“Maria Fumaça não é negociável”, diz assessor Jurídico da prefeitura de União da Vitória

Assessor jurídico diz que espera que a Associação Amigos do Trem (AAT) entregue a posse da locomotiva ainda nesta semana

O conteúdo que você está acessando é exclusivo para assinantes do Jornal O Comércio e Vvale Digital.
Para continuar lendo a notícia assine ou faça seu login.

Já sou assinante

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Não sou assinante

Jornal Impresso + Vvale Digital R$ 20,00/mês
R$ 240,00/ano
Vvale Digital R$ 9,90/mês
clique aqui e
ASSINE JÁ
Conheça nossos planos

6 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

  • Giovani - 04 de março de 2013 - 19h 31
    Se isso acontecer, vai acontecer igual aconteceu, quem vai reformar a locomotiva? Hum...vai ser aberto um Processo LICITATÓRIO... Ahhh tá até ai não tem problema, já que uma vez vai ter uma empresa que vai fazer a reforma dela, mais pera, tem um porem, existe uma questão quem leva a concessão da reforma, aquele que fizer o menor preço, por isso que tem que fazer 3 orçamentos, Eu lembro quando foi feito isso a primeira vez que tiraram ela da praça, a primeira empresa que fez a primeira reforma, Só terminou de estragar ela, e digo isso porque conheço, Sou neto de maquinista, fui criado com trem. não irei comentar aqui os defeitos dela causados pelas empresas que fizeram a reforma, só espero que seja com quem for feito espero que pelo menos conheça do que faz, por isso que o BRASIL não vai pra frente, porque simplesmente oque vale é o preço e não a QUALIDADE...
    Responder
  • lucivan stasiak - 04 de março de 2013 - 21h 42
    Isto que estão fazendo com a MARIA FUMAÇA 310 e uma vergonha, por que união da vitória esta brigando por causa dela? Nem linha de trem tem mais, este incompetente deste prefeito PEDRO IVO conseguiu arrancar toda a linha ferrea da cidade, deixem a MARIA FUMAÇA pra quem quer colocar ela pra rodar, não estraguem os planos de quem quer ver ela rodando.
    Responder
  • Jura - 05 de março de 2013 - 09h 32
    Enquanto isso a Maria Fumaça parada vai estragando...estragando...estragando....e logo vai ser mais choradeira ainda, porque a mesma vai estar imprestável para o uso.
    Responder
  • Everton - 05 de março de 2013 - 23h 41
    Porque o Pedro Ivo entrou na briga, ainda, vai fazer reunião com um prefeito de SC? Como comentario acima, ele incentivou que arrancasse toda a rede ferrea da cidade, ferrovia é só desenvolvimento da região, devia de ter se pensado em arrumar o que tinha, alavancar a infraestrutura da cidade, vergonha hein Pedro Ivo... Muitas cidades brigando para implantar rede ferrea, desenvolver ao maximo o fluxo de transporte e União da Vitória que tinha, arrancam... Para quem conhece os 02 ramais que ainda existem, é fantastico, uma pena que esse presidente (Marcelo Roveda) dos amigos do trem não tem visão de nada, não sei como elegem um presidente desses... Falaram usaram R$ 500.000,00 para recuperar os trechos de ambos os ramais, mas o que se ve é só mato...
    Responder
  • Iara - 05 de março de 2013 - 23h 49
    É um absurdo a administração da prefeitura de Porto União-SC, tem que perder mesmo a Maria Fumaça para Tres Barras, ao menos o prefeito de la tem uma visão de turismo para a cidade... União da Vitória não tem mais linha, porque foi arrancado? Sera por incompetência? Se toda essa areia que carregam nas duas cidades, fosse despachado de trem, não iria melhorar fluxo de transito, diminuiram os buracos, menos poluição? Senhores prefeitos, perguntem a qualquer profissional da area de transportes, qual o meio de transporte mais econômico no mundo? (Até 1997 era carregado areia em São Cristóvão, via trem).
    Responder
  • João Luiz - 26 de março de 2013 - 18h 18
    Prezados :leitores vamos nos movimentar como cidadãos esclarecidos manifestar nossas opinio~es sobre a "nossa maria fumaça"digo isso pois é um patrimonio do povo,não de alguns que desde tempos procura se promover diante de determinadas tarefas e não sabem quase nada.tem que compor uma comissão de profissionais que sabem elaborar planos de ação e custos da reforma de verdade da (maria fumaça) e as vias de trafegos isso dentro das possibilidades de recursos pouco a pouco estipulando trexos e quando veremos estara em pouco tempo tudo realizado e vamos deixar de conversa fiada, e trabalhar serio.
    Responder