Autoridades chinesas afirmam que frango exportado por SC estava contaminado

Os produtos congelados têm origem na unidade de Xaxim, no oeste catarinense, e fazem parte de um lote de asas de frango

Uma inspeção das autoridades municipais de Shenzen, na China, detectou a presença de traços de coronavírus em produtos exportados pelo frigorífico Aurora. A informação é da coluna do Lauro Jardim, do O Globo.

Os produtos congelados tem origem na unidade de Xaxim, no oeste catarinense, e fazem parte de um lote de asas de frango. Ainda em maio deste ano, os frigoríficos catarinenses firmaram acordo com o Ministério Público do Trabalho após autoridades constatarem surto de infecção nas unidades catarinenses.

Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que está analisando as informações divulgadas pelas autoridades chinesas e que “ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação”.

“A ABPA reitera que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus, conforme ressaltam a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)”, disse a Associação em nota.

A Aurora informou que se manifestará ainda nesta quinta-feira, 13, sobre o assunto.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta