11 de Setembro de 2012 – Terça-Feira

 

DE CUNHO HISTÓRICO E CULTURAL Na última quarta-feira, dia 05, o Município de Porto União completou 95 anos de Emancipação Política e Administrativa. Para assinalar a data muitos eventos foram programados, alguns deles de cunho histórico e cultural a exemplo de: 1. A entrega da “Comenda Porto União”, uma medalha instituída pela Lei n.o 2.357, de 03 de setembro de 1998, que é “concedida à pessoas que se distinguirem por ato heroico de bravura indômita e à pessoas que divulguem o Município no Cenário Estadual, Nacional e Internacional”. No ano de 2007 esta redação foi mudada. 2. O Tributo à Família Ihlenfeld, uma exposição de fotografias. 3. A entrega do Troféu Tadeu Ribeiro, um incentivo cultural às pessoas que fazem a arte em seus mais diversos segmentos. 4. A Inauguração da Praça do Contestado, criada pela Lei n.o 3.897, de 11 de julho de 2.011. 5. A Peça Teatral “O Contestado”, do escritor, pesquisador e dramaturgo Romário José Borelli, um porto-unionense da gema. Vale a pena conferir!

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” – Durante o mês de outubro próximo, que lembra e marca o centenário do início da Guerra do Contestado, o programa “Momento da Educação”, produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, todos os domingos, às 10:30 horas, aos microfones da Rádio Difusora União, “a Pioneira”, !a Rainha do Vale do Iguaçu”, vai fazer uma abordagem da Guerra do Contestado, sob quatro aspectos diferentes e importantes. Serão entrevistados os professores Almir Rosa que falará sobre a Política, Eloy Tonon sobre a Religião, Joaquim Osório Ribas sobre a Economia e Therezinha Leony Wolff sobre a Educação.

COMENDA PINHÃO DO VALE – No dia 19 de outubro próximo, às 20 horas, no Salão Nobre da FAFI de União da Vitória, a Academia de Letras do Vale do Iguaçu vai realizar uma Sessão Solene para a entrega da Comenda Pinhão do Vale ao escritor e historiador Enéas Athanázio como destaque na área literária e à enfermeira e cuidadora de idosos Irmã Dionísia Ladeka como destaque na área sócio comunitária. Os novos comendadores serão apresentados e saudados em nome da ALVI pela acadêmica Fahena Porto Horbatiuk e por este Colunista, respectivamente.

MÁQUINA DE ESCREVER – Está previsto para o mês de novembro próximo, o lançamento novo romance “A Máquina de Madeira”, do escritor Miguel Sanches Neto, paranaense de Bela Vista do Paraíso. Com o selo da Companhia das Letras, a obra é baseada na história real do padre paraibano Francisco Azevedo (1814-1880), que seria o verdadeiro inventor da máquina de escrever. A máquina dele chegou a ser premiada na Exposição Nacional de 1861, organizada por Dom Pedro II, mas o projeto não andou em escala de comércio no Brasil.

A ÚLTIMA – “Vivemos um tempo em que valores e contravalores afloram, chocam-se, espatifam-se no dia a dia da sociedade”. (Fahena Porto Horbatiuk).

Beira do Iguaçu, Setembro de 2.012