Temporais danificam 2.808 casas e afetam 9.746 pessoas

As chuvas, granizos e vendavais afetaram 17 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Centro e Centro-Sul do Estado. De acordo com o Sistema Metereológico do Paraná (Simepar), na região de Curitiba choveu 34,2 milímetros nesta quarta-feira (18), com rajadas de vento perto dos 65 quilômetros por hora

O temporal que atingiu a metade Leste do Paraná na tarde desta quarta-feira (18) afetou 9.746 pessoas e danificou 2.808 residências, mostra o boletim da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, atualizado às 10 horas desta quinta-feira (19). As chuvas, granizos e vendavais afetaram 17 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Centro e Centro-Sul do Estado.

Até agora, 29 pessoas estão desalojadas e oito desabrigadas. A cidade mais atingida foi Carambeí (Campos Gerais), onde 1,5 mil casas foram danificadas, afetando 4,5 mil pessoas e deixando oito desabrigadas. Em São José dos Pinhais (RMC) foram 500 casas danificadas e 2 mil pessoas afetadas. Em Curitiba, a tempestade com granizo danificou 300 residências e afetou 1,2 mil pessoas.

Segundo a prefeitura da Capital, foram registradas 52 solicitações de quedas de árvores e galhos grandes. Uma casa ficou destruída em Piraquara e outras 27 danificadas.

A Defesa Civil está acompanhando as ocorrências, mas ainda não precisou fazer algum atendimento emergencial. O próximo boletim deve ser atualizados às 12 horas.

PREVISÃO – De acordo com o Sistema Metereológico do Paraná (Simepar), choveu 34,2 milímetros nesta quarta-feira (18), com rajadas de vento perto dos 65 km/h na região de Curitiba. Volume que se concentrou por volta das 18 horas, com precipitações de 21,6 milímetros em 15 minutos. Tradicionalmente, o mês de setembro é chuvoso, com média de 130 milímetros de chuva.

Para esta quinta-feira (19) a expectativa do Simepar é que as chuvas se repitam na Grande Curitiba – até as 10h30 já havia chovido 10,2 milímetros na região. “A diferença é que serão chuvas espalhadas durante o dia ao invés de concentradas por um período, como nesta quarta. Mas o alerta de temporais segue mantido”, explica Reinaldo Kneib, meteorologista do Simepar.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta