“Gostaria de não ter perdido nenhuma vida no Estado, mas isso não foi possível”

Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, comentou na manhã deste sábado, a autorização do retorno de atividades extracurriculares no Estado a partir do dia 19
2020-beto-preto

 O Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, foi o convidado do Programa CBN Linha Aberta, na manhã deste sábado, 10. Em pauta, o enfrentamento da Covid-19.

Na ocasião, o secretário apresentou o compilado das ações de maio a agosto – período mais crítico da pandemia, e disse que gostaria de não ter perdido nenhuma vida no Estado, mas que isso não foi possível. Porém, afirmou a pasta da saúde seguiu com planejamentos para que não faltassem leitos hospitalares à população.

Explicou que a Secretaria da Saúde apoia com conhecimento técnico e aportes financeiros aos 399 municípios do Estado em relação ao enfrentamento à Covid-19. Desde o mês de março foi instituído o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), com reuniões sobre assuntos que permeiam a pandemia.

De acordo com ele, foram emitidas mais de 40 notas orientativas para nortear os diversos órgãos, instituições e atividades comerciais para o cumprimento das medidas de prevenção à transmissão do novo coronavírus. Também, em parceria com a Secretaria da Segurança Pública, foi elaborado o Plano de Ação Integrada para o Controle da Covid-19 entre servidores de penitenciárias e pessoas privadas de liberdade.

Informe da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta sexta-feira,9, relata mais 1.512 infecções e 25 mortes em decorrência da Covid-19 no Paraná. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Estado soma 187.610 casos e 4.692 mortos em decorrência da doença.


Volta às aulas

Beto Preto conta que foi instituído um comitê de volta às aulas que envolve o Governo e diversas secretarias. De acordo com o secretário, o assunto está em debate bastante aprofundado pelos especialistas.

Ele explicou que há dois aspectos em avaliação: um é o de metodologia de quando o retorno for autorizado e o outro é pensando no ambiente pelo aspecto técnico epidemiológico.

“Está tudo em avaliação e estudos para minimizar riscos”, afirma.

Citou ainda que o Governo do Estado anunciou nesta sexta-feira, a retomada da grade de atividades extracurriculares na rede estadual de Educação a partir do dia 19 de outubro. A medida também abrange as escolas municipais e privadas para turmas do Infantil (a partir de 5 anos), Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio. As aulas curriculares presenciais seguem suspensas.

A decisão foi tomada com base em dados das secretarias estaduais da Saúde e da Educação e Esporte, e leva em conta a redução do risco epidemiológico, com queda de contágio, redução nos números de mortes e da ocupação dos leitos em hospitais. A proposta é oferecer reforço escolar e nivelamento, além de atividades de educação física, idiomas e artes, sempre seguindo rígidos protocolos de sanitários.

A Secretaria da Saúde orientou a equipe de educação do Estado que a retomada das atividades seja feita de forma segura. O uso de máscaras, por exemplo, será obrigatório para todas as pessoas que frequentarem as escolas, em todos os espaços de uso coletivo – inclusive no interior das salas de aula. Haverá álcool em gel nas salas abertas aos alunos, salas de professores em espaços comuns da escola.

Estudantes e profissionais da educação que sejam comprovadamente parte do grupo de risco não deverão voltar às atividades presenciais.