Imprensa e cidadania passam pelo poder local

cbn-valedoiguacu-jornalismo (2)

A CBN Maringá faz uma série de reportagens avaliando o governo municipal de Ulisses Maia. Tomando as atos administrativos do poder público desde 2017, compara com governos anteriores e faz uma descrição das contas e gastos públicos. É no município que as coisas acontecem, nele que temos que exercer a cidadania de forma mais intensa. Dar o famoso exemplo de responsabilidade e representatividade.

O papel da imprensa é informar. Apresentar os fatos de forma transparente e estabelecer com o poder público e privado uma relação de responsabilidade. Colocar para a população o que lhe é de direito, os atos dos representantes públicos a frente do Estado.

Estamos vivendo um momento de reflexão no país. Avaliando o papel de cada um, da sociedade e do poder público. Passamos por um longo período de crise econômica que ainda abala a vida da maioria dos cidadãos. As ações do Estado são fundamentais assumirmos o papel de protagonistas na resolução de questões que envolvem a grande parte da população.

No primeiro tema da série estão os gastos públicos, os déficits e superávits da administração municipal. O que tivemos de investimento e o quanto isso pesa nas contas públicas. O que são recursos livres e os que estão vinculados.

Se as contas públicas parecem ser um tema desinteressante. Não esqueça que nossas contas diárias são o elemento fundamental para sabermos se estamos construindo um futuro melhor ou não. Conhecer os gastos municipais é entender para onde vai os recursos que devem ser usados de forma racional e lógica. Os gastos públicos devem trazer soluções não só para as questões diárias. O futuro necessita de investimentos através de prevenção.

Por isso, parabéns a Victor Simião, jornalista que esteve à frente desta série. Ela é uma produção que marca o papel da imprensa na contribuição com a cidadania e cumpre o função de trazer a informação com a qualidade que os brasileiros merecem em tempos de excessos, ilusões e distorções dos fatos.