Futebol: Palmeiras estabiliza plantel

Encerrou a janela de transferências para o mercado chinês de jogadores de futebol, no passado dia 28 de fevereiro, o que significa que vários times do Brasil podem agora planejar sua época com maior grau de certeza. O caso do Palmeiras é especialmente relevante, por conta do interesse de clubes chineses em alguns jogadores importantes do plantel palestrino, mas que não se concretizou.

De acordo com o Globo Esporte, os dois atacantes Borja e Deyverson foram “analisados” por grandes times nas últimas semanas. Deyverson recebeu mesmo uma proposta de 12 milhões de euros (R$51 milhões), que levou mesmo o jogador a fazer um vídeo de despedida que criou alguma polêmica. O jogador falou depois que havia sido só brincadeira, e que recusou a proposta, principalmente por conta da confiança do treinador Luiz Felipe Scolari.

Já sobre o colombiano Borja, o time de São Paulo acabou por não receber nenhuma proposta concreta, apesar de vários boatos.

Estabilização financeira se precisa, também

Quem está atento às últimas notícias de esportes e futebol certamente já notou que o Palmeiras vive um período financeiro um tanto difícil, mesmo com todo o recente sucesso esportivo. Várias dívidas de anos anteriores podem criar uma perda que, segundo o Globo Esporte, pode chegar a R$ 60 milhões até o final da temporada. E isso apesar do novo patrocínio com a Crefisa e com o alto faturamento de 2018.

O clube considerou possíveis substitutos se Deyverson e/ou Borja saíssem. Entretanto, como ambos ficam no Allianz Parque para a atual temporada, as necessidades de cautela financeira apontam para que ninguém mais seja contratado proximamente.

E isso apesar da crise que o ataque do Palmeiras vem vivendo. Nos primeiros oito jogos da série A1 do Campeonato Paulista de Futebol, o “Paulistão”, apenas 7 gols foram marcados; uma média inferior a um gol por jogo. Nas redes sociais, alguns torcedores questionaram a opção de Luiz Felipe Scolari sobre a perda da oportunidade de vender Deyverson e Borja. Acusaram Felipão de seguir com sua teimosa e de perder outras oportunidades, como a possibilidade de contratar Pedro, do Fluminense.

Entretanto, Scolari é célebre por ser bastante firme em suas decisões e por proteger seu coletivo, contra todas críticas exteriores. Sua “proteção” e suas provas de confiança em Deyverson poderão ser bem valiosas, mas tarde.

Verdão segue firme no Paulista

E o fato é que, mesmo com poucos gols, o Palmeiras vem fazendo uma boa campanha na série A paulista. Seu último jogo, no passado dia 27 de fevereiro (quarta-feira), rendeu mais uma vitória, agora contra o Ituano, por 3-2. Apesar das mudanças no time por conta da aproximação do importante jogo de estreia na Copa Libertadores, o Verdão se mostrou bastante seguro, apesar de alguns sustos. E teve uma importante conquista estatística: pela primeira vez nesta primeira fase do Paulista 2019, o Palmeiras conseguiu marcar mais do que 2 gols em um jogo.

Logo aos 25 minutos do primeiro tempo, a equipe, jogando em casa, no Allianz Parque, já vencia por 2-0, com dois belos gols de Ricardo Goulart, e parecia que tudo seria fácil. Entretanto, no início do segundo período a equipe do interior paulista conseguiu fazer 2-1 e parecia que tudo poderia ficar mais complicado. Aí entrou novamente Ricardo Goulart, fazendo uma assistência notável para Borja, que aliviou um pouco de sua pressão e faturou para o terceiro gol.

Após o 3-1, Scolari mandou fechar as linhas e mais uma vez se deu certo, contra a opinião dos torcedores que gostam de ver jogar para a frente. O Ituano reduziu novamente, mas o Palmeiras segurou a vitória até o final.

Assim, após 9 jogos, o Verdão segue na frente do grupo B, com 18 pontos, cinco a mais que Guarani e Novorizontino. Em todo o Paulista, só o Santos tem mais pontos.

Como funcionam as inscrições de jogadores para as competições?

O Palmeiras já teve de enviar para a Conmebol a lista de 30 futebolistas que poderão participar na fase de grupos da Copa Libertadores. Para as oitavas-de-final, em julho, os clubes poderão fazer cinco alterações.

Para o “Paulistão”, as equipes que seguem para as quartas de final podem alterar quatro nomes em sua escalação relativa à fase de grupos. No caso do Palmeiras, faltam apenas três rodadas.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta