Consumidores de Porto União já podem fazer descarte correto de lâmpadas usadas

Coleta e a destinação ambientalmente correta desse itens cumpre determinação legal e, integra a matriz de Política Nacional de Resíduos Sólidos

Muitos sabem que o descarte incorreto de lâmpadas usadas pelos consumidores implica em problemas ao meio ambiente e à saúde humana. Pensando nisso e sendo uma reinvindicação antiga dos moradores de Porto União, a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Meio Ambiente, instalou um ponto para recolhimento gratuito das lâmpadas no Município.

De acordo com o secretário da pasta, Carlos Santos, também responsável pela Casa do Empreendedor, a coleta e a destinação ambientalmente correta desse itens cumpre determinação legal e, integra a matriz de Política Nacional de Resíduos Sólidos, conforme a Lei 12.305/2010.

“Não se trata de uma campanha; é uma ação permanente”, acrescenta.

Conta ele, que foi estabelecida uma parceria com a administração de Porto União e que foi mediada com a gestora da Logística Reversa de Lâmpadas do Brasil e comerciante do município. Sendo assim, explica Carlos, a empresa MD Grazziotin Materiais Elétricos Ltda, firmou o acordo com a Associação Brasileira para Gestão da Logística Reversa de Produtos de Iluminação – Reciclus, para coleta de lâmpadas fluorescentes de Vapor de Sódio e Mercúrio e de Luz mista. “As lâmpadas de LED ainda não fazem parte da iniciativa, mas sim, as de sódio e mercúrio. O serviço está disponível desde 29 de outubro, de maneira gratuita, podendo receber, de momento, até cinco unidades por municípe. Como há muito tempo não acontece este recolimento, a demana está sendo grande, por isso acontece a limitação de itens”, diz.