Milho no Monjolo

Odilon Muncinelli

1º de abril de 2014 – Milho no Monjolo

AINDA NÃO SAÍRAM DO PAPEL – Três leis municipais, de real importância para a nossa Educação e a nossa Cultura, ainda não saíram do papel. São elas: 1. A Lei n.o 2830/2001, de 17 de setembro de 2001, que determinou “a obrigatoriedade da inclusão nos currículos das Escolas Municipais da disciplina “História de União da Vitória e Região”. 2. A Lei n.o 3056/2003, de 25 de abril de 2003, que instituiu o “Prêmio Anual União da Vitória de Literatura”. 3. A Lei n.o 3063/2005, de 18 de julho de 2005, que “dispõe sobre o resgate histórico da cidade de União da Vitória através de monumentos”. Pois é, minha gente, pela sua real importância ambas merecem a atuação da Secretaria Municipal da Educação e da Fundação Municipal de Cultura, na forma das referidas Leis.

LUTO – Na noite do último sábado, dia 29, em Curitiba, morreu o bacharel em direito, economista, professor e escritor Belmiro Valverde Jobim Castor, aos 71 anos de idade. Nascido a 26 de abril de 1942, em Juiz de Fora (MG), Belmiro Valverde Jobim Castor foi Secretário de Planejamento e de Educação do Estado do Paraná. Era Doutor em Administração Pública e em Filosofia. Era membro da Academia Paranaense de Letras e colunista do Jornal Gazeta do Povo. É autor dos livros “O Brasil Não É Para Amadores” (2000), “Tamanho Não é Documento” (2007) e outros. E fez parte da História do Paraná.

 “NOSSA HISTÓRIA” – Durante o mês de março passado, o programa “Nossa História”,“Conversando Com Quem Sabe”, que é produzido e apresentado pela jornalista, pesquisadora e historiadora Zélia Maria Nascimento Sell e Guilherme do Nascimento Sell, com pesquisa de Leticia Sell, técnica de som de Reinaldo Vilas Boas e direção de Paulo Vítola, apresentou nos domingos, às 9:00 horas, aos microfones da Rádio E-Paraná AM 630 e pela Internet no endereço www.rtve.pr.gov.br, clicando em “rádio am 630 ao vivo”, uma porção de assuntos interessantes e de natureza essencialmente histórica acerca do Paraná e de Santa Catarina, dos homens e das mulheres paranaenses e catarinenses. Dentre eles: Dia 02/03 – “Os Velhos e Novos Carnavais”. Dia 09/03 – “As Mulheres Imperiais”. Dia 16/03 – “Revivendo o Rádio Antigo”. Dia 23/02 – “As Mortes de Dois Presidentes”. Dia 30/03 – “Aventuras de Bicicleta”.

“NOTAS DE UM DESAPARECIDO” – Na noite desta terça-feira, dia 01, no Auditório “Antonieta de Barros”, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, ocorre o lançamento do livro “Notas de um desaparecido – Paulo Stuart Wright”, durante o Ato Solene denominado “50 da Ditadura Civil-Militar, para que isso nunca mais aconteça”. A obra reúne artigos sobre os anos de chumbo no Brasil. Anotação. Nascido a 02 de julho de 1933, em Herval d’Oeste (SC), Paulo Stuart Wright era um politico atuante que desapareceu, em setembro de 1973, e nunca mais foi visto e seu corpo jamais foi encontrado. A versão oficial afirma que ele desapareceu em São Paulo. No entanto, um novo documento (um relatório) obtido no Arquivo Nacional sugere que ele foi sepultado em Recife (PE).

A ÚLTIMA – “Para que levar a vida tão a sério se ela é uma incansável batalha da qual jamais sairemos vivos”. (Robert Nesta Marley, ou simplesmente Bob Marley).

Beira do Iguaçu, Abril de 2.014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *