruni

Em dia com a notícia

Em Dia Com a Notícia – 17 de Janeiro de 2017

aloisioXsalvattiXeXantonioXaguiarSalvatti assume Secretaria Regional         

O ex vice-prefeito de Porto União, Aloisio Salvatti, (na foto junto com o deputado estadual Antonio Aguiar) tomou posse na tarde da última quinta–feira, 12, como secretário executivo regional da Agencia de Desenvolvimento Regional (ADR), de Canoinhas.  Em seu discurso, ele declarou estar preparado para desempenhar a nova função e agradeceu a confiança depositada em sua pessoa, para enfrentar mais este desafio em sua vida pública. A Agencia de Desenvolvimento Regional, atende os seis municípios do Planalto Norte Catarinense.

Força política I

A nomeação do ex vice-prefeito de Porto União Aloisio Salvatti, para comandar a Agencia de Desenvolvimento Regional (ADR) de Canoinhas, mostrou a força política do PMDB do vizinho município, pois, é a primeira vez, desde que foi implantada a descentralização do governo do então governador Luiz Henrique da Silveira, que Porto União, tem para si, o comando desta importante pasta.

Força política II                            

A indicação de Salvatti, contou com os apoios fundamental dos deputados estaduais peemedebistas, António Aguiar e Valdir Cobalchini, além Associação Comercial e Empresarial de Porto União, do Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário do município, do diretório municipal do PMDB, presidido pelo contabilista e ex- prefeito, Renato Stasiak, e dos quatro vereadores da sigla.

Prestigiaram I

O contabilista Renato Stasiak, presidente do diretório municipal do PMDB de Porto União, acompanhado dos vereadores peemedebistas Neilor Grabosvki, e Elio Weber, fizeram questão de prestigiar a solenidade de posse de Salvatti como secretário executivo regional.

Prestigiaram II

Quem também viajou para a cidade de Canoinhas para prestigiar o evento, foi o prefeito de Porto União, Eliseu Mibach, que se fazia acompanhar de sua esposa Izabel Mibach, e do seu vice–prefeito, Percy Storck.

Líder do governo

O prefeito de Porto União, Eliseu Mibach, (PSDB) por meio de oficio, indicou o vereador Paulo Kowalski (PSDB), para exercer a liderança do Poder Executivo Municipal, no legislativo municipal, no exercício de 2017. Kowalski, que foi reeleito para exercer seu terceiro mandato, é um legislador experiente, que já presidiu a Câmara Municipal,  tendo também exercido outras funções na mesa diretora, é tido como uma pessoa ponderada e de dialogo fácil com todos os demais vereadores.

Líder da maioria

Já, o líder do denominado grupo G 6, que forma a maioria no legislativo municipal de Porto União, é o combativo vereador Carlos Roderlei (Polaco) do Bifão, que vai exercer seu quarto mandato.

Disseram…

“Para criar inimigos não é necessário declarar guerra. Basta dizer o que se pensa.”  Martin Luther King,

Em Dia Com a Notícia – 10 de Janeiro de 2017

valdemarXcapelletiXprefeitoXpaulaXfreitasExperiência a serviço da população

Os resultados das urnas das eleições municipais comprovaram que a população optou em votar nos gestores públicos que já comprovaram suas competências quando administraram o poder executivo municipal. È o caso do empresário Valdemar Capelleti (foto), do município de Paula Freitas, Euclides (Bibi) Pasa, Cruz Machado, Kurten Nielsen Júnior, Porto Vitória, Claudinei de Paula (Neguinho)  Castilho, Bituruna. Todos eles, já administraram com competência seus respectivos municípios e agora retornam, trazendo nas suas bagagens uma maior experiência, que , com certeza, deverão colocar a serviço da população.

Memória curta

Dados publicados por um Instituto de Pesquisas de Curitiba, revela que 30% dos curitibanos não lembram mais o nome do candidato a vereador em que votaram no mês de outubro. Estamos falando de uma  eleição que  aconteceu cerca de  três meses atrás. Se quisermos realmente mudar a qualidade da nossa política, temos que começar por nós mesmos, acompanhando as atuações dos nossos candidatos, seja ele vereador, prefeito, deputado, governador ou senador. Se após três meses de uma eleição, já nem lembramos em quem votamos, ai realmente, fica difícil.

Dura realidade 1

Não importa o que disseram na campanha, o que prometeram nos palanques, ou mesmo o tamanho do rombo da herança maldita que os novos prefeitos receberam. A partir do dia 1º de janeiro, os novos chefes do poder executivo municipal começaram a conviver com a dura realidade do cargo que assumiram.

Dura realidade 2

Eles sabem que praticamente não terão muita ajuda dos governos, estadual e federal, para investimentos e que a arrecadação vai continuar patinando, em razão da grave recessão econômica que o País atravessa. E para piorar a situação, nos últimos anos, a máquina pública cresceu, mas o atendimento junto á população, não acompanhou esse crescimento.

Dura realidade 3

Embora seja uma tentadora opção, elevar ainda mais os impostos, está fora de cogitação, pois é uma injustiça contra o já combalido contribuinte, que trabalha quatro meses no ano, somente para pagar impostos, sem ter a devida contrapartida, com serviços de qualidade.

Dura realidade 4

Enfim, a maioria dos novos gestores públicos caiu na dura realidade. E, a choradeira destes novos prefeitos não está pegando bem. Pois fica a pergunta que não quer calar. Será que esses mandatários não sabiam que a situação era ruim ? Agora não adianta chorar. È tocar o barco, e seguir em frente, aliando gestão administrativa eficiente e competente. Afinal, o gestor público foi eleito para começar a trabalhar a partir do dia 1º de janeiro, com crise, ou sem crise.

Disseram…

“A burocracia no serviço público é a madrasta do povo, e a mãe da corrupção.”  Rafael  Grega, engenheiro e prefeito eleito de Curitiba.

Em Dia Com a Notícia – 3 de Janeiro de 2017

novaXmesaXdiretoraXdeXportoXuniaoPasqualin vai presidir a Câmara de Vereadores de Porto União

Após a cerimônia de posse do prefeito eleito de Porto União Eliseu Mibach, seu vice- prefeito Percy Storck, e dos onze vereadores, que foi realizada no domingo de manhã, no Clube Aliança, os novos legisladores municipais, se dirigiram até o plenário da Câmara Municipal, onde aconteceu a eleição, por meio de voto nominal e aberto  para a escolha dos novos membros da mesa diretiva, para o ano de 2017. Contados os votos, deu o que já era esperado. O experiente vereador Luiz Alberto Pasqualin (PP), que vai exercer seu sétimo mandato legislativo, vai comandar a Câmara Municipal pela quarta vez, tendo como vice-presidente o vereador Christian Martins (PMDB), 1º secretário, vereador Sandro (Batata), Calikoski (PMDB) e segundo secretário Neilor Graboswski (PMDB). Na foto, os seis vereadores, já denominados de grupo G 6.

Grupo experiente e unidos

A consolidação do agora denominado grupo G 6, é constituída por vereadores experientes e, pelo resultado da votação que elegeu Pasqualin como o novo presidente do legislativo municipal, está mais unido do que nunca, para comandar os destinos do poder legislativo nos quatro anos de mandato que terão pela frente. Pasqualin, o presidente, vai exercer seu sétimo mandato, Sandro (Batata) Calikoski, secretário, quinto mandato, Carlos (Polaco do Bifão  Pinto) líder do grupo,  quarto mandato, Christian Martins vice-presidente, segundo mandato. Somente os vereadores Neilor Graboswki, e Elio Weber, estão estreando na vida pública, onde exercerão seus  primeiro mandato.

Líder

O líder deste novo grupo político, será o vereador Carlos (Polaco do Bifão) Pinto, onde no seu discurso, afirmou  que o grupo vai sempre estar aberto ao diálogo com o poder executivo municipal, mas que, todos os vereadores eleitos entraram pela porta da frente do legislativo municipal, por meio do processo democrático que é o voto da população,  por isto, merecem ser respeitados por todos.

Cobrou

O prefeito eleito de Porto União, Eliseu Mibach, ao fazer uso da palavra na cerimônia de posse, mandou um recado para seus secretários municipais -citando-os nominalmente- cobrando eficiência, competência e a criatividade necessária para enfrentar as dificuldades  que os novos tempos de crise exigem.

Almires Bughay preside a Câmara de União da Vitória

Após a  cerimônia de posse do prefeito eleito de União da Vitória Santin Roveda, seu vice-prefeito Bachir Abbas, e dos treze vereadores, os novos representantes do povo, foram até a Câmara Municipal, onde, por meio do voto aberto e nominal, escolheram a  mesa diretiva para o biênio 2017/2018. Presidente, Policial Almires Bughay (PSDB) vice-presidente, Joarez Tica (PSB), 1º secretária, Pastora Sandra (PSDB) e segundo secretário, Ricardo Sass (PSC).

Disseram…

“A boa política, não se faz com ódio, pois não é função hepática. Ela é filha da consciência, e irmã do caráter. Santo Agostinho já dizia, que a política bem feita, é um ato de amor !”

Luiz Alberto Pasqualin, novo presidente da Câmara de Vereadores de Porto União, em seu discurso de posse.

 

 

Em Dia Com a Notícia – 27 de Dezembro de 2016

eliseuXmibachXeXsantinXrovedaCerimônia de Posse

As cerimônias de posse dos novos prefeitos, vice-prefeitos (foto), e vereadores de União da Vitória e Porto União, serão realizadas no mesmo dia e horário, apenas em locais diferentes. Em  União da Vitória, o ato solene, vai acontecer no dia 1º de janeiro, as 10 horas, no auditório da Uniguaçu. Já em Porto União, a solenidade vai acontecer no Clube Aliança. Por mandamento constitucional, o vereador mais idoso, irá presidir a mesa diretora dos trabalhos.

Sabe das Dificuldades

O prefeito eleito de União da Vitória, Santin Roveda, tem afirmado que sabe das dificuldades que terá pela frente, mas, que está preparado para enfrentar mais este desafio em sua vida. Santin, que é filho do também ex-prefeito de União da Vitória, e ex-deputado federal Airton Bernardo Roveda, declarou que convive com a política desde garoto, em função das atividades do pai – seu maior exemplo de homem público.  Além do seu pai, Santin vai poder contar com o precioso auxílio do chefe da poderosa Casa Civil do Paraná, o deputado federal licenciado Valdir Rossoni, uma das estrelas do PSDB, partido do vice-prefeito Bachir Abbas.

Trabalhar “no varejo “

Santin pretende – no primeiro momento – fazer a chamada “política de varejo”, com soluções simples, com diálogo franco, aberto, com todas as instituições representativas, com os demais poderes constitucionais, e, principalmente com a população. Ele quer também valorizar as empresas que já estão instaladas no município.

Experiente

Em Porto União, retorna ao comando do poder executivo municipal, após 12 anos, o empresário Eliseu Mibach, que traz consigo, a fama de um bom gestor público. Para bem administrar o município, Mibach poderá contar com a ajuda do seu vice-prefeito, Percy Storck, que pertence ao mesmo partido político do atual governador catarinense Raimundo Colombo (PSD). Ele também formou a equipe do seu primeiro escalão, com  nomes experientes que já deram sua contribuição tanto na vida pública, como na privada.

Quebrando Tabus I

A Câmara de Vereadores de União da Vitória, vai iniciar o ano de 2017, quebrando tabus. Pela primeira vez, teremos no plenário, duas vereadoras eleitas. A Pastora Sandra (PSDB) e a empresária Alandra Roveda  Grando (PR).

Quebrando Tabus II

Pela primeira vez também, o Poder Legislativo Municipal, vai contar com um policial militar no plenário. Com 25 anos de carreira na polícia militar, Almires Bugahay (PSDB), que foi o segundo vereador mais votado, com 884 votos,  pode contribuir e muito, com sua experiência, para minimizar  os problemas com a segurança pública.

De Férias

Os alvos da Operação Lava Jato terão uma folga. O juiz Sergio Moro, viajou para os Estados Unidos com a família, para suas merecidas férias de 30 dias.

Disseram…

“Sem jornalismo público, independente e qualificado, o futuro da democracia é incerto e preocupante. O jornalismo precisa recuperar a vibração da vida, o cara a cara, o coração e a alma.” Carlos Alberto Di Franco, jornalista.

 

Em Dia Com a Notícia – 20 de Dezembro de 2016

eliseuXmibachXeXaldairXmuncinelliPriorizar a educação

Na noite da última quinta-feira, 15, no auditório do Senac, foi realizada a cerimônia de diplomação do prefeito eleito de Porto União, Eliseu Mibach, seu vice-prefeito, Percy Storck, e dos onze vereadores. O juiz eleitoral José Luis Aranha Pacheco, conduziu a cerimônia, que foi prestigiada pelos futuros secretários municipais, parentes e amigos dos eleitos e simpatizantes. No seu discurso, Mibach, que retorna ao comando do poder executivo municipal, após 12 anos, enfatizou que no decorrer do seu mandato, vai priorizar a educação, citando nominalmente a futura secretária municipal da Educação, a professora Aldair W.Muncinelli (foto) – que se encontrava no recinto – que vai poder contar com o apoio irrestrito para valorizar e qualificar a educação municipal.

Comemoraram I

Após a cerimônia de diplomação dos eleitos, realizada pela Justiça Eleitoral, os seis vereadores que deverão formar o bloco de oposição no legislativo municipal de Porto União, realizaram na residência do vereador Luiz Alberto Pasqualin, um encontro festivo,  celebrando suas vitórias nas urnas.

Comemoraram II

Esse grupo, que é formado por vereadores experientes – Pasqualin vai exercer o seu sétimo mandato legislativo e já presidiu a Câmara por três vezes, Sandro (Batata) Calikoski, vai para  o seu quinto mandato, e também já presidiu a Câmara em duas oportunidades, Carlos Roderlei (Polaco do Bifão) Pinto, quatro mandatos, e também, já presidiu o Poder Legislativo Municipal, Christian Martins, que vai cumprir seu segundo  mandato, seguidos por Elio Weber e Neilor Graboswski, ambos no seu primeiro mandato, irão garantir uma Câmara Municipal, atuante e com qualidade, defendendo os interesses da população.

Aposentadoria

Este projeto que o presidente da República Michel Temer mandou para o Congresso Nacional, tratando da reforma da previdência social, onde, para alcançar o teto integral da aposentadoria, o pobre mortal do trabalhador precisará contribuir por 49 anos, é “prá acabar”. Até agora, a única aposentadoria confirmada, é a do cantor Raul Seixas, porque ele nasceu há 10 mil anos atrás.

Desacato não é mais crime

A quinta turma do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), decidiu que desacato a autoridade não pode ser considerado crime porque contraria leis internacionais de direitos humanos. Os ministros votaram com o relator do caso, Ribeiro Dantas, que escreveu em seu parecer, que não há dúvidas de que a criminalização do desacato está na contramão do humanismo, porque ressalta a prepotência do Estado – personificando seus agentes –  sobre os indivíduos.

Disseram…

“Só o inimigo é fiel. O inimigo não traí nunca. Ele vai cuspir na cova da gente.” Nelson Rodrigues, jornalista e escritor.

 

Em Dia Com a Notícia – 06 de Dezembro de 2016

Trabalhando

EmXdiaXcomXaXNotXXciaX-XBifXXoO vereador de Porto União, Carlos Roderlei Pinto (Polaco do Bifão), presidente do diretório municipal do Partido da República (PR) reeleito para exercer seu quarto mandato no legislativo municipal, esteve na semana passada, em Florianópolis, onde participou de uma reunião de trabalho com o Deputado Estadual Mauricio Eskudlark, líder do PR na Assembléia Legislativa, Deputado Federal Jorginho Mello, Presidente Estadual do PR, empresário Nilson Berlanda, suplente de deputado estadual, e o vereador Alceu Jung,  presidente do legislativo municipal, que está deixando o DEM, para ingressar no PR. Na pauta de trabalho, Bifão, solicitou apoio das lideranças do seu partido, para a liberação de recursos estaduais e federais para o município de Porto União.

Conversaram

O prefeito eleito de Porto União, Eliseu Mibach (PSDB), juntamente com seu vice- prefeito, Percy Storck (PSD), participaram na semana passada, do 1º Encontro Regional do Planalto Norte Catarinense, que foi realizado na cidade de Mafra, e contou com a presença do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. A dupla, conversou com Colombo, e o governador acenou que o governo vai manter as ações de investimentos em Porto União, e ficou acertado que após a posse, irá receber os dois em Florianópolis, para uma conversa mais concreta.

Humor carioca

Após a prisão do ex- governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, circulou uma piada na internet, na forma de diálogo entre mãe e filho.

– Mamãe, lá no Rio se rouba desde garotinho?

– Não, meu filho. Se rouba desde Cabral.

Desaprovou

O vereador Gildo Masselai (PSDB),  reeleito com 752 votos, para exercer seu  terceiro mandato no legislativo municipal de Porto União, teve sua prestação de contas da campanha eleitoral, reprovada pela justiça eleitoral. O vereador já entrou com recurso, recorrendo da decisão.

Janeiro vermelho

Outubro Rosa já passou, orientando as mulheres sobre a importância de se prevenir sobre o câncer de mama. O mês de novembro, orientou os homens, sobre o câncer de próstata. E, em breve, virá o janeiro vermelho, quando nosso minguado orçamento entra no negativo, com o pagamento do IPVA, IPTU, matriculas escolares, boletos das compras do Natal, material escolar, etc.  Importante dizer, que o esfolado brasileiro, trabalha quatro meses por ano, somente para pagar impostos, sejam eles, municipais, estaduais ou federais.

Posse

Está marcada para o dia 1º de janeiro, no Auditório da Uniguaçu, as 10 horas da manhã, a posse do prefeito eleito de União da Vitória, Santin Roveda, (PR), seu vice- prefeito, Bachir Abbas (PSDB) e dos treze vereadores. Após a cerimônia de posse, os vereadores, se dirigem até a Câmara Municipal para a eleição da nova mesa diretora da Casa, com um mandato de dois anos.

Disseram…

“O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio, a ser salvo pela crítica.” Norman Vincent Peale.

Em Dia Com a Notícia – 29 de Novembro de 2016.

Equipe definida I

JantarXEliseuO prefeito eleito  de Porto União, Eliseu Mibach ( PSDB ), reuniu na semana passada, em uma Pizzaria, seus principais colaboradores da campanha vitoriosa, para um encontro de confraternização e agradecimento pelo empenho e dedicação durante o processo eleitoral. Mibach, já confirmou os nomes da professora Aldair W. Muncinelli, como a titular da pasta da secretaria da Educação, do engenheiro civil Roberto Domit de Oliveira, na secretaria de Obras, o dentista Marivaldo dos Reis, na secretaria da Saúde, o Coronel da Reserva,Miguel Chokailo Neto, na secretária da Administração, a Contadora Sofia Opkid, na secretaria das finanças, e o vice- prefeito Percy Storck na secretaria de Desenvolvimento Sustentável.

Equipe definida II

A princípio, por questão econômica, Eliseu Mibach, deve administrar o município, com apenas seis secretarias, sendo que alguns secretários deverão atuar como voluntários sem receber salários. Os primeiros nomes anunciados por Mibach, são pessoas experientes, e com relevantes serviços prestados á comunidade. A professora Aldair W. Muncinelli, já exerceu a presidência do Conselho estadual da Educação de Santa Catarina – sendo a primeira mulher a ocupar esse importante cargo – além de ter sido vereadora, e concorrido ao senado federal com uma excelente votação. Roberto Domit de Oliveira, é engenheiro civil, funcionário aposentado do DER catarinense, possui uma empresa que presta consultoria técnica, para grandes empresas, exerceu  por três mandatos o cargo de vereador no município, e tem como principio, o zelo e a transparência no trato com o bem público.

Equipe definida III

O dentista Marivaldo dos Reis, que vai administrar a importante secretaria municipal da Saúde, é Coronel da Reserva do Exercito, e já trabalhou na área da saúde na Prefeitura de União da Vitória, Miguel Chokailo Neto, que vai comandar a secretaria da Administração, também é Coronel da Reserva da Polícia Militar Catarinense, e já comandou vários Batalhões da Policia Militar. A contadora pública Sofia Opkit, tem larga experiência no cargo, e presta serviços nas prefeituras de Porto União e União da Vitória, Já o vice- prefeito eleito Percy Storck, que vai comandar a pasta da secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável é  empresário.

Dura realidade

Passado a euforia da vitória, os prefeitos eleitos, vão ter que se deparar, a partir do dia 1º de janeiro, com uma dura realidade e um grande desafio: A difícil situação econômica das Prefeituras, em decorrência da profunda recessão que assola o país, e também, porque os atuais governantes não se prepararam para enfrentá-las. A PEC que vai controlar os gastos do governo federal, vai implicar na redução drástica de recursos que poderiam ser liberados para estados e municípios. Por isso, vai ser fundamental, a redução das despesas e o incremento de receitas, sem esfolar o já combalido contribuinte. O quadro é negro, e, ao que parece , os novos prefeitos vão ter encarar e se adaptar a essa dura realidade, ou irão sangrar durante os quatro anos dos seus mandatos.

Disseram…

“Se você agir sempre com dignidade, talvez não consiga mudar o mundo; mas será um canalha a menos.”

John F. Kennedy, Ex. presidente dos EUA.

 

 

 

 

 

 

Em Dia Com a Notícia – 22 de Novembro de 2016.

Força política

mauro-marianiO deputado federal Mauro Mariani, presidente do diretório estadual do PMDB catarinense, destacou que após os resultados finais das eleições municipais, a sigla se consolidou como a maior força política do Estado, com 100 prefeitos, vencendo em cidades importantes como Florianópolis, Joinville, Itajaí e Jaraguá do Sul, além de 71 vice-prefeitos e 855 vereadores. Segundo Mariani, o PMDB merece respeito pelo tamanho e história, pela força da sua militância – que nenhuma outra agremiação política tem – e com certeza, terá candidato próprio ao governo nas eleições em 2018.

 

Mais uma taxa

Em dificuldade para bancar os insumos administrativos e sem dinheiro para realizar investimentos para reequipar a corporação, o comando do Corpo de Bombeiros de União da Vitória solicitou – e foi atendido pelo prefeito – para a implantação do Fundo de Reaparelhamento dos Bombeiros (Funrebom). O Projeto de Lei, que já se encontra na Câmara de Vereadores, autoriza a cobrança anual para as residências no valor de R$ 9,90.

 

Resultado apertado

O resultado da eleição para a escolha do nome da futura secretária municipal de Educação de União da Vitória foi um dos mais apertados da história. Na contagem final dos votos, a atual titular da pasta, Sandra Leão, obteve 276 votos, contra 274 votos de sua adversária, a professora Leonice Espanhol, que participou ativamente da eleição municipal. Agora, cabe ao prefeito eleito, Santin Roveda, homologar um dos nomes.

 

Tudo em dia

Conversei com o prefeito de Porto União, o petista Anízio de Souza, que informou que vai entregar a prefeitura para o prefeito eleito Eliseu Mibach (PSDB), com todas as contas em dia. E, que no dia 20 de dezembro, paga o salário do mês, incluindo o décimo terceiro salário. Anízio revelou, ainda, que após deixar o comando do poder executivo municipal vai ampliar suas atividades profissionais, abrindo uma loja de jeans.

 

Licença médica

Prefeito de União da Vitória, Pedro Ivo Ilkiv, por ordem médica deixa o comando do paço municipal pelo período de 15 dias, assumindo em seu lugar o vice-prefeito Jair Brugnago. Ele bem que poderia, nessa interidade, realizar uma operação “tapa-buraco” nas principais ruas do anel central, que estão virando um “queijo suíço” de tanto buracos.

 

Indicado

Nei Kukla, que concorreu ao cargo de vereador pelo PSDB de União da Vitória, obtendo 406 votos e não conseguiu se eleger, deve ser o secretário municipal da Agricultura da gestão Santin Roveda/Bachir Abbas. Outro nome praticamente definido por Santin é o da jornalista Mirian Bertoletti, natural de Bituruna, e que trabalhava na prefeitura de Rio Negrinho.

 

Gigante

O Distrito de São Cristóvão é maior em população que outras 280 cidades do Estado do Paraná, e vai ter, no ano que vem, seis vereadores na Câmara Municipal.

 

Disseram…

“A um homem honesto, que cuida da própria vida e sabe conservar-se em seu lugar, nunca acontecem maus encontros”

Alessandro Manzoni (1785-1873), escritor italiano

Em Dia Com a Notícia – 15 de Novembro de 2016

Homenagem

homenagemXponteXilXXrioXsanderO vereador Christian Martins (PMDB), reeleito para exercer o seu segundo mandato no Poder Legislativo de Porto União, participou na sexta-feira, 11, da solenidade de inauguração de uma ponte de concreto na localidade de São Pedro do Timbó, interior do município, e que leva o nome do saudoso ex-vereador e ex-prefeito de Porto União Ilário Sander. Martins, que foi o vereador mais votado na comunidade na última eleição, trabalhou junto ao governo estadual por intermédio dos deputados estaduais Valdir Cobalchini e Antônio Aguiar para a liberação do recurso para a viabilidade da obra, antigo sonho da comunidade, que tem no turismo rural e na agricultura o seu potencial econômico. A viúva do homenageado. Olívia Sander, o deputado estadual Antônio Aguiar, o secretário de Estado de Infraestrutura João Gomes Ecker e o vice-prefeito Aloísio Salvatti prestigiaram o evento.

 

Independente

O vereador Carlos Roderlei “Polaco do Bifão” Pinto, presidente do diretório municipal do Partido da República (PR) de Porto União, reeleito para cumprir seu quarto mandato no legislativo municipal, recebeu um telefonema do deputado estadual Jorginho Mello – presidente estadual do PR – avisando que o partido saiu da base de apoio do governo Raimundo Colombo (PSD).

 

Eleição

O Sindicato do Magistério Municipal de União da Vitória realiza nesta quarta-feira, 16, o processo eleitoral para a escolha do nome que irá comandar a Secretaria Municipal da Educação do município. A votação vai acontecer nas dependências da sede do Sindicato da classe, e haverá, também, urnas itinerantes nas escolas municipais.

 

Fechadas

O retrato da crise econômica que passam as prefeituras municipais do Brasil pode ser visto em União da Vitória, onde, atualmente, apenas quatro secretarias municipais estão efetivamente funcionando: Saúde, Educação, Administração e Ação Social.

 

Obrigação

Não é mérito algum gestor público vir se vangloriar de ter pago salários e outras obrigações trabalhistas em dia. Pagar salários em dia é o mínimo que se pode esperar de alguém que foi eleito para cuidar das finanças e dos interesses da população.

 

Expectativa

Passadas as eleições municipais, as expectativas, agora, são com relação a eleição dos membros das mesas diretoras das Câmaras Municipais, que serão eleitos no dia 1º de janeiro de 2017. Por enquanto, tanto em União da Vitória como em Porto União, o que existe mesmo é muita especulação com relação aos nomes. Essas eleições costumam ser imprevisíveis, já aconteceu de muito pretenso candidato ter ido dormir presidente e na hora da votação ficou de fora da mesa.

 

Disseram…

“Espero que o prefeito eleito Santin Roveda, depois de assumir, não use a crise econômica para jogar culpa em mim. Estou entregando a prefeitura com todos os seus compromissos em dia”

Prefeito Pedro Ivo Ilkiv em entrevista no Programa Linha Aberta da Super Rádio União

Em Dia Com a Notícia – 8 de Novembro de 2016

Prestigiou

mauroXmarianiXeXsandroXcalikoskiXbatataO deputado federal Mauro Mariani, que preside o diretório estadual do PMDB catarinense, deu uma pausa em sua movimentada agenda para vir até Porto União no final de semana prestigiar o aniversário de seu fiel escudeiro, Sandro “Batata” Calikoski, vereador reeleito para exercer seu quinto mandato consecutivo no Legislativo Municipal. O encontro festivo reuniu também o ex- prefeito de Porto União, Renato Stasiak, o atual vice-prefeito, Aloísio Salvatti, e os vereadores peemedebistas Neilor Grabovski, Élio Weber e Christian Martins, mais os vereadores Carlos Roderlei Pinto, presidente do diretório municipal do Partido da República (PR), e Luiz Alberto Pasqualin, presidente do diretório municipal do Partido Progressista (PP).

 

O que o povo quer 1

O que a população de União da Vitória e Porto União espera dos novos administradores municipais é que eles realizem uma gestão eficiente, para melhorar a qualidade de vida dos moradores, que obras sejam realizadas, que melhorem o sistema de Saúde, da Segurança Pública, da acessibilidade, do Saneamento Básico, da Educação, construindo mais creches, que incentivem o empreendedorismo para a geração de emprego e renda.

 

O que o povo quer 2

As duas cidades precisam contar com um gestor compromissado com as cidades, que tem problemas comuns, como a Saúde, com o conturbado sistema de trânsito e do transporte coletivo, com seus ônibus – a maioria deles – circulando com prazo de validade vencido, com o sistema do estacionamento rotativo, entre outras questões. Parece difícil? Mas é para isso que eles foram eleitos, e é isso que o povo espera que aconteça a partir do dia 1º de janeiro, onde os eleitos terão a oportunidade de colocar em prática todas as promessas de campanha.

 

Curiosidade 1

O prefeito eleito de União da Vitória, Santin Roveda, mora em Porto União e trabalha em União da Vitória. Já o prefeito eleito de Porto União, Eliseu Mibach, mora em União da Vitória e tem seu escritório em Porto União.

 

Curiosidade 2

O vereador Joarez Tica (PSB), de União da Vitória, eleito com 860 votos para exercer o seu primeiro mandato, é primo do também vereador de primeiro mandato, o policial Almires Bughay (PSDB), que foi o segundo vereador mais votado, com 884 votos, e sobrinho do vereador Albino do Cemitério (PMDB), também eleito para exercer seu primeiro mandato e fez 724 votos. Os três juntos representam quase 2.500 votos.

 

Lição de casa

Os vereadores novatos, eleitos para exercer seu primeiro mandato, bem que poderiam aproveitar o tempo que falta para assumirem suas funções legislativas para lerem o Regimento Interno da Câmara, a Constituição Municipal e também o Código de Postura do Município para se interarem das reais funções do vereador.

 

Disseram…

“Para conhecer os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade. E, na desgraça, a qualidade”

Confúcio