Pesquisa em SC avalia mutações do novo coronavírus

Glauber Wagner, professor do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da UFSC, comentou o assunto
genona_covid

Para melhor compreender como o novo coronavírus funciona e avaliar suas mutações, uma pesquisa catarinense vai sequenciar o genoma do vírus que circula nas diferentes regiões do Estado.

A Fapesc destinou R$ 100 mil, via edital, para apoiar o estudo que é coordenado pelo professor Glauber Wagner do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O professor Glauber explica como funciona a pesquisa.