“Se o político é reeleito e não faz nada, a culpa é de quem em mandar ele embora?”

Élio Weber, vereador em Porto União pelo MDB, participou da série de entrevistas realizada pela CBN Vale do Iguaçu
WhatsApp Image 2020-07-29 at 15.31.39

Em vias de se iniciar o processo eleitoral 2020, a CBN Vale do Iguaçu, até o dia 6 de agosto, entrevista os vereadores de União da Vitória (13) e de Porto União (11) para que você possa tirar suas próprias conclusões acerca da indagação: Político é tudo igual? 

Na continuidade da série de entrevistas, nesta quinta-feira, 31, foi a vez do Élio Weber, vereador em Porto União pelo MDB, participar da série de entrevistas realizada pela CBN Vale do Iguaçu.

Entrevistado

É vereador de primeiro mandato. Participou da presidência da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final do Legislativo em 2017; vice-presidente do Legislativo em 2018; presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Patrimônio em 2019; filiado ao MDB desde 1988; secretário geral do MDB de Porto União em diversos momentos e coordenador de várias campanhas à prefeito pelo MDB.


Confira na íntegra a entrevista.

CBN Vale do Iguaçu: Em sua opinião, qual foi sua principal contribuição enquanto vereador neste mandato?

Élio Weber: Sou vereador de primeiro mandato e desde o início participei de todos os projetos no sentido de desenvolvimento, isso nos primeiros três anos. E agora no quarto ano apenas como vereador, fiscalizando e legislando. Mas sem cargo de relevância na mesa diretora, ou em comissões, para manter a palavras que tínhamos combinado, mas enfim, na política nem sempre é a palavra que vale, os interesses as vezes, são mais importantes. Sobre projetos cito o estacionamento rotativo, que defendi a classe do comércio no centro de Porto União, com audiência pública a qual eu presidi, Como vereador o mais importante, foi o da Sanepar. Me dediquei o ano inteiro e com aprovação de todos os vereadores, e o quanto perdemos em deixar 12 anos esse projeto sem renovar. Já no primeiro ano Porto União recebeu praticamente um milhão de reais; assim sucessivamente recebe o faturamento que é do município de Porto União.

CBN Vale do Iguaçu: O que o senhor pensa sobre a demanda popular recorrente que pede redução de salários dos vereadores?

Élio Weber: Bom, eu acho que não devemos baixar o salário. Talvez devamos trabalhar mais. Numa empresa se o funcionário não faz jus ao seu salário, patrão o demite. Na política deveria ser igual; o povo é o patrão. Então quem pode mudar? Por exemplo, em 2019, nós gastamos 2.89% da arrecadação municipal, porém a câmara pode gastar até 6%, o que seria um absurdo. Se o político é reeleito e não faz nada, a culpa é de quem em mandar ele embora?

CBN Vale do Iguaçu: Qual é a sua opinião sobre a ampliação de cadeiras no legislativo municipal?

Élio Weber: Quando na legislatura anterior foi alterada de nove para onze eu já fui contra. Eu dizia que deveria mudar para sete, que seria o ideal. Eu entendo que para cada vereador deve haver um assessor técnico para ajudar a desenvolver os projetos. O vereador na sua especialidade, ou cada classe representada vai escolher o seu líder e aquele que não representar direito vai para casa. Diminuindo vereadores colocasse um assessor para cada. Alguns tem dois, três ou quatro, outros não tem nenhum. Na minha concepção tinha que mudar muita coisa na câmara de vereadores, mas quem manda é a política e a minoria fica quieta.

CBN Vale do Iguaçu: Qual é a nota que dá e porque:

            – para o Presidente Bolsonaro, Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés e Prefeito de Porto União, Eliseu Mibach?

Élio Weber: Todos terão a mesma nota. Os que foram eleitos agora em 2018, começaram mesmo a trabalhar em 2019 e ainda não tiveram tempo de mostrar o seu serviço devido algumas anormalidades, tanto para o Bolsonaro quanto para o Moisés.  Estamos enfrentando uma pandemia, problemas do presidente com o STF, então está bem complicado para eles em razão disso. Os que estão no ano eleitoral, se eu der uma nota negativa, ou uma nota com estrelinhas, vamos pegar o caso do prefeito Eliseu, eu estarei dando também a minha posição eleitoral. Portanto nota seis para todos. É uma nota que não reprova ninguém, mas deixa o recado que podemos melhorar.

CBN Vale do Iguaçu: Como o senhor avalia o cenário eleitoral do município neste momento?

Élio Weber: Olha, eu acho que é cedo. Como eu aprendi, na política tudo muda até o último minuto. Agora estão acontecendo as conversas entre os partidos, as alianças, os acordos. Enfim a preparação para a campanha, os nomes, quem vai organizar, coordenar, é o que acontece agora.

CBN Vale do Iguaçu: É pré-candidato a um novo mandato?

Élio Weber: Politicamente não. Porém, se a classe que defendo, tanto do setor comercial, turístico, empresários, onde eu não envolvo o poder público, posso colocar o nome a disposição. Então, só se a classe a qual eu represento solicitar a minha presença aí sim serei candidato. Mas hoje não confirmo pré-candidatura.