“Dos 7.354 habitantes de Frontin, cinco mil são moradores da área rural”

Marcos Ludorf, técnico agrícola, foi o convidado do Programa CBN Linha Aberta
paulo frontin-1

Desde o dia 2, a CBN Vale do Iguaçu, realiza entrevistas sobre o meio rural e a sua movimentação junto a economia da região.

Levantamento exclusivo aponta o percentual da área dedicada à agricultura e o avanço da produção familiar e patronal nas cidades da Associação dos Municípios do Sul do Paraná (Amsulpar).

* A entrevista aconteceu em julho de 2020, por telefone.


De acordo com o técnico agrícola, Marcos Ludorf, atualmente são 1.125 famílias que trabalham com a agricultura familiar e 53 famílias na agricultura patronal.

Com área territorial de 370,186 km², o carro chefe no agronegócio é a soja com 870 produtores e área de 16.500 hectares, seguido do fumo com 86 produtores e área de 2.300 hectares e a bovinocultura de leite com 165 produtores e rebanho de 750 cabeças. Com relação as culturas de produção temporária, se destacam o alho (3 ton), amendoim (em casca – 1 ton), arroz (em casca – 100 ton), cana-de-açúcar (315 ton), batata-doce (180), cebola (90 ton), cana de açúcar (105), feijão (em grão – 2.820 ton), cevada em grão (672), fumo em folha (5.593), mandioca (3.692 ton), melancia (1.500 ton), melão (80 ton), milho (em grão – 6.080 mil ton), soja (em grão – 51.150 ton), tomate (45 ton) e trigo em grão (2.250 ton).

Ainda, em torno de 40% da população rural de Paulo Frontin tem idades entre 30 e 59 anos; 13% acima de 60 anos; 25%, entre 15 e 29 anos; 22% crianças e adolescentes, entre de 0 e 14 anos.

Cerca de 33% da renda mensal é de 1,5 salários mínimos / mês. A média geral é de dois salários mínimos. Para o técnico agrícola, a valorização da agricultura é conferida em números, pois dos 7.354 habitantes da cidade, 5 mil são moradores da área rural.


Confira: