Milho no Monjolo

Odilon Muncinelli

Milho no Monjolo – 30 de Dezembro de 2016

PLÁGIO

Sob o intuito de informar o que é o plágio fiz uma pesquisa brve e perfunctória (com base na Wikipédia, a enciclopédia livre) que vai adiante. O plágio (diz-se também plagiarismo ou plagiato) é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, et caetera) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor No ato de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria.

TIPOS DE PLÁGIO

1. Direto ou Integral – Segundo Ken Kirkpatrick, “consiste em copiar uma fonte palavra por palavra sem indicar que é uma citação e sem fazer referência ao autor”.. Parcial – Segundo Lécio Ramos, o plágio parcial é a “‘colagem’ resultante da seleção de parágrafos ou frases de um ou diversos autores, sem menção às obras”. 3. Conceitual: Para Lécio Ramos, é a “utilização da essência da obra do autor expressa de forma distinta da original”. 4. Plágio Mosaico – Para Ken Kirkpatrick esse é o tipo de plágio mais comum. Ele explica que “este plágio acontece quando o “plagiador” não faz uma cópia da fonte diretamente, mas muda umas poucas palavras em cada frase ou levemente reformula um parágrafo, sem dar crédito ao autor original. Esses parágrafos ou frases não são citações, mas estão tão próximas de ser citações que eles deveriam ter sido citados ou, se eles foram modificados o bastante para serem classificados como paráfrases, deveria ter sido feito referência à fonte”. 5. Autoplágio – Por definição, “consiste na apresentação total ou parcial de textos já publicados pelo mesmo autor, sem as devidas referências aos trabalhos anteriores”.

CRIME

No Brasil o plágio é considerado crime e sua principal referência é a Lei 9.610. de 19 de fevereiro de 1998, que “Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências”. Segundo essa lei seria possível cópia de “pequenos trechos”, o que é inadmissível em uma pesquisa acadêmica. Para fins de pesquisa acadêmica recomenda-se ainda a observância das normas da ABNT.

EXEMPLOS DE PLÁGIO

“Uso de forma literal de alguma palavra, Utilizar-se da paráfrase (recriação fazendo uso das mesmas ideias), tendo em vista os mesmos elementos de um dado tópico do texto original. Uso de uma estrutura ou qualquer outro elemento, tais como uma tabela, um gráfico, enfim, uma imagem, sem a respectiva credibilidade”. (Autor Desconhecido).

A ÚLTIMA

Atualmente, Porto União, em Santa Catarina, ocupa a 76ª colocação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) que é o indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos.

Beira do Iguaçu, Dezembro de  2.016
Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *