NO VALE DO IGUAÇU: Pré-campanha busca definição de candidatos

Na reta final antes das convenções, partidos tentam acertar chapas

Faltando um mês para o prazo final de fechamento das convenções, partidos e pré-candidatos se articulam para buscar a chapa ideal. O Comércio apresenta, baseado nas conversações partidárias, as definições de momento. No entanto, é preciso dizer que as chapas só serão definidas depois das convenções. O dia 5 de agosto está definido no calendário eleitoral como o último dia para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos à prefeito, à vice-prefeito e à vereador (Lei nº 9.504/1997, art. 8º).

Confira como caminham as definições das chapas majoritárias:

União da Vitória

bachir-jairo-politica
Bachir Abbas e Jairo Vicente Clivatti

Bachir Abbas (PSDB)

Empresário do ramo imobiliário em União da Vitória. Como experiência na vida pública foi secretário municipal de Esportes, de Obras e de Finanças e Chefe de Gabinete da prefeitura de União da Vitória. Bachir, de 49 anos, é formado em Administração de Empresas e Economia pela Uniuv, está filiado no PSDB e colocou seu nome à disposição do partido para disputar a sucessão do atual prefeito Pedro Ivo Ilkiv (PT).

Jairo Vicente Clivatti (PSDB)

Apontado como possível candidato a vice na chapa encabeçada por Bachir Abbas, tem 55 anos, é advogado, professor, ex-reitor da Uniuv, ex-presidente da OAB, subseção de União da Vitória.

Santin Roveda (PR)

santin-toninho-politica
Santin Roveda e Toninho da Ótima

Empresário do ramo de prospecção há 20 anos, Santin, de 34 anos, é formado em Administração de Empresas pela Unicenp, pós-graduado em Finanças e Controladoria no IBEMEC com MBA em Gestão Empresarial. Foi candidato à deputado estadual em 2014. Filho do ex-prefeito e ex-deputado federal Airton Roveda, o jovem aspirante ao cargo de prefeito é militante das causas sociais. Empreendeu com outros voluntários o “Rolezinho do Bem”, entre outras atividades ligadas aos movimentos sociais locais e do Paraná.

Toninho da Ótima (PMDB)

Empresário, Antônio Alexandre Moreira está cogitado para ser o candidato à vice de Santin Roveda pelo PMDB. Toninho da Ótima, de 68 anos, foi secretário de Indústria e Comércio em União da Vitória, é empreendedor e comerciante em União da Vitória.

Thyago Pigatto Caus (PSC)

thyago-pires-politica
Thyago Pigatto Caus e Júlio Adilson Pires

Formado em Direito, exercendo a profissão de advogado, tem atuação junto às prefeituras da região. O pré-candidato tem 34 anos, é presidente do PSC de União da Vitória e coordenador político do deputado estadual Hussein Bakri (PSD) e seu grupo de apoio. Com experiência de bastidores na política, pretende disputar pela primeira vez um cargo eletivo.

Júlio Adilson Pires (PP)

Relacionado entre os candidatos à vice-prefeito, na chapa possivelmente encabeçada por Thyago Pigatto Caus, Pires é vereador exercendo seu quarto mandato. Pires, de 59 anos, foi chefe do escritório regional da Cohapar, e secretário de Obras de União da Vitória. Empresário do ramo de autopeças, tem atuação junto às causas comunitárias. Em relação aos seus mandatos eletivos, nas duas últimas eleições esteve entre os mais votados.

Porto União

Renato Stasiak (PMDB)

renato-erico-salvatti
Renato Stasiak , Erico Rosenscheg e Aloísio Salvatti

Pré-candidato pelo PMDB, Renato Stasiak, de 58 anos, já foi prefeito de Porto União por dois mandatos consecutivos, entre 2004 e 2012. Contabilista, presidente do PMDB, conta com sua experiência em administração pública para chegar pela terceira vez ao Poder Executivo. Reconhecido como negociador e articulador político, foi o agente transformador em práticas inovadoras de administração.

Erico Rosenscheg (PMDB)

Cotado para ser candidato a vice na chapa do PMDB, Rosenscheg já exerceu o cargo de 2004 a 2008, sendo eleito com 11.172 votas (chapa majoritária). Empresário do setor e agronegócios, Erico é liderança política que emergiu do interior de Porto União e tem presença forte junto aos convencionais do PMDB local.

Aloísio Salvatti (PMDB)

Atual vice-prefeito de Porto União, é outra opção do PMDB, mas deixou claro que pretende disputar a convenção com Erico Rosencheg. Foi secretário da Indústria, Comércio e Turismo no segundo mandato de Renato Stasiak. Salvatti tem 49 anos.

Eliseu Mibach (PSDB)

eliseu-percy-politica
Eliseu Mibach e Percy Storck

Assumiu o mandato de prefeito com a morte do então prefeito, Alexandre Puzzyna, em grave acidente automobilístico em 1998. Se reelegeu prefeito em 2000 ainda pelo PMDB. Mibach, de 52 anos, é a principal liderança de oposição em Porto União. Atualmente no PSDB, Mibach pode encabeçar uma coalizão de partidos para enfrentar Stasiak nas urnas.

Percy Storck (PSD)

Empresário respeitado em Porto União, Percy Storck, de 52 anos, nunca participou de nenhum processo eletivo até hoje. Entrou no PSD e pretende disputar a eleição. Correligionários o colocam como uma nova liderança e a oposição à atual administração vê em Percy o parceiro ideal para uma chapa encabeçada pelo experiente Eliseu Mibach.

Outras configurações

Algumas variações dos nomes dos pré-candidatos também são testadas para avaliar as reações dos eleitores. Em União da Vitória, o PMDB não descarta colocar o vereador Daniel Rocha como candidato a vice de uma das opções mencionadas na reportagem.

Em Porto União, o empresário Percy Storck também se apresenta como opção de candidato à prefeito, apesar de ser o candidato ideal na chapa de Eliseu Mibach (PSDB). Também se fala em candidatura própria do PT. Caso Anízio de Souza não decida ser candidato à reeleição, o partido pode dispor do nome de Gilberto Knapik. No entanto, o partido não se posicionou oficialmente sobre o assunto.

Como indica o calendário eleitoral do TSE, a pré-campanha termina com o último dia de prazo para a realização das convenções partidárias, que tem por objetivo escolher a chapa majoritária (prefeito e vice) e a chapa proporcional (vereadores). Por enquanto, o quadro apresentado é conjuntura de momento. Os nomes e as posições podem ser alterados ou mesmo não se descarta a presença de novos elementos na corrida eleitoral. Até o fim das convenções muita coisa pode mudar.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta