Menino de 11 anos é vítima de estupro; suspeito é colega da mesma idade

Na madrugada de quarta-feira (5) um caso de estupro de vulnerável veio à tona em Guarapuava. Por volta de 00h45, enfermeiros da emergência do Bairro Primavera relataram aos policiais que um menino de 11 anos, possivelmente, seria vítima de abuso sexual.

De acordo com a mãe da vítima, há alguns dias o filho apresentava comportamento estranho e, na noite de quarta-feira, reclamou à mãe que sentia dores nas partes íntimas. Segundo informações do boletim da Polícia Militar, a criança já teria relatado a uma psicóloga que um amigo, da mesma idade, seria o autor dos abusos.

A equipe de policiais deslocou-se até a residência do possível autor e realizou contato com a mãe da criança suspeita pela autoria dos abusos. Os envolvidos foram encaminhados até a 14ª Subdivisão Policial. O Conselho Tutelar também foi acionado para acompanhar o atendimento médico da criança e todos os procedimentos na Delegacia de Polícia.

Corpo de delito

Em virtude da nova determinação que vigora no Instituto Médico Legal (IML), a criança de 11 anos vítima dos abusos não pode realizar o atendimento médico padrão nestes casos, que deveria ser realizado pelo legista do Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava durante a madrugada. A nova escala afixada na porta do IML estabelece que o atendimento de perícias e liberações de cadáveres, a partir de agora, será feito somente das 8h às 22h. Diante da situação, a criança foi atendida pela manhã (5).

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta