Histórico

“Neste momento está entrando no ar a ZYD3 Rádio União, a rainha do Vale do Iguaçu”. Assim foi a primeira transmissão da primeira rádio de União da Vitória e Porto União, a terceira rádio do Paraná e sexta do Brasil. Sempre pioneira e narrando com eficiência e profissionalismo a história de uma região, na voz dos locutores, muitas vidas, informações e os principais fatos locais e nacionais foram eternizados.

A pioneira teve os empreendedores Abílio Holzmann e Manoel Machuca, de Ponta Grossa, como fundadores. Era um momento de expansão dos negócios. Depois da inauguração da PRJ-2, emissora precursora em Ponta Grossa, as cidades vizinhas de União da Vitória e Porto União foram alvos para investimentos e aberturas de novas oportunidades.

A Avenida Getúlio Vargas foi o primeiro endereço da rádio, onde hoje existe o edifício comercial Executive Center União. A potência não era muito grande, apenas 250 Watts na frequência de 1530 KHZ.

Focada em notícias e entretenimento a rádio foi o berço de diversos personagens da região. Segundo a historiadora Therezinha Leony Wolff, entre os nomes expressivos dos primeiros funcionários que fazem parte da fase áurea da história da Rádio União, destacam-se:

– As irmãs Daisy e Viviane Durski, locutoras que vieram de Ponta Grossa,

– Aristides Adam, Mano Bastos, Maria Aparecida Wanderlei na sonoplastia

– As irmãs Fecci, Hilda Girardello, cantora mais tarde

– Nelly Reginatto, locutora

– Oliveira Índio, que tinha espaço para o seu violão

– Dante de Jesus Augusto, com seu famoso “Bom dia para você”

– Zenon Silva, cantor

– Nelson Gonçalves Dias

– Mário Rinaldi, que organizou uma bela orquestra

– Lamartine Augusto e Leocádio Vieira (Cadinho) que tinham um atraente programa de esportes.

– Carlos Jakimiu gerenciou a emissora

– Pereira Filho, o valente gerente que acolheu a novela “O crime do Iguaçu”

– Darcy Camargo, locutor

– Jaime Resende, locutor, cantor

– Trajano Pereira, diretor de teatro

– Dilcy Mendes, cantora

– Shirley Muller, locutora

– Remy Nogara, locutor, “o menino dos olhos verdes”

– Elza Stasiak, Argentino Dal’Bó, Manoel Muzillo e Arialda Ribas, Clóvis Pacheco, Ivan Vidal Portela, Alfredo Alberto Munhoz.

– Grandes locutores destacaram-se como os irmãos Orley e Airton Maltauro Filho, Claudinei e Roberto Otto, Osmair Schroh, Carlos Eduardo, Celso Platz, Bira Barbosa e o Conjunto Montanari.

O jornalista René Augusto foi o responsável pelo maior jornal falado, de uma época em que a Rádio União apresentava dez programas semanais, produzidos pelo Departamento de Produção Lulu Augusto, que foi diretora da emissora.

Um dos destaques da rádio desde a sua inauguração foi a sua discografia, que versava desde os clássicos Strauss, Gounod e Verdi até Vila Lobos, o melhor da MPB e internacionais.

Na década de 70, o ponto de encontro dos jovens e o local mais concorrido da cidade era o auditório da Rádio União, onde programas eram produzidos ao vivo nas tardes de sábado. A maior atração era justamente a apresentação de jovens cantores e grupos musicais.

Durante muito tempo (entre 1976 e 1999) a Rádio União fez parte das Organizações Curi, que era gerenciada por Aníbal Khury.  Depois disso, foi adquirida por um grupo de empresários que integram hoje do Grupo Verde Vale de Comunicação.

Atualmente, a Rádio Difusora União está instalada na rua Dário Bordin, n° 313, operando em 1070 KHZ. Entre funcionários, profissionais de comunicação e colaboradores são mais de 30 pessoas envolvidas na programação.

Do passado, restou o respeito com os idealizadores e com aqueles que eternizaram suas vozes e registraram seus nomes na história da pioneira do Vale do Iguaçu e o eterno agradecimento pelas glórias conquistadas.

2 comentários sobre “Histórico

  1. A nominata dos funcionários é omissa, poiss não consta o nome de funcionários oriundosda Rede Paranaense de emissoras,como eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *