Home Office, opção de empresas na pandemia do novo coronavírus

Especialistas orientam maneiras de trabalhar em casa, sem perder a produtividade

(Foto: Reprodução).
(Foto: Reprodução).

Como medida preventiva no combate do novo coronavírus (COVID-19), algumas empresas vêm liberando seus funcionários, para o home office. Com isso, evitando aglomerações e possibilidades de contágio.

Porém, nem todos os segmentos ou até mesmo funcionários conseguem realizar seus trabalhos em casa. Sem contar, que é fundamental organizar um espaço, rotina e ambiente de trabalho.

Em entrevista à rádio CBN Vale do Iguaçu, as especialistas em recursos Humanos, Hermine Schreiner, a Minthi e em Psicologia das Organizações, Eleida Pontes, falaram a respeito dessa organização.

As profissionais enfatizam que esse processo é determinante para a boa produtividade das atividades. Aqui no portal Vvale reproduzimos a entrevista.

ENTREVISTA COM HERMINE SCHREINER E ELEIDA PONTE

VVALE: O que é o home office?

MINTHI E ELEIDA: O home office ou trabalho em domicílio ou ainda trabalho remoto, está previsto na Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT em seu art 75-A e seguintes. Para essa modalidade de serviço, é aconselhado a formalização de um termo aditivo ao contrato de trabalho com regras definidas bem como o fornecimento de equipamentos para a execução das atividades e cuidados com a saúde do colaborador. Resumindo; trata-se de atividade de trabalho legalmente permitida, com rotinas estabelecidas e acordada entre as partes.

Hermine Schreiner
Hermine Schreiner

VVALE: Qualquer profissional consegue executar o trabalho em casa?

MINTHI E ELEIDA: Nem todas as atividades permitem o trabalho em casa, como exemplo atividades de produção em geral, trabalhos nas linhas de produção, em fábricas ou indústrias. Outra atividade que não se encaixa, são as que exigem atendimento presencial, como setor de lojas ou que se utilizam de recursos ou documentos que não podem sair da empresa. A execução de trabalho em domicílio vem sendo aplicado para funções administrativas, vendas on line, marketing, TI, dentre outras e que permitam a realização remota. Outro trabalho remoto que vem crescendo consideravelmente, são as aulas EAD, onde utilizamos plataformas e as aulas acontecem sem a presença dos professores. Um exemplo dessa prática é Nossa instituição de ensino superior, a Uniuv, que como estratégia para superar o covid 19, está utilizando essa ferramenta para manter os acadêmicos em processo de aprendizado.

VVALE: Qual a rotina de trabalho para quem aplica o home office?

MINTHI E ELEIDA: Definir um local para realizar as atividades a fim de garantir a produtividade e entrega de resultados;

– Manter a rotina. Comece o dia levantando-se no mesmo horário, vista-se, arrume-se, cuide da sua apresentação pessoal, ou seja, haja como se você precisasse sair p trabalhar.

– Mantenha os horários normais de trabalho: início, intervalo, fim da jornada;

– Combinar e organizar a rotina com as pessoas que convivem no mesmo ambiente, ou seja, você está trabalhando e cumprirá sua jornada e entrega de resultados; muito provável sua família tb estará em casa, então é necessário estabelecer acordos familiares.

– Evitar assistir TV ou qualquer outra interferência do ambiente que possa comprometer suas entregas; cuidar para não perder o foco, importante buscar desligar-se das redes sócias pessoais.

– Manter uma rotina de reuniões virtuais com o gestor da área e periodicamente manter a conectividade com as pessoas que trabalham contigo. Compartilhe seu dia com seus colegas de trabalho, importante q todos estejam conectamos.

Eleida Pontes
Eleida Pontes

VVALE: Como não deixar que o ambiente (quarto ou escritório) comprometa o ritmo de trabalho?

MINTHI E ELEIDA: Importante definir um local específico e organizar o ambiente com equipamentos e materiais necessários, visando garantir a qualidade e produtividade. Escolher um local com o mínimo de circulação de pessoas, interferências externas. Evitar fazer as atividades no sofá, na mesa da cozinha, etc. o que além de não ser o melhor ambiente, pode causar problemas de saúde e interferir na produtividade. Busque se possível um local claro, arejado e que te agrade. Se puder optar por cadeira e mesa confortável, seu resultado pode ser ainda melhor.

VVALE: Como determinar o horário de expediente, sem extrapolar o período de descanso?

MINTHI E ELEIDA: Neste método de trabalho não se aplica o controle de jornada, conforme previsto na CLT art 62, III. Portanto é importante que o profissional mantenha sua rotina de início, intervalo, final da jornada.

VVALE: O home office é uma tendência para o futuro?

MINTHI E ELEIDA: Certamente o home office veio para ficar, estando inclusive disciplinado em lei.  Atualmente com mais força e utilização em razão da pandemia do Corona Vírus onde o contato social precisa ser restringido sobretudo para proteger o bem-estar e saúde das pessoas. O home office oportuniza a redução de custos com deslocamentos, manutenção de espaços de trabalho e uma maior flexibilidade e liberdade nas relações de trabalho. Muitas empresas de grandes metrópoles já adotam esse método de trabalho em resultados bem significativos.


CURRÍCULO DAS ENTREVISTADAS

ELEIDA PONTES

  • Graduada em Pedagogia, Bacharel em Direito, MBA em Psicologia das Organizações, Pós Graduação em Advocacia Trabalhista e Previdenciária.
  • Mais de vinte e cinco anos de experiência profissional na área de Recursos Humanos, atuação executiva em grandes empresas nacionais e multinacionais, dentre elas: Araupel, BrasPine, Masisa do Brasil, BO Paper, OL Papéis gerenciando subsistemas: recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento (executivos, liderança sênior, média liderança e operacionais), gestão de desempenho, inclusão social, projetos de trainee´s, estagiários,  remuneração estratégica, programa de participação em lucros ou resultados, gestão de benefícios, rotinas e legislação trabalhista/previdenciária, contencioso trabalhista, saúde ocupacional e segurança do trabalho, gestão do clima organizacional, negociação sindical, projetos educacionais, programas de melhoria contínua (TPM/Lean Manufacturing), projetos sociais, comunicação interna, organização de eventos, relações com a comunidade, administração de contratos terceirizados.
  • Professora Direito Empresarial – Curso Direito – Fajar Jaguariaiva.

HERMINE LUIZA SCHREINER

  • Mestra em Organização Industrial pela UFSC – Universidade de Santa Catarina
  • Especialista em Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos pela FAE – Curitiba/ PR
  • Graduada em Letras/Português/Inglês e Serviço Social
  • Foi Diretora de Recursos Humanos na Pormade Portas de 1993 até 2015
  • Publicou junto com outros autores o livro “Realidades Econômicas Dos Estados do Paraná e Santa Catarina”
  • Professora universitária, professora de pós Graduação e MBA
  • Comentarista na CBN Vale do Iguaçu
  • Diretora de Recursos Humanos na empresa Unicomper Portas e Rodapés
  • Sócia Proprietária da empresa RHermine Consultoria Empresarial. Possui seu foco em cursos em Company, palestras, formação de lideranças e implantação de projetos de Rh

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta