“Eu até pensei que estava na menopausa; mas não, eu estava grávida”, revela Therezinha Wolff

A representante cultural participou do Programa CBN Linha Aberta, deste sábado, 12
IMG_6402

A representante cultural de Porto União, Therezinha Wolff, foi uma das convidadas do Programa CBN Linha Aberta, deste sábado, 12. Ela comenta que “O critério sobre a idade ideal para dar à luz evoluiu com o tempo”. Prova disso foi que engravidou aos 42 anos de idade, da filha Fernanda. “Eu até pensei que estava na menopausa; mas não, eu estava grávida”, revela.

Conta ela, que na década de 1960, considerava-se ideal a faixa entre os 18 e os 25 anos. Quando a mulher dava à luz pela primeira vez depois dos 25 anos, era classificada de primigesta idosa. Hoje, admite-se que a idade “ideal” para a primeira gravidez vai dos 20 aos 30 anos.

Divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (o IBGE), o estudo Estatísticas do Registro Civil 2015 revelou dados interessantes. Segundo o órgão, 32% das mulheres que tiveram filhos ano passado tinham mais de 30 anos. Mais especificamente, 19,6% foram mães entre 30 e 34 anos e 10,2% deram à luz entre 35 e 39 anos. Esses números têm crescido gradativamente na última década (em 2005, esse total girava em torno de 23%). Por outro lado, o número de mulheres que tiveram filhos entre 20 e 24 anos diminuiu.

A professora de União da Vitória, Fernanda Wolff, participou ao lado da mãe, a representante cultural em Porto União, Therezinha Wolff, do Programa CBN Linha Aberta, deste sábado, 12. Ela falou sobre o papel de ser mãe e pai. “A vida me tornou mãe e pai ao mesmo tempo”.

Por uma ironia do destino, um acidente ceifou a vida do seu esposo quando o filho Felipe ainda estava com dois anos de idade. De lá para cá, “o ser mãe” pode ser explicado de outra forma.