Milho no Monjolo – 26 de Junho de 2020

COMENTÁRIO 1 – “Boa-tarde! Estive em viagem por morte de familiar em Canela e não pude dar os parabéns. Mestre-escriba-pensador Odilon no dia dele. Fi-lo (Jânio Quadros…) há pouco por telefone, tendo já lido a sua crônica para ele. Muito legal. Ambos têm a verve e o vírus impregnados de palavras, pensares, sentimentos, sempre esperando a oportunidade para encantar os leitores. E isto é muito bom. O mundo precisa de encantadores que saibam alumbrar pessoas. Caneta e computador em suas mãos fazem o registro. Grande abraço a ambos (âmbolos…)”. (Texto de Silmar Boher, Presidente da Academia Caçadorense de Letras e Artes (ACLA), escritor, poeta e velho “amigo escrito”).

COMENTÁRIO 2 – “Desejamos cumprimentar Dr. Odilon, bastião da cultura paranaense, pelo seu aniversário. Que Deus lhe conceda vida longa com muita saúde, paz e amor junto à amada Aldair, familiares e inúmeros amigos! Esperamos nos ver após a pandemia e fazemos questão de recebê-los em nossa chácara em Piraquara! Bençãos de Deus para todos! Luiz Carlos Sell, Zélia Maria e Filhos”.

INDICAÇÃO DE LIVROS – “Pessoas em redes sociais frequentemente adotam imagens, textos e ideias pré-formatadas para manter conexões ditas de amizade. Muitas vezes são propostos desafios e brincadeiras nem sempre de bom gosto. Membros da Academia Paranaense de Letras (APL), por sua vez, iniciaram na semana passada a publicação de textos com indicações de livros aos leitores em geral, com ou sem pandemia. As sugestões serão postadas no site e na Página da APL do Facebook” .

ONTOLOGIA DO CORPO – O livro “O Nó do Ser: Para Uma Ontologia do Corpo” será lançado nesta sexta-feira, dia 26, em uma live às 19h, com a participação dos autores, os professores Ericson Falabretti e Jelson Oliveira, do Programa de Pós-Graduação em Filosofia, da PUC-PR. O livro, que sai com o selo “Filosofia Contemporânea”, da Editora da Universidade de Caxias do Sul, RGS, é o resultado das pesquisas desenvolvidas pelos autores no âmbito do PPGF. Escrito a quatro mãos, o texto recolhe diferentes nuances e domínios e expressa novas discussões interpretativas, inclusive aquelas que permearam eventos acadêmicos, artigos e capítulos de livros nascidos dos trabalhos em projetos de pesquisa apoiados pela CAPES e pela Fundação Araucária. Além disso, as ideias fundamentais da obra foram apresentadas e discutidas com os/as estudantes matriculados na disciplina de Tópicos de Ontologia, no segundo semestre de 2018, o que demonstra a capilaridade do livro e o interesse que o envolve. (Fonte: Bem Paraná). O que é a ontologia? É a parte da Filosofia que considera o ser em si mesmo, na sua essência, independentemente do modo em que se manifesta.

LUTO – Na última sexta-feira, dia 19, em Los Angeles, EUA, morreu o escritor Carlos Ruiz Zafón, aos 55 anos de idade. Nascido no dia 25 de abril de 1964, em Barcelona, Espanha, o escritor catalão era um dos melhores romancistas contemporâneos. O livro “A Sombra do Vento” (2001) foi o primeiro volume da série “Cemitério de Livros”. A obra conquistou diversos prêmios e, em 2007, apareceu em uma lista feita por 81 escritores e críticos latinos e espanhóis como um dos melhores em língua espanhola dos 25 anos anteriores. A série inclui ainda “O Jogo do Anjo”, “O Prisioneiro do Céu” e “O Labirinto dos Espíritos”. Antes de conquistar o mundo com esses livros, Carlos Ruiz Zafón já era conhecido na Espanha desde sua “Trilogia da Névoa”, dos anos 1990, que é formada pelos volumes “O Príncipe da Névoa “, “O Palácio da Meia-Noite” e “As Luzes de Setembro”. Carlos Ruiz Zafón é autor, ainda, de “Marina”. Seus livros, publicados em mais de 50 idiomas, foram lançados no Brasil pela Suma de Letras.

Beira do Iguaçu, Junho de 2.020