Associação dos Autistas de Porto União repudia agressão a aluno

·
Atualizado há 3 semanas

No dia 4 de junho, imagens de um circuito interno de segurança instalado em um Núcleo de Educação Infantil de Porto União flagraram uma professora empurrando um aluno de quatro anos portador do espectro autista.

A mãe do menino procurou o Núcleo e a Secretaria de Educação para relatar o caso depois que o filho contou o que aconteceu. As imagens foram cedidas pela própria secretaria.

O caso ganhou repercussão no dia 28 de junho, após o Portal JMais publicar o vídeo do ocorrido e o relato da mãe.

No mesmo dia, a Secretaria de Educação de Porto União divulgou uma nota oficial sobre o caso. Segundo a secretaria, após tomar conhecimento do ocorrido, o caso foi submetido à autoridade superior, que, orientada pelo departamento jurídico, afastou preventivamente a professora envolvida e instaurou um processo administrativo disciplinar.

A nota:

A criança envolvida no episódio é portadora do transtorno de espectro autista, e a Associação de Famílias e Amigos dos Autistas – AMA de Porto União, emitiu uma nota de repudio sobre o caso.

Nota de Repúdio
Pela agressão à criança autista em Porto União

Diante do fato, recentemente, ocorrido com uma criança autista em Núcleo de Educação Infantil no Município de Porto União, a Associação de Famílias e Amigos dos Autistas – AMA de Porto União, vem à público manifestar solidariedade à família envolvida, prestando todo o apoio e acolhimento possível e reforça indignação com a ocorrência.
A AMA repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, desrespeito, preconceito ou discriminação com as crianças, sejam elas atípicas ou não. Estamos acompanhando a apuração do fato em todas as esferas competentes e exigimos celeridade e rigor, para que os responsáveis sejam exemplarmente punidos.
Reitera-se o esforço e dedicação diários, para que a inclusão dos autistas, o acesso às terapias, aos atendimentos especializados, humanizados e para que o respeito às diferenças sejam práticas comuns em nossa cidade.
Enquanto famílias de autistas de Porto União, destacamos que estamos exaustos devido às inúmeras solicitações de suporte às demandas e, principalmente o cumprimento dos direitos (que já estão assegurados em lei) dos nossos filhos, especialmente nos setores da educação e saúde, sem resoluções. Somos conhecedores da complexidade do autismo, em que cada caso é único e necessita de atendimento específico e especializado e de tanta insistência aos próprios direitos, algumas pequenas e modestas ações iniciaram. Praticamente todas as semanas, temos registros de famílias que necessitam, mas tem dificuldades de acesso aos serviços e atendimentos, situações que acarretam e agravam outras situações. Já tivemos avanços por intermédio da nossa Associação e de várias famílias que precisaram apresentar ações judiciais devido à ausência do poder público.
Em Porto União, a efetivação dos direitos dos autistas, para assegurar o pleno desenvolvimento e a dignidade humana, é medida urgente. Requeremos de maneira imediata à administração municipal para que no ambiente escolar ocorra a realização de uma ampla campanha sobre o respeito e a importância da ética, profissionalismo e empatia. A implantação de programas de atendimentos psicológicos permanentes para alunos, famílias e profissionais. A contratação de profissionais especializados, realizações de capacitações com investimentos adequados para inclusão, a instalação de câmeras de segurança com efetivo monitoramento de situações suspeitas, visando evitar fatos como os vivenciados.
Importante mencionar também, que estamos lutando desde o ano de 2022, com o projeto para construção do Centro Especializado de Atendimento aos Autistas, em parceria com a Apae de Porto União, peregrinando pelos órgãos estaduais e municipais em busca de recursos financeiros para a obra, mas não encontramos o apoio necessário.
A luta é constante, por isso convidamos toda população para uma grande união nesta causa tão significativa, repudiando qualquer tipo de violência, preconceito, discriminação e caminhar juntos para construir novos caminhos para tantas famílias.
Temos a obrigação de escrever uma história de dignidade para os nossos filhos autistas e o suporte público, além de um dever, é direito das famílias de autistas, bem como da AMA.

Diretoria AMA
Associação de Famílias e Amigos dos Autistas de Porto União