Secretário de Saúde é convidado da Sessão da Câmara de União da Vitória

Na reunião ordinária desta segunda-feira, 12, todos os vereadores de União da Vitória estavam presentes. O destaque ficou por conta da participação do Secretário de Saúde, Fernando Ferencz.

Nenhuma matéria oriunda do legislativo apareceu na pauta, apenas indicações, ao todo sete, pedindo novos parques infantis; ciclovias; asfaltamento de vias, recuperação de associações.

Na tribuna popular a participação esperada pelos vereadores há vários dias do Secretário de Saúde, Fernando Ferencz. Na fala, Fernando traçou os números da Covid-19 em União da Vitória. E ainda levou a quantitativa dos últimos casos.

Segundo ele, pelos números atuais, União da Vitória tem neste momento 2923 casos positivados até agora – 1339 do sexo masculino (46%) e 1584 mulheres contaminadas, o equivalente a 54% até agora.

O secretário ainda comentou que União da Vitória já teve três picos em números de casos dia – 19 de dezembro (24 novos casos) – 14 de janeiro (23 novos casos) – 4 de março (27 novos casos).

Para Ferencz, essa média móvel traça um perfil da pandemia no munícipio. Segundo ele, o mês mais expressivo, até agora, foi novembro de 2020, em que os casos positivos para o vírus com resultado de laboratórios particulares começam a ser apresentados nos boletins diários.

Ainda na explanação, segundo Ferencz, outro aumento expressivo aconteceu em dezembro devido ao aumento da transmissibilidade. Depois, pelo gráfico apresentando, o mês de março também demostra um aumento expressivo dos casos confirmados.

Nos gráficos apresentados aparece a incidência da Covid- 19 por bairro, com destaque para a região central em primeiro, na sequencia bairro São Braz, São Bernardo.

Sobre os óbitos, destaque maior para janeiro (6 mortes), fevereiro (6 mortes) e principalmente março (22 mortes). Fernando Ferencz falou sobre os óbitos de março. “Pós feriado carnaval, cepa diferente, afrouxamento das medidas e gravidade da doença”, comenta.

Ele ainda comentou que a maioria dos óbitos aconteceu em hospitais. “O principal motivos dos óbitos são por comorbidades com destaque para a hipertensão e problemas renais, somente quatro não tinha comorbidades”.

Na oportunidade ele comentou sobre a transformação da UPA em unidade de tratamento para Covid-19.

Andrea Duarte, diretora de Saúde da Secretaria de Saúde Municipal, também falou sobre os recursos recebidos e destinados ao enfrentamento do Covid-19.

Ao fim, alguns vereadores fizeram perguntas ao Secretário. Entre os destaques a pergunta do vereador José Pedro Walck (PSD), se existe uma listagem dos nomes de quem foi vacinado até agora contra a Covid-19.

Na Ordem do Dia requerimentos foram apresentados, inclusive bem parecidos com as indicações no mesmo molde.

Nos bastidores, a reportagem soube que aconteceu uma reunião entre os vereadores durante a tarde para evitar desentendimentos na frente de convidados, a exemplo do que aconteceu durante as falas dos médicos Ary Carneiro e Ricardo Krzyzanowski.