O novo ordenamento territorial urbano de União da Vitória – PARTE IV

Ainda tratando sobre o novo ordenamento territorial proposto para União da Vitória, hoje falaremos sobre os zoneamentos residenciais e os zoneamentos de interesse social.

Nos estudos de revisão do plano diretor de União da Vitória está sendo proposto a Zona Residencial 1 (ZR1), que corresponde às áreas urbanas destinada ao uso residencial de baixa densidade, voltadas a promoção de ocupação habitacional unifamiliar, neste zoneamento os lotes deverão ter pelo menos 300m² e as construções até 04 pavimentos.

Já na Zona Residencial 2 (ZR2) correspondem às áreas predominantemente residenciais de baixa densidade, voltadas a promoção de ocupação habitacional unifamiliar e habitação coletivas (condomínio horizontal), com lotes de área mínima de 350m². Nesta área busca-se incentivar a implementação de condomínios horizontais, uma vez que possibilitam implantações mais flexíveis de sistema viário e demais infraestrutura urbana. Os empreendimentos residenciais neste zoneamento deverão obrigatoriamente doar 5% da área do parcelamento para o pode público (Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano) a serem destinados a produção de moradias de interesse social. A área mínima do lote será de 350m² com possibilidade de construções de até 02 pavimentos.

A Zona Especial de Interesse Social 1 (ZEIS-1) corresponde às áreas urbanas já consolidadas formadas pelos loteamentos irregulares Bela Vista e Limeira, voltadas a regularização fundiária. Também se referem aos loteamentos Horst 1, Horst 2 e Guerino Massignan e ocupação do Lagoa Dourada os quais necessitam de adequações urbanísticas, de drenagem e esgotamento sanitário. A ZEIS 1 destina-se ao uso residencial unifamiliar de interesse social e tem por objetivo promover a adequação da ocupação existente a partir de parâmetros mais flexíveis. Ainda é proposto a realização da realocação das moradias que estejam sobre a Área de Preservação Permanente do Rio D’Areia e sobre área de risco de inundação, cujas edificações não possuam pelo menos um piso na cota de soleira de 25 anos (747,82m).

Por último, está sendo proposto a Zona Especial de Interesse Social 2 (ZEIS-2) que corresponde aos locais previstos para aumento da oferta de lotes para receberem moradias atendendo a demandas sociais existentes e mercados adicionais compatíveis com programas sociais de moradia, mediante provisão de infraestrutura adequada. Neste zoneamento os parâmetros de uso e ocupação do solo são mais flexíveis, sendo o lote com área mínima de 180m² e altura máxima de 04 pavimentos.


Ouça: