ESPECIAL VEREADORES: “Queremos uma Câmara com acessibilidade”

Do lado catarinense, Alceu Jung (PSDB) foi o primeiro convidado na série de entrevista realizada pela CBN Vale do Iguaçu
alceu-jung

A CBN Vale do Iguaçu nesta segunda-feira, 25, deu início ao ESPECIAL VEREADORES. A série de entrevistas conversa com os representantes do legislativo de União da Vitória gestão 2021-2024.

O primeiro convidado do lado catarinense foi Alceu Jung (PSDB).

Ele tem 40 anos e é comerciante. No pleito, obteve 354 votos.


Sobre o entrevistado:

Alceu Jung, ou simplesmente “Brasa”, foi o vereador mais votado neste pleito. Nascido em 20 de novembro de 1956, em Ibicaré (SC), cresceu e desenvolveu laços no meio rural até os 16 anos. Tempo depois, serviu o exército em Porto União por dois anos e meio. Mais tarde, Alceu iniciou sua família quando morou na catarinense Salto Veloso, onde se casou. Lá, trabalhou em uma fábrica e, em 1980 retornou à Porto União. Trabalhou por mais de 30 anos como gerente de produção na Esquadrias Schwegler. Após a aposentadoria, “Brasa” dedicou o seu tempo para obras de filantropia, em associações e igrejas, e destacou o trabalho junto a diretoria do tradicional Clube Aliança de Porto União. Na atual administração, esteve à frente da secretaria de agricultura por um ano e seis meses. Também foi vereador no mandato 2012-2016, não conseguindo a reeleição no pleito seguinte.


Confira a íntegra a entrevista:

 CBN Vale do Iguaçu: Vereador, o senhor participou da sondagem feita pelo Jornal O Comércio no final de semana e deu algumas notas às autoridades políticas. Gostaríamos que o senhor aproveitasse este espaço para explicar as notas que o senhor deu:

CBN Vale do Iguaçu: Para a atuação do presidente e do governo, suas notas foram oito e sete:

Alceu Jung: Eu sou muito fã dele (Presidente); vejo que ele fez um trabalho bom, o único problema dele, é que ele as vezes, ele fala demais, e os filhos dele atrapalham ele. Por isso que eu não dei uma nota maior. Acho ele um bom presidente, tirando essas coisas que eu falei, ele seria ótimo para nosso País.

CBN Vale do Iguaçu: Qual a principal contribuição?

Alceu Jung: Eu vejo em um geral né; algumas coisas não andam muito bem pelos filhos deles, e pai sempre defende os filhos, mas assim no geral, para nós em Porto União, sempre foi, eu sempre fui fã dele, achava que ele faria muito mais, talvez ele faça; entrou a pandemia, que prejudicou a vida do Presidente da República porque não é fácil você estar à frente de tantas pessoas você tem que cuidar de todas elas, não é fácil, eu tenho uma consideração boa por ele e eu creio que ele ainda vai melhor muito mais para nós.

CBN Vale do Iguaçu: Na sua opinião, qual o principal ministério ou ação do governo?

Alceu Jung: O principal hoje é a saúde; estamos apanhando e nós estamos em todos os setores em Porto União, perímetro urbano apanhou, a agricultura nem tanto, temos que resolver a saúde para voltar à normalidade em Porto União.

CBN Vale do Iguaçu: Para a atuação do governador e o governo, suas notas foram quatro:

Alceu Jung: Primeiramente eu não conheço ele pessoalmente, e ele até hoje, ele (Governador) não deu respaldo para Santa Catarina e muito menos para Porto União. Até hoje não apareceu aqui, não traz resultados para nós. Talvez daqui para frente traga, mas até hoje não veio resultado. E nós dependemos de resultados, precisa aparecer no município tem que vir verba daí podemos dar notas, não tenho condições de dar uma nota boa.

CBN Vale do Iguaçu: Qual a principal contribuição?

Alceu Jung: Para nós não resolveu nada. Aqui em Porto União não contribui com praticamente nada. Disse que vai trazer recursos para área industrial e outros probleminhas, mas até agora nada, foi muito mal até agora.

CBN Vale do Iguaçu: Na sua opinião, qual a principal secretaria ou ação do governo do Estado?

Alceu Jung: (risos) acho que a saúde, vamos bater sempre nisso, é o que precisa. O que ele comprou lá e não deu certo. Deixou nos meios perdidos. Ele foi mal na saúde, não atendeu muito bem nos aqui, estamos patinando. Mas graças a Deus o nosso prefeito é muito forte, deu a volta por cima e cuida bem da nossa saúde, a saúde de Porto União está bem tranquila.

CBN Vale do Iguaçu: Para a atuação do prefeito no mandato anterior e governo duas notas foram dez:

Alceu Jung: O Eliseu é uma pessoa de grande caráter; convivi com ele por dois anos e meio trabalhando na Secretaria de Agricultura – nem éramos do mesmo partido – ele deu apoio, respaldo, recebi o convite e fui trabalhar com ele. E ele me disse: preciso de duas coisas, que você cuide do dinheiro e cumpra o que prometeu. E assim eu o fiz, ele me deu toda a liberdade para trabalhar no interior e na cidade. Por isso minha nota é dez, ele é um homem de caráter e de palavra, por isso merece a nota dez.  

CBN Vale do Iguaçu: Qual a principal contribuição?

Alceu Jung: Eu acho que ele cuidou bem todos os setores, cuidou bem da agricultura, da parte asfáltica, eu vejo ele em um todo, num conjunto que ele atendeu bem. Por isso que a gente deu uma nota boa, em todos os setores que ele trabalhou na minha opinião ele foi bem.  

CBN Vale do Iguaçu: Na sua opinião, qual a principal secretaria ou ação do governo do Estado?

Alceu Jung: Ele foi bem na saúde e na agricultura; hoje a agricultura é um setor que mantém a nossa cidade. A nossa cidade se não fosse a agricultura forte do ano passado, nós estávamos peleando aqui na cidade. A nossa agricultura foi e é forte, e temos que trabalhar muito em cima disso, para nos manter a agricultura forte para ir bem na cidade. Eu vejo assim, saúde, educação, agricultura e por aí.

CBN Vale do Iguaçu:  Mudando de assunto, falamos agora sobre a crise da Covid-19. O senhor já foi contaminado? Como está se protegendo?

Alceu Jung: Eu graças a Deus ainda não. Eu mantenho a máscara, não me misturo com muita gente. Este é o caminho, nós precisamos nos cuidar. Eu cito o Clube Aliança que não fizemos evento nenhum, tem clube que ‘ta’ fazendo evento, pagodinhos, fazendo eventos, e nós do Clube Aliança seguramos e estamos segurando. Eu pessoalmente me cuido bastante, cuido da minha família, não viajo, me mantenho com máscara quando eu saio, e eu acho que o caminho é esse.

CBN Vale do Iguaçu: Como avalia o trabalho de combate da Covid-19?

 *Pelo governo federal?

Alceu Jung: Agora que agora que está vindo os trabalhos desta vacina. Eu vejo um pouquinho de briga política e isso não podia acontecer. É um momento difícil, crítico, eles precisam cuidar mais desta vacina; é briga com João Dória, briga com mais um e mais outro, daí briga com a China, isso não poderia acontecer. Essa pandemia tem um pouco de política no meio.

*Pelo governo estadual?

Alceu Jung: Na minha opinião não cuidou muito. O afastamento dele já foi uma notícia ruim. Um estado como Santa Catarina que produz tanto, afastar um Governador não é bom, eu acho que em todos os setores, principalmente com a Covid-19 ele não foi bom, foi péssimo.

*Pelo governo municipal?

Alceu Jung: Tenho conversado bastante com o prefeito, secretário de saúde, e eles procuram atender sempre da melhor maneira possível. Estamos no caminho certo, não temos tantos problemas e se Deus quiser vamos passar por essa; mas as pessoas precisam se cuidar. Quando precisamos fechar algo para não se reunir tanta gente, tem que fechar, o prefeito e secretário tem que bater firme. Por aí é o caminho e a avaliação é boa.

CBN Vale do Iguaçu: Quais são seus projetos ou planos como vereador?

Alceu Jung: Eu tive quatro anos de mandato, eu pipoquei bastantinho, porém estou mais experiente, vou trabalhar principalmente à saúde e educação, vamos trabalhar firmes e votar projetos que são bons para saúde e educação. Trabalhar para ajudar nossos agricultores, nossos agricultores são fortes, a juventude do interior tem a internet. Essas três pastas são boas, mas não deixando outras pastas como obra, se nada atrapalhar em quatro anos deixar o município todo asfaltado, já conversamos com o prefeito. Vamos votar os projetos que vier do executivo, vamos votar o que for bom, sou do lado do prefeito, mas não posso votar em algo que não é bom para o prefeito. Vamos cuidar bem. Na vez passada tinha projetos que demandavam dinheiro e não fui atendido, mas agora vou ser.

CBN Vale do Iguaçu: Algum projeto especial que pretende apresentar?

Alceu Jung: Nós temos um projeto que é o da câmara de vereadores para ser construída em até quatro anos. Não é possível ter uma Câmara hoje sem acesso a um idoso; eles não podem subir. Este é um projeto que vamos ter e já conversamos com a base; com os seis vereadores e queremos ao fim deste mandato a câmara prontinha, com acessibilidade, auditório com tudo. Eu já tinha um projeto da vez passada que abandonei porque não me elegi. Eu quero atender, muito e muito a agricultura.

CBN Vale do Iguaçu:  E o prédio atual, deve ser usado para que?

Alceu Jung: Faríamos tudo novo, embaixo a garagem, a parte do meio auditório e plenário, e a parte de cima o administrativo, essa é a nova ideia. Três andares com toda acessibilidade já temos um terreno perto da linha férrea. O local é adequado se der certo o local é ideia, para a frente da Rodoviária de Porto União, perto do posto. Estamos em conversação, o projeto já está na cabeça se o terreno der certo vai ser ali.

CBN Vale do Iguaçu: Já tem alguma ideia do que seria do prédio da rede atual? Terá algum uso especifico?

Alceu Jung: O prédio pertence a rede e a prefeitura paga aluguel. Se não me engano a prefeitura paga esse aluguel; não sabemos o que vai ser feito aqui.

CBN Vale do Iguaçu: Considerações.

Alceu Jung: Só quero agradecer a entrevista né e dizer para os amigos e amigas, que considero os 904 votos de Porto União, sendo 525 no interior e quatrocentos e uns quebrados ali na cidade. Quero dizer que o Brasa está a disposição sempre que for necessário e eu tenho todos os agricultores que me ligam, por exemplo ontem, 30 me ligara e eu estava à disposição para situação das estradas. Não tem hora para mim e ninguém me incomoda, estou sempre à disposição. Vamos trabalhar incansavelmente para não decepcionar nenhum dos votos. Vou trabalhar para todos, depois que passou a eleição nós temos que ser município.