“Estudar o cemitério é fascinante; revela fielmente a cultura do seu povo”, diz professor

O historiador Ilton César Martins falou sobre o assunto durante o Programa CBN Linha Aberta
2018 11 17 Professor Ilton

Das várias paixões que têm na vida, o cemitério é uma delas. O historiador Ilton César Martins participou do Programa CBN Linha Aberta. Vale dizer que a entrevista com ele foi gravada na quarta-feira, 14 e reproduzida neste sábado, 17.

Ilton é um estudioso de cemitérios. Inclusive realiza um trabalho de grande interesse da comunidade, que são as visitas guiadas no Cemitério Municipal de União da Vitória e Porto União. Também partilhou histórias e a importância do estudo para a pesquisa e extensão.

O entrevistado possui graduação em História pela Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de União Vitória (2000), onde também obteve o título de especialista em História do Brasil no ano de 2003. É mestre em História: Cultura e Poder pela Universidade Federal do Paraná (2005), e doutor pela mesma linha de pesquisa em 2011.

É professor Adjunto A na Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR, campus de União da Vitória. Participa Grupo de Pesquisa Escravidão, Mestiçagem, trânsito de culturas e globalização – séculos XV a XIX-CNPq/UFMG e Simpósio Escravidão: sociedades, culturas, economia e trabalho- Associação Nacional de História-ANPUH.

Dedica-se aos estudos sobre a escravidão negra na Província do Paraná, especialmente a questão da criminalidade escrava e a questão da lei e justiça dentro daquele contexto e, nos últimos anos, vem estudando a problemática dos tropeiros enquanto mediadores culturais no espaço dos Campos Gerais do Paraná. É Pós-Doutor pelo programa de pós-graduação em História da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG com bolsa da CAPES. Prêmio de Divulgação Cientifica sobre a História do Paraná – ANPUH/PR em 2016.