15 de Setembro de 2012 – Sábado

LUTO – No último domingo, dia 09, em Curitiba, morreu Ivo Arzua Pereira, aos 87 anos de idade. Nascido a 29 de abril de 1925, em Palmeira (PR), Ivo Arzua Pereira foi engenheiro civil, professor universitário, Prefeito de Curitiba (de 1962 a 1967), Ministro da Agricultura (de 1967 a 1969) e Provedor da Santa Casa de Misericórdia, em Curitiba, durante muitos anos. Publicou os livros “Moradia… Esperança e Desafio” (1965), “A Estratégia do Grande Impulso” (1970), “Com Licença, Senhor Candidato” (1983), “Vamos Continuar Semeando” (1983), “A Epopeia das Misericórdias” (1993, 1994 e 2000), “Um Sopro da Eternidade” (1995), “O Jubileu do Cristianismo Ano 2000 e a Bula “Inter Gravissimas”” e “No Século XXI e No III Milênio, Há Que Continuar Semeando…” (2001). Pertenceu ao Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico do Paraná (desde 1972), ao Instituto Histórico e Geográfico de Palmeira (PR), ao Centro de Letras do Paraná (desde 1992), Fundador e Primeiro Presidente da Academia de Cultura de Curitiba – ACCUR (desde 1992). Recebeu inúmeros títulos e honrarias.

MOMENTO DA EDUCAÇÃO – “Conversões e Convertidos” fazem o assunto do programa “Momento da Educação”, produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, que será levado ao ar no próximo domingo, dia 16, ás 10:30 horas, pelos microfones da Rádio Difusora União, “a  Pioneira”, “a Rainha do Vale do Iguaçu”. O entrevistado será o amigo comum e confrade Dom Walter Michael Ebejer, Bispo Emérito de União da Vitória, que abordará o tema do seu novo livro “50 Conversões ao Catolicismo”, lançado recentemente. Anotação: Vale lembrar ainda que Dom Walter é autor de “Eu, Meu Deus e Minha Mula” (2008), “A Teoria Platônica das Formas – Com Especial Referência a Sua Cosmologia no Timeu” (2010) e outros.

DESDE 1912 – Começa no dia 18 (terça-feira), às 20 horas, e vai até o dia 28 (sexta-feira) próximo, no Castelinho da Rua XV, a Exposição “Tributo à Família Ihlenfeld” que conta a história do “Foto Iris Desde 1912”, do seu fundador Carlos Ihlenfeld e de quebra uma parte da nossa História Local. Nota: Diz o bem elaborado Convite: “Carlos Ihlenfeld filho de Johann e Catarina, seu pai Johann veio ao Brasil para construir a 1ª Ponte de Ferro em União da Vitória, trabalhava em metalúrgica construiu o Vapor Tupy o único barco com biquilha e casco de bronze, transportava mantimentos e pessoas, de Porto Iguaçu a União da Vitória. Carlos perde seu pai aos 11 anos, e aprende o ofício de fotografia, nos idos da 2ª Guerra não havia suprimentos fotográficos, então estudando química, fabrica seus próprios filmes. Casou-se com Ida Marzal, tiveram 5 filhos, João, Regina, Edith, Carlos Egon e Waldemar. A firma fundada por Carlos permanece ainda hoje passando de geração a geração” Vale a pena conferir!

A ÚLTIMA – A Coluna de hoje é dedicada à senhora Lia Amaral, zeladora na Prefeitura Municipal de União da Vitória e autora do livro de poesias “Anjos e Rosas”, lançado recentemente.

APMI, Beira do Iguaçu, Setembro de 2.012