CineTeatro Luz já está em condições de uso

Notícia foi divulgada pela Uniuv ontem, 22, durante apresentação do espaço para autoridades; até o momento foram investidos na reforma R$ 1,6 mi

Cine Luz (1)
(Foto: Lúcio Passos)

No dia de ontem, 22, autoridades locais e regionais, enalteceram as metamorfoses do CineTeatro Luz. Instalado na rua Carlos Cavalcante, área central de União da Vitória, o prédio já está em condições de uso. A primeira etapa da restauração foi concluída, restando agora alguns ajustes até sua reinauguração, que deve acontecer ainda no primeiro semestre.

De acordo com o reitor do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), Alysson Frantz, foram várias viagens da direção da Instituição à Curitiba (PR), onde fica a Coordenação de Patrimônio Cultural do Estado (CPC-PR), para o cumprimento dos protocolos que um restauro desse porte exige. Também foram inúmeras pessoas envolvidas – direta ou indiretamente – nos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do projeto para um dos prédios mais tradicionais do Vale do Iguaçu.

Alvo de críticas e de abandono, o Cine Luz foi redirecionado à Uniuv, em 2016, por meio de um projeto de Lei na gestão do então prefeito Pedro Ivo Ilkiv, depois de permanecer fechado por dois anos. Até o momento, foram investidos na reforma R$ 1,6 milhão; maior parte dos recursos serão disponibilizados pela própria Instituição, com contrapartida do Governo do Paraná.

Explicou o reitor que a recuperação do CineTeatro Luz contou com várias etapas, como por exemplo, a parte estrutural da cobertura, palco e paredes.

“O salão principal está parcialmente pronto, mas não foi finalizado. Ainda faltam alguns ajustes”.

As poltronas do local foram todas substituídas, sendo aquelas possíveis de recuperação doadas para o auditório do Colégio Túlio de França de União da Vitória, em uma parceria com a Secretaria de Cultura, ainda em 2019; foram repassadas 200 poltronas o estabelecimento de ensino.

“No Cine Luz, serão fixadas poltronas na atual estrutura, com reforço na iluminação e com acessibilidade à vários públicos”. Lembra ele, que serão 670 lugares, sendo 491 somente na parte térrea.

A restauração já foi feita no telhado, com reforço metálico em todas as tesouras. Também faz parte do restauro a iluminação, sonorização do palco, e climatização do espaço, está em andamento.

“Deus nos deu a oportunidade de recuperar o espaço; tenho fé nisso. Já não temos mais risco de queda das paredes no local; fiquei noites sem dormir pensando nisso”.

Na sexta-feira passada, 12, o reitor da Uniuv em conversa com o líder do Governo do Paraná, Hussein Bakri, disse que continuarão com a parceria para a reabertura do espaço.

“Tudo requer planejamento e organização; foi desafiador e a intenção sempre foi uma recuperação segura”.


Apresentação do Luz

Cine Luz (4)
(Foto: Lúcio Passos)

Foi realizada pela direção da Uniuv na tarde de ontem e contou com a presença de pequenos grupos divididos por horários, para evitar aglomeração de pessoas conforme orientação da Secretaria de Saúde no combate a Covid-19.

Segundo o vice-reitor da Uniuv, Lúcio Passos, a Instituição será a responsável pelo espaço até 2036.

“Desde o projeto de restauro até hoje foi uma grande expectativa. Ontem foi um dia histórico; uma alegria imensurável e uma honra para nós”, afirma.

Lúcio acredita que o Cine Luz terá um lugar de destaque no pós-pandemia, como foi no passado, através da realização de eventos sociais e artísticos.

“O restauro precisa ser compreendido como uma obra de arte. Não é algo simples, requer zelo. As pessoas irão se emocionar ao entrar aqui, assim como eu”, explica.

De acordo com a Secretária de Cultura, Francielle Misturini, o setor será o responsável por organizar eventos artísticos no local, seguindo as medidas sanitárias em razão do coronavirus.


Pré-evento

Cine Luz (6)
(Foto: Lúcio Passos)

Cogita-se para este primeiro semestre a apresentação da Orquestra Sinfônica do Paraná. A parceria entre a Uniuv e a Secretaria de Cultura é realizar o evento para o dia 27 de março, dia do Aniversário de União da Vitória. Além disso, neste ano, o Cine Luz comemora 70 anos de história. O agendamento irá acontecer mediante autorização da Secretaria de Saúde para o cumprimento das medidas sanitárias da Covid-19.


            Projeto de restauração

(Foto: Lúcio Passos)
(Foto: Lúcio Passos)
  • Foram dois anos até a conclusão desta primeira etapa; concluída ontem;
  • Mais de 50 viagens à Curitiba (PR) para análise do projeto junto a Coordenação do Patrimônio Cultural;
  • Equipe do projeto é formada por 12 pessoas, entre professores e acadêmicos da Uniuv;
  • Projeto teve início com o professor Sérgio Mauro Léo (in memorian); atualmente sob a responsabilidade do professor Jean Schorer.

Projeção do primeiro filme

Vale lembrar que foi no dia 6 de outubro de 1951 que aconteceu a projeção do primeiro filme no Cine Luz. A juventude formou filas na bilheteria. A ansiedade era grande para assistir à superprodução da Century Fox intitulado A Rosa Negra. Muito mais do que assistir ao filme, a empolgação foi para conhecer o cinema. A inauguração se concretizou durante o mandado do prefeito da época, José Cleto.

Nas décadas de 50 e 60, o Cine Luz não foi apenas palco para a exibição de filmes, mas também foi palco para a demonstração do talento de cantores de renome nacional. Entre eles destacaram-se as cantoras Dalva de Oliveira e Emilinha Borba. Após 38 anos de funcionamento, o ‘Luz’ teve sua última sessão no dia 24 de setembro de 1989. Problemas relacionados com a censura dos filmes foi o principal motivo para o fechamento.

Contudo, três meses depois o Cine Luz foi reinaugurado durante o Concurso Rainha do Centenário.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta