Aluizio Witiuk presta homenagem ao cronista esportivo Cadinho

Homenagem aconteceu no sábado, 24

Foi durante uma partida realizada no campo do Colégio São José, em Porto União, que há 58 anos tive a oportunidade de conhecer um narrador de futebol. Era uma decisão importante e os freis do colégio sempre oportunizavam o espaço para atividades esportivas de diversas modalidades. Porém, o futebol se destacava pela imbatível equipe conhecida como “os onze irmãos”, formada pelos estudantes do colégio e internato.

Admirador da radiodifusão, cheguei o mais próximo possível de uma espécie de oratória de material, estando perto do campo para observar toda aquela parafernália de equipamentos de transmissão, fios, aparelhos e microfones. Foi emocionante ouvir ao vivo aquela partida inédita que estava sendo transmitida pela primeira vez diretamente do campo do São José. O narrador, no vai e vem da bola, trocava opiniões constantes com os comentaristas, e dizia que não era fácil narrar uma partida que tinha somente uma bola de capotão. A dificuldade era principalmente quando os jogadores chutavam a bola além da linha do campo e a bola atravessava dois pequenos campos íngremes e parava do outro lado da rua perto da casa do saudoso professor Wernão Kroetz ou na atual Apae.

Foi assim que conheci um dos maiores narradores de futebol de Porto União da Vitória e região, com o nome de Leocádio Vieira, carinhosamente conhecido e chamado de Cadinho.

É oportuno esclarecer algumas curiosidades entre tantas de nosso saudoso Cadinho. José Leocádio Vieira? Leocádio José Vieira? Ou simplesmente Leocádio Vieira? Muitos anos atrás, quando jovem, sofreu um problema sério de saúde, mas como Espírita fervoroso recorreu ao Dr. Leocádio José Correia, e logrou recuperação total. Como reconhecimento e gratidão, decidiu por livre iniciativa acrescentar o nome de José em homenagem ao Dr. Leocádio. Na carteira funcional do Jornal “Caiçara” está registrado como Leocádio José Vieira.

Outra curiosidade: Cadinho está entre poucos que festejam dois aniversários por ano. A data oficial de seu nascimento é dia 9 de fevereiro de 1933. Não se sabe o real motivo que seu pai, o Sr. Olegário, fez o registro de seu nascimento para o dia 4 de setembro de 1933, sendo essa data que ele sempre festejava.