Ex-padre é condenado por matar a mulher e esconder corpo

Maximino Vicenci, de 44 anos, foi condenado em júri popular a 13 anos e seis meses de prisão
Maximino Vicenci, de 44 anos, foi condenado em júri popular a 13 anos e seis meses de prisão

Em júri popular realizado nessa quinta-feira, 10, em Balneário Piçarras, no Litoral Norte de Santa Catarina, o ex-padre Maximino Vicenci, de 44 anos, foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado. Ele foi acusado de matar a própria mulher, Teresinha de Moraes Soave, de 63 anos, em março do ano passado.

Maximino foi condenado por homicídio qualificado, por ter asfixiado a mulher e ocultado o cadáver. O ex-padre está preso.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta