Paula Freitas lidera produção da melancia no Paraná

O extensionista da Emater, João Dozorec, confirma que o ponto alto da colheita são os meses de janeiro e fevereiro. A cidade também se prepara para realizar a sua tradicional festa que tem a fruta como destaque

Uma conversa sem delongas e descontraída cujo ponto alto teve a seguinte pergunta:

A MELANCIA DE PAULA FREITAS É … ?

A resposta veio rápida:

“É a mais saborosa do Brasil e em 2020 está especial”.

Quem afirma é João Dozorec, que além de apreciador da fruta é também um dos responsáveis pelo seu desenvolvimento na cidade de Paula Freitas.

joão
João Dozorec, Extensionista da Emater

Ele é Extensionista da Empresa Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), escritório de Paula Freitas. Segundo João, a cidade sustenta há anos o título de maior produtora da melancia entre as cidades paranaenses. “É um título que nos foi conferido e que os produtores vêm mantendo essa cultura como forma de fonte de renda alternativa. Está sendo um ano muito bom para a produção da fruta e com boa qualidade”.

O extensionista lembra que a melancia está em fase de colheita.

melancia
Vvale

O ponto alto aconteceu em 5 de janeiro e deve se repetir no dia 20 de fevereiro, quando deve ocorrer a maior oferta do produto.

“Foi feito um plantio bem maior do que em 2019, pelo fato da conquista de novas áreas novas para a produção e reflorestamento na cidade, sendo assim, com aumento de área, também aumenta a oferta do produto. Ou seja, mais melancias para serem colocadas no mercado”, explica.

Se por um lado existe comemoração pela qualidade da melancia em Paula Freitas, por outro, ainda não há lucratividade esperada com o preço da fruta.

“Infelizmente o preço caiu bastante; bem abaixo do valor que os produtores almejavam. Mas vamos aguardar”, comenta João.

A capital da melancia conta em média com 25 produtores da melancia. Segundo a Emater, a produção fica em torno de 200 hectares de plantio, com produção média de 80 a 90 toneladas por alqueire. “É um volume grande em peso e significativo para os produtores”, comenta João.

Estiagem, compromete a qualidade da fruta?

De acordo com o extensionista quanto mais quente ficar o clima, mais doce é o resultado do sabor da fruta.

Outras culturas

Paula Freitas, além da melancia, também recebe destaque na produção da soja, com 90% de dedicação com a cultura. Na sequência, aparecem o fumo, a pecuária de corte e de leite e também a erva-mate.

Destino da fruta

De Paula Freitas, a fruta embarca para as Centrais de Abastecimento do Paraná S/A (CEASA).

“Assim ela fica conhecida pelo Brasil todo”, acrescenta João.

Emater

A Emater de Paula Freitas, segundo João, contribuiu com Assistência Técnica e Social aos produtores, desde a análise de solo para o plantio, visando ao mercado consumidor e à venda em eventos, como é o caso da festa.

Festa da Melancia

A realização é da 4Play Eventos com apoio da Prefeitura de Paula Freitas. O evento acontece nos dias 15 e 16 de fevereiro, no Parque Guairacá. O evento está na sua 29ª edição. Entre os atrativos está o Baile com Os Serranos; Baile com Os 4 Gaudério; Show baile Grupo Mahá; ainda Praça de Alimentação;  Expositores; Parque de Diversões; Feira de Artesanato e Produtos Coloniais;  Exposição de Carros Antigos; Concurso da Maior Melancia e do Maior Comedor de Melancia e o Torneio de Futebol da Festa da Melancia.

Artesanato

Acontece também, durante a Festa da Melancia, a II Exposição de Artesanato Municipal, no Centro Cultural Silvestre Lesoski, próximo ao Parque Guairacá. Para se inscrever, o contato é (42) 3562-1212.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta