Acipu apresenta nota de repúdio ao Fundo Eleitoral

Presidente da entidade em Porto União, Fábio Rulf, disse que o montante demonstra incompatibilidade com a atual situação de crise econômica e sanitária do País

Associação Empresarial de Porto União (Acipu), representando a classe empresarial local, apresentou na sexta-feira, 16, nota de repúdio sobre a decisão tomada pelo Congresso Nacional ao aumentar o valor do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 5,3 bilhões, sendo considerado o mais caro da história da política nacional.

De acordo com o presidente da entidade, Fábio Rulf, o montante demonstra incompatibilidade com a atual situação de crise econômica e sanitária do País, por conta da pandemia da Covid-19.

“A Associação Empresarial busca estar presente em todas as causas que envolvam o desenvolvimento de uma sociedade, e este assunto é de total interesse do público. Nos unimos com outras associações regionais como é o caso da Facisc (Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina) e optamos pela nota de repúdio, como forma de expressar e representar as pessoas da nossa região”.

A nota da Acipu sugere também que já em 2018, o montante do fundo eleitoral havia gerado descontentamento da classe empresarial, sendo de 1,8 bilhão de reais. Fábio acrescentou que o valor é interpretado como injusto para povo brasileiro.


(Foto: reprodução)