Rossoni nega envolvimento com escândalo da Operação Quadro Negro - Vvale

Rossoni nega envolvimento com escândalo da Operação Quadro Negro

Chefe da Casa civil diz que entrega o cargo se houver comprovação de seu envolvimento com a Construtora Valor

Secretário Chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossoni
Secretário Chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossoni

O Secretário Chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossoni, esteve no sábado em União da Vitória e concedeu uma entrevista para a CBN Vale do Iguaçu. Ele falou sobre a citação de seu nome na Operação Quadro Negro, na delação premiada do empresário Eduardo Lopes de Souza, dono da Construtora Valor. Rossoni disse que as escolas de Bituruna não estão associadas com o escândalo.

Eu travei o bom combate da comunicação durante a semana [passada], e eu consegui mostrar aos paranaenses que não tem nada a ver o escândalo da Operação Quadro Negro com as escolas de Bituruna. Fui na rede Globo exigir direito de respostas e a própria Globo depois de mostrados os fatos, ela reconheceu que as obras de Bituruna não tem ligação com o problema da “Quadro Negro”, disse o Chefe da Casa Civil.

Rossoni disse também que quando se fala na operação em curso, os problemas já haviam sido detectados pelo governo e o governador tomou todas as medidas. “Funcionários foram exonerados, a polícia investigou e depois o processo foi encaminhado ao Ministério Público do Paraná. Hoje os responsáveis por esse ato criminoso estão com bens bloqueados”, explicou.

A delação premiada

O nome de Rossoni foi citado na delação premiada do empresário Eduardo Lopes de Souza, que disse que o político recebeu propina no esquema fraudulento. Rossoni afirmou que na questão da delação, o “cidadão” para se ver livre da cadeia, envolve pessoas importantes para justificar sua saída da cadeia.

Eu fiz um desafio para todos os paranaenses que tiverem interesse. As obras de Bituruna estão lá, podem passar por qualquer peritagem, aliás nós já mandamos fazer uma peritagem, e lá não há irregularidades. O próprio empreiteiro corrupto falou que nas obras de Bituruna não tem irregularidades”, disse na entrevista.

O chefe da Casa Civil disse que a engenheira, nominada por Rossoni como Jéssica, era muito exigente. “Ela era extremamente ‘Caxias’, e graças a boa atuação desta engenheira, hoje Bituruna está fora deste escândalo que envergonha a todos os paranaenses”, desabafou. A entrevista foi ao ar pela CBN Vale do Iguaçu, ao vivo, no sábado, 09, pela manhã.

Não sou investigado

O deputado federal licenciado disse que não é alvo de investigação. “Não estou sendo investigado, eu fui apenas citado por esse ‘picareta’, eu estou tranquilo. Problemas jurídicos eu não tenho, o que eu tenho é problema político, porque como ele me citou e a rede Globo deu ampla divulgação a isso, a pessoa quando assistia a notícia, ela achava que eu estava envolvido com as escolas não construídas, e ao contrário, a emissora citava o Rossoni pelas escolas de Bituruna, que foram construídas sem irregularidades”, afirma.

Operação Quadro Negro

O Secretário chefe da Casa Civil divulgou nota oficial onde reafirma que não há irregularidade nas obras de Bituruna. A nota diz que “As obras foram concluídas e estão lá para quem quiser fiscalizar. Sobre os valores referentes à economia da Assembleia Legislativa, não há como direcionar recursos para obras específicas, por tratar-se de um caixa único do Executivo. Valdir Rossoni diz que renuncia ao cargo público, se houver qualquer prova de envolvimento em irregularidades nessas obras“.

Entre as licitações que a Construtora Valor venceu em Bituruna estão a construção de uma praça e de uma escola estadual. Essas duas obras foram concluídas. A Construtora Valor é um dos principais alvos da Operação Quadro Negro, que investiga desvio de dinheiro que deveria ser usado para a construção de escolas estaduais no Paraná. O rombo ao cofre público é de pelo menos R$ 20 milhões.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta