Autistas vão contar com carteirinha de identificação

Documento garante atendimento preferencial

(Foto: Assessoria).
(Foto: Assessoria).

Autistas de União da Vitória vão contar agora com uma carteirinha de identificação. O documento, garante atendimento preferencial, foi lançada na tarde desta quarta-feira, 12, pela Prefeitura no Sesc/Senac. A ação faz parte do Programa Municipal de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista – TEA.

A carteirinha reforça o atendimento prioritário da comunidade autista em serviços públicos e privados, mas principalmente nas áreas de saúde, educação e assistência social.

“O autismo não tem características, não é uma síndrome aparente. Se uma criança está em crise, está agitada, muitas vezes é encarado como birra. Por isso, a carteirinha traz para nós uma luz. O primeiro passo para as grandes conquistas que teremos para nossos autistas”, afirma Siane Pereira, mãe de uma criança autista.

programa-autismo-uniaodavitoria (4)O cadastramento para confecção das carteirinhas será feito a partir desta quinta-feira, 13, na Secretaria de Assistência Social.

“Entregamos para as mães os documentos necessários para a confecção da carteirinha. A partir de manhã, as equipes estarão preparadas para recebe-las. Estamos muito felizes com a evolução do projeto e estamos empenhados para avançar ainda mais”, afirma a Secretária de Assistência Social, Ana Claudia Roveda.

No fim do ano passado, foi aprovada na Câmara de Vereadores e sancionada pelo Prefeito Santin Roveda a Lei de 4865/2019, que institui o Programa Municipal de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno Autismo – TEA.

“A lei representa uma grande conquista para essas mães, pais e familiares das pessoas com transtorno de espectro autista, visto que as políticas públicas precisam discutir esse assunto. Com a lei, eles terão a carteirinha que proporcionará prioridades e lutaremos também para oferecer as terapias que eles tanto necessitam”, explica o vereador autor do projeto, Diego dos Santos.

Para o Prefeito Santin Roveda, esses são os primeiros passos para um longo caminho que será percorrido para causa Autista. “Esse é o primeiro grande passo para falarmos mais sobre o assunto. O assunto é muito peculiar e sabemos que demanda de cuidados específicos na saúde, na educação, na assistência social. Com certeza, vamos evoluir muito nesse sentido”, ressalta o prefeito.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta