Cronograma de liberação do FGTS é liberado; entenda as regras

Gerente da Caixa de Porto União falou sobre o assunto em entrevista

Leonardo Pereira, gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Porto União (Foto: Portal V Vale).
Leonardo Pereira, gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Porto União (Foto: Portal V Vale).

A Caixa Econômica Federal anunciou na segunda-feira, 5, o cronograma de liberação do saque imediato de parcela de até R$ 500 por conta ativa ou inativa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Medida Provisória nº 889, que permite a ação, as liberações ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020.

A projeção do Ministério da Economia é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia – R$ 28 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020. A indústria e o comércio têm expectativa de aquecimento econômico com a liberação desses recursos. Segundo o Ministério da Economia, 23 milhões de pessoas poderão quitar suas dívidas com o saque imediato do FGTS.

“O governo espera atender cerca de 96 milhões de trabalhadores com a expectativa de injetar R$ 40 bilhões na economia”

Para esclarecer dúvidas sobre o assunto, a reportagem da rádio CBN Vale do Iguaçu, conversou com o gerente da agência de Porto União da Caixa, Leonardo Pereira. E o jornal O Comércio recorte os principais momentos da entrevista.

O profissional veio de Chapecó (SC) e assumiu recentemente a unidade do banco.

CBN_clique_e_ouça_970x250

ENTREVISTA

Jornal O Comércio (JOC) – Os pagamentos do FGTS já começaram?

Leonardo Pereira (Pereira) – Não. Na segunda-feira, dia 5, foi divulgado o calendário, mas os pagamentos acontecem apenas a partir de setembro e isso acontece até março. Então, não precisa o trabalhador sair correndo para sacar porque terá tempo.

JOC – Quem tem direito ao saque?

Pereira – Todos os trabalhadores terão direito. De cada empresa que o funcionário trabalhou, ele pode sacar R$ 500. Essa conta do FGTS é a conta que o funcionário tem por conta de toda as empresas que ele já trabalhou. Não é a conta corrente dele, por exemplo. Aquele funcionário que trabalhou em cinco empresas, por exemplo, pode sacar até R$ 500 de cada conta. Essa modalidade é a primeira e automática. Quem já tem conta na Caixa, recebe automaticamente. Quem não, podem fazer isso, abrir uma conta ou seguir o calendário de recebimentos que a Caixa está disponibilizando.

JOC – Como será o saque aniversário?

Pereira – É a segunda modalidade que o governo está prevendo. Ele funciona assim: de cada conta do FGTS, o emprego pode sacar um percentual de acordo com o saldo que ele tem. Esse saque é uma opção do trabalhador. Ele saca um percentual agora e depois, no mês do seu aniversário. Isso tudo será divulgado.

JOC – Como a Caixa está recebendo a opinião da comunidade sobre o valor de R$ 500?

Pereira – Difícil agradar a todos, mas com essa medida, o governo espera atender cerca de 96 milhões de trabalhadores com a expectativa de injetar R$ 40 bilhões na economia. É muito dinheiro que vai entrar em circulação.

JOC – Neste momento, vão ter mais golpes na praça?

Pereira – Sim, especialmente pelo celular. A orientação é usar sempre o aplicativo do FGTS e acessar o site da Caixa Econômica para saber informações.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta