“IG é uma forma única de valorizar produtores e produtos identitários de um território”

Quem comentou o assunto foi Valci Francisco Vieira, Pesquisador da Epagri, durante entrevista para a CBN Vale do Iguaçu
2019 11 05 Valci Francisco Vieira

Nesta terça-feira, 5, participou do Programa CBN Tarde de Notícias, o Pesquisador da Epagri, Valci Francisco Vieira. Em pauta, Workshop realizado em Florianópolis com especialistas do Brasil e exterior sobre a Indicação Geográfica (IG).

A Identidade Geográfica (IG) é um reconhecimento, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que garante que um produto só tem aquelas propriedades porque é influenciado por características ambientais ou culturais de uma determinada região. É uma forma única de valorizar produtores e produtos identitários de um território.

Santa Catarina conta com duas Indicações Geográficas: Vales da Uva Goethe e Banana da Região de Corupá. As IGs dos Campos de Cima da Serra (Queijo Artesanal Serrano) e da Erva-mate do Planalto Norte Catarinense já estão em avaliação no INPI. E seguem adiantados os trabalhos para obtenção das IGs do Mel de Melato da Bracatinga, da Maçã Fuji da Região de São Joaquim e dos Vinhos de Altitude.

Com base na experiência que o Estado acumulou na questão, o tema escolhido para o workshop neste ano foca nas práticas de gestão das indicações geográficas após a concessão do registro, e nos acordos comerciais entre o Mercosul e a União Europeia. Este são os maiores desafios da temática na atualidade.