Milho no Monjolo – 07 de Janeiro de 2022

OBRAS DE HERMÍNIO MILIS

No final da tarde do dia 22 de dezembro passado, este Colunista recebeu a visita do bom e velho amigo Sérgio Roberto Milis. Além de uma visita de cortesia, o bom amigo fez a doação de diversas obras, escritas pelo seu avô Hermínio Milis, para a Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI). O Mestre Hermínio Milis foi jornalista e fundador do nonagenário Jornal O Comércio. Anota-se entre as obras doadas: os livretos “Rui Barbosa e Em Defesa da Nossa Língua”, “Nas Artes e Nas Letras: Valores da Terra Barriga-Verde”, “Um Pouco de Gramática”, “José Bonifácio, Vulto Insigne da História Pátria”, “Monografia de Porto União”, além de diversas crônicas escritas para os Jornais O Comércio e A Notícia (de Joinville-SC) e para a antiga Rádio Difusora União ZYD-3, atualmente CBN Vale do Iguaçu. Um verdadeiro acervo histórico e cultural que conta uma parte da História das Cidades Irmãs.

DA PÓLVORA AO PALCO

Outrora era um paiol de pólvora, agora é um palco de cultura. Um show com Vinícius de Moraes, Toquinho, Marília Medalha e o Trio Mocotó, no dia 27 de dezembro de 1971, marcou há 50 anos a inauguração do Teatro do Paiol, o espaço cultural mais simbólico de Curitiba e uma das principais atrações turísticas da Capital. A data será comemorada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba com uma programação que vai de janeiro e se estende até dezembro deste ano. O ponto alto das comemorações será durante a 39ª Oficina de Música de Curitiba. O cantor e compositor Toquinho fará uma apresentação no Paiol revivendo os momentos do show realizado há 50 anos. A apresentação no Paiol no dia 27 deste mês de janeiro será restrita ao público convidado, porém haverá reprise do espetáculo no dia 29 seguinte no Grande Auditório do Teatro Guaíra.

LUTO

Na última quinta-feira, dia 30 de dezembro passado, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, a escritora gaúcha Lya Luft “mudou-se para o andar de cima”, aos 83 anos de idade. Ao longo da vida, a escritora publicou 31 títulos e vendeu milhões de suas obras, entre elas “O Tigre na Sombra” (Editora Record), 128 páginas, premiado pela Academia Brasileira de Letras na categoria Ficção, Romance, Teatro e Conto em 2013. Natural de Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, a escritora, cronista, poetisa, colunista  e tradutora Lya (Fett) Luft era formada em Letras Anglo-Germânicas e tornou-se Mestre em Literatura Brasileira e Linguística Aplicada e Doutora em Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Em 1964 publicou o seu primeiro livro de poemas “Canções de Limiar”. Desde então publicou outro livro de poemas (“Flauta Doce”, em 1970) e alguns contos, antes de se dedicar aos romances, gênero que a consagrou como uma das maiores romancistas do Brasil.

MENSAGENS DE NATAL

1. “Feliz Natal e um Ano Novo com muitas realizações para o casal mais ilustre das nossas regiões!Que Deus continue abençoando vocês com muita SAÚDE, PAZ, PROSPERIDADE e REALIZAÇÕES. (…). Beijos nos corações. Em tempo: a coluna é dos dois, da Senhora e do Dr., e chama “Reminiscências: memórias a quatro mãos”. Izabel Calliari”. Nota: A Coluna circula mensalmente nas páginas da Revista Virtual Magazine Contestado. 2. “Agradecemos e retribuímos os votos esperando que 2022 seja melhor para todos! Abraços! Zélia Sell”. 3. “A gente retribui os bons votos e manda um beijo para o casal. Ari Martendal!”.

A ÚLTIMA

“A diferença entre a literatura e o jornalismo é que, o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida”.

(Autor Desconhecido)

 

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.022.

Odilon Muncinelli – ALVI, IHGPR e AJEBPR.