Paraná Produtivo - ADI

Cooperativas do Sul

As Organizações Estaduais das Cooperativas do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina promovem, na próxima quinta-feira, 6, o Seminário Online Perspectivas e Fortalecimento do Ramo Transporte da Região Sul, das 15h às 17h30, por meio da plataforma Microsoft Teams. O evento tratará sobre as novidades e ações do ramo, apresentação de cases de cooperativas sobre intercooperação, inovação e identidade cooperativa, além de uma palestra sobre Cooperação x Competição no Cooperativismo de Transporte. A programação será aberta por representantes do Sistema OCB e da Ocepar, Ocergs e Ocesc. Mais informações pelo email tatiana-francisco@sescooprs.coop.br.

Déficit recorde

A capacidade estática de armazenagem no Brasil é de 170,1 milhões de toneladas em 2020, de acordo com a Cogo – Inteligência em Agronegócio. Considerando a estimativa para a safra de grãos em 251,1 milhões de toneladas, isso representa déficit recorde de 81 milhões de toneladas. Em relatório divulgado na última sexta-feira, 31, a consultoria chama atenção que, nos últimos 10 anos, a produção nacional cresceu 88,3 milhões de toneladas, enquanto a capacidade de armazenagem aumentou apenas 29,6 milhões de toneladas. Segundo orientação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o ideal é que a capacidade estática de um país seja 1,2 vez maior do que a produção de grãos. Entretanto, esse número fica em 0,7 em 2020. “Para atender a relação ideal recomendada pela Conab, a capacidade estática do Brasil deveria ser de 301,3 milhões de toneladas em 2020”, informa.

Preço do frango

Os preços de carne de frango medidos pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) subiram em julho, com aumento na demanda nacional, redução na oferta de animais para abate e aumento nos custos de nutrição, informou o Cepea na última sexta-feira, 31. O preço da carne de frango congelada medido pelo Cepea/Esalq subiu 2,10% para R$ 4,87 o quilo no mês de julho. Já a carne de frango resfriada teve alta de 2,32%, fechando julho em R$ 4,86. “As condições favoráveis de mercado para a carne de frango, com oferta controlada e boa liquidez no mercado doméstico, compensam o enfraquecimento das exportações do setor”, disse o Cepea em nota. O Brasil exportou 15,3 mil toneladas de carne de frango nos 18 primeiros dias úteis de julho, queda de 4,7% ante junho e de 5,5% ante julho do ano passado, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Escola agrícola

A Granja do Canguiri, ex-residência oficial dos governadores do Paraná, terá novo uso e será transformada na Escola Agrícola 4.0. O governador Ratinho Junior assinou o documento que formaliza a transferência do imóvel, localizado em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, para a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que será responsável pela implantação do projeto-piloto da unidade. A área de 27 mil metros quadrados funcionará como suporte às atividades do Colégio Estadual de Educação Profissional (Ceep) Newton Freire Maia, que fica próximo à propriedade. Disciplinas relacionadas à inovação e ao uso de tecnologias aplicadas à agricultura familiar serão oferecidas no Ceep, que funcionará como um laboratório de práticas inovadoras que podem ser usadas em todo o Ensino Técnico Agrícola do Estado.

Microcrédito

A Fomento Paraná deu mais um passo em direção à criação de um modelo de concessão de crédito em modo digital, mais rápido, seguro e simplificado. A partir da última segunda-feira, 3, entra em funcionamento uma integração que permitirá à instituição o uso automatizado da base de dados da Junta Comercial do Paraná em operações de microcrédito, para apoiar pequenos negócios formalizados. O projeto tem participação da Celepar e atende ao objetivo do Governo do Paraná de desburocratizar a administração pública e dar mais agilidade às atividades. A partir do CNPJ do empreendedor, o acesso às informações da Junta Comercial, como razão social, atividade econômica, tempo de atividade, endereço e dados dos sócios, vai aumentar a confiabilidade e reduzir o tempo de coleta e validação de dados pelos agentes de crédito.

Indústria dos EUA

A produção de carne vermelha e aves dos EUA “se recuperou totalmente” das interrupções registradas no início da primavera, ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. Essa é a conclusão da empresa norte-americana de consultoria econômica Steiner Consulting Group, após uma análise dos dados de produção de junho, que mostram a produção combinada de carne bovina-suína-frango-peru foi estimada em 9,046 bilhões de libras, um aumento de 8,2% em relação ao resultado de junho de 2019. As informações foram publicadas no portal norte-americano porkbusiness.com. “Os varejistas têm muita proteína para preencher as prateleiras de carne”, relatou a consultoria. “Esperamos que a produção de julho ultrapasse também os níveis do ano passado, com a carne suína mais uma vez liderando o pacote em termos de crescimento da oferta.”

Confiança empresarial

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) subiu 7,1 pontos em julho, para 87,5 pontos. Com a terceira alta seguida, o índice recuperou 79% das perdas ocorridas no bimestre março-abril. Segundo Aloisio Campelo Jr., superintendente de estatísticas da FGV IBRE, o resultado mostra que a economia continua em trajetória ascendente no início do segundo trimestre após o baque do trimestre anterior em meio à pandemia de covid-19. “A boa notícia é a consolidação de tendência de melhora da percepção dos empresários com relação à situação atual dos negócios, com Indústria e Comércio atingindo níveis de satisfação mais próximos à normalidade. Mas há que se analisar esta tendência com alguma cautela uma vez que a incerteza continua elevada. Ainda é cedo para se pensar em uma retomada consistente de investimentos”, afirma.

Indústria tem crescimento

O setor manufatureiro do Brasil registrou crescimento recorde em julho, diante da forte alta de novas encomendas depois da reabertura econômica, segundo a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI) divulgada na última segunda-feira, 3. O PMI de indústria do Brasil apurado pelo IHS Markit saltou a 58,2 em julho, de 51,6 em junho, acima da marca de 50 (que separa crescimento de contração) pelo segundo mês e atingindo o nível mais alto na história da pesquisa, iniciada em fevereiro de 2006. “Uma expansão recorde da economia manufatureira brasileira em julho ajudou bastante a fechar a brecha considerável que surgiu na produção, quando comparada com os níveis observados antes da intensificação da Covid-19”, afirmou o diretor de Economia do IHS Markit, Paul Smith.

Curso manejo

O Sistema FAEP/SENAR-PR está com inscrições abertas para o curso “Manejo de Solo e Água em Propriedades Rurais e Microbacias Hidrográficas”. A formação gratuita é no sistema semipresencial, com 11 módulos em Ensino a Distância e três presenciais. Estes últimos vão acontecer no Centro de Treinamento Agropecuário (CTA) do SENAR-PR em Ibiporã, no Norte do Paraná. O curso é voltado para engenheiros agrônomo, agrícola ou florestal e técnicos agrícolas. Os únicos pré-requisitos são que o participante tenha formação profissional e registro no CREA-PR. Mais informações no endereço senardigital.com

ATR Paraná

O Conselho dos Produtores de Cana-de-açúcar, Açúcar e Álcool do Estado do Paraná (Consecana-PR) divulgou os dados referentes ao Açúcar Total Recuperável (ATR) para o mês de julho da safra 2020/2021. De acordo com os números, o ATR projetado para o mês registrou valorização de 3,79%, passando de R$ 0,6720 em junho, para R$ 0,6975 em julho. ATR acumulado registrou valorização de 4,40% em relação ao mês anterior, cotado em R$ 0,6263 o quilo contra R$ 0,5999 de junho. Os contratos do ATR mensal em julho fecharam em R$ 0,6767, contra os R$ 0,6445 praticados em junho, valorizando 4,99% no comparativo entre os meses.

Serviço secreto

A Coordenação-Geral de Procedimentos Especiais da Corregedoria do Ministério da Economia vai promover na próxima quarta-feira, 5, o segundo webinário com o tema ‘Lavagem de dinheiro via criptoativos’. O evento fechado será exclusivo para membros de órgãos convidados que vão debater a regulação das criptomoedas, crimes relacionados e o uso de blockchain. Segundo a organização, vão participar do evento procuradores da República, delegados da Polícia Federal e outras autoridades do Governo Federal. De acordo com a programação, serão debatidos a regulação para enfrentamento da lavagem de dinheiro via criptoativos, a utilização de bitcoin como meio para o crime de evasão de divisas, aspectos legais de apreensões de criptoativos e ferramentas para investigações em blockchain e criptomoedas.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.