Você conhece a Laços de Amor Down?

Entidade que conta com a participação de pais e familiares de crianças com Síndrome de Down, completa um ano de existência

Uma gestação normal geralmente dura em torno de 9 meses. E, durante todos esses meses, a família idealiza como vai ser essa nova vida que está para chegar.

Imaginam os olhos… Será que vai ser parecido com o pai ou com a mãe? Será que vai “puxar” um pouco da avó? Ou da tia?

A cor do cabelo… Vai ser mais loiro, ou mais moreno? Enrolado ou liso? Um meio termo, talvez?

São tantas as perguntas que vão surgindo enquanto a barriga cresce, e junto com ela a ansiedade para que tudo de certo.

O momento do parto chega, o amor descomunal por aquele pequeno ser que acabou de nascer, pequeno, indefeso. A confirmação de que deu tudo certo.

Depois do parto, os primeiros exames. A primeira conversa com o pediatra. O primeiro contato com o mundo.

E claro, o diagnóstico: o bebê possui Síndrome de Down.


O que é Laços de Amor Down?

A Alad como é carinhosamente chamada, promove encontros com pais, psicólogos e professores, que juntos buscam recursos específicos para a Síndrome de Down. As reuniões sempre contam com a presença das crianças e adolescentes. “Nossas reuniões são sempre muito animadas, fazemos piqueniques, e é sempre importante a participação das nossas crianças, assim crescemos juntos, sempre forte”, diz Silvia Kochan, diretora de comunicação do projeto.

No dia 25, a entidade completa o seu primeiro ano, e tem como finalidade acolher as crianças nascidas com Síndrome de Down, junto com a sua família, e busca ajudar o desenvolvimento social e educacional.

“Realmente queremos formar uma grande família, apoiamos uns aos outros, nos ajudamos, e trocamos informações. Se alguém conhece um SD, nos indique, passe o nosso contato. Nós teremos o maior prazer em recebe-los”.


A repórter Gabrielly Cesco tem as informações: