Milho no Monjolo

Odilon Muncinelli

Milho no Monjolo – 23 de Novembro de 2018

TROFÉU DESTAQUE

O médico Ricardo Pasquini, nascido em Curitiba, Paraná, pioneiro no transplante de medula óssea no Brasil, recebeu o primeiro Troféu Destaque Serviço de Transplante de Medula Óssea. Pesquisador de destaque internacional, Ricardo Pasquini, membro da Academia Paranaense de Letras (APL), fez parte da primeira equipe a realizar este tipo de transplante na América Latina, em 1979. O acadêmico é um dos médicos mais conceituados do Brasil nas áreas de hematologia e oncologia, recebeu inúmeras premiações internacionais e atualmente é professor orientador de pesquisas de  Pós-Graduação na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

 SESSÃO ESPETACULAR

Durante a última Reunião Ordinária da Academia Paranaense de Letras (APL), dia 14/11, ocorreu a Sessão Especial de “Acalantos de Ar e de Pedra”, com autoria e interpretação de boa parte dos textos pela médica, escritora e acadêmica Etel Frota, nascida em Cornélio Procópio, Paraná. Acompanham a acadêmica no espetáculo a cantora Suzie Franco, a maestrina Érica Silva e a percussionista Priscila Graciano.

REVISTA DA APL NÚMERO 68

Com uma receita diversificada e grande variedade de assuntos, foi publicada nesta semana a Revista da Academia Paranaense de Letras de número 68.  As mulheres, com artigos de vários autores, a maioria componentes da Academia Paranaense de Letras, são o tema principal da publicação. O Sumário traz, entre outros, os textos: “As Mulheres São Diferentes”, de Louis I. Dublin; “O Romance e Júlia Maria da Costa, a Mulher”, de Roberto Gomes; “Sévigné, Sinetes e Zelos”, de Marta Morais da Costa; “Madame de Sévigné”, de Roger Duchêne (Tradução: Lélia M.M.Virmond, Preâmbulo: Eduardo Rocha Virmond); “Rachel de Queiróz em seu tempo”, de Etel Frota; “Mulher, Luz do Futuro” e “O Direito de Ser Mulher”, de Chloris Casagrande Justen; “A Voz da Mulher na Literatura do Paraná”, de Adélia Maria Woellner. As Revistas são gratuitas e estão disponíveis na Biblioteca do SESC da Esquina.

HOMENAGEM

Na última quinta-feira, dia 22, um Projeto do Instituto Memórias prestou homenagem a vários educadores paranaenses. Entre eles, a advogada, poetisa e acadêmica Adélia Maria Woellner, nascida em Curitiba, Paraná. A iniciativa tem o apoio da Academia Paranaense de Letras (APL), do Clube Curitibano e do Grupo Paranaense de Comunicação.

REVISTA VIRTUAL

Recentemente, veio a lume o  1º número da Revista Virtual da Academia Paranaense da Poesia (APP), “VERSOS NA REDE”, referente a Novembro/Dezembro. O editor responsável é o acadêmico Sérgio Augusto de Munhoz Pitaki, com muito empenho e arte. Neste número, a Revista apresenta poemas de alguns acadêmicos titulares e de alguns dos associados efetivos. Em próximos números, outros serão contemplados.
Beira do Iguaçu, Novembro  de 2.018

Odilon Muncinelli ´é Membro da ALVI e do IHGPr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *