EXCLUSIVO: 77% não acham seguro a volta as aulas no Paraná

Levantamento do Instituto de Pesquisas Radar Inteligência confirma que saúde é essencial para retorno das aulas

(Foto: Pixaby)
(Foto: Pixaby)

A pandemia do coronavírus (Covid-19) vem causando impactos significativos em diversos setores. Entre eles a educação, com a suspensão das aulas presenciais. Um levantamento do Instituto de Pesquisas Radar Inteligência, aponta insatisfação com a qualidade das aulas remotas (online) e a contrariedade de pais com o retorno dos filhos as aulas presenciais, suspensas desde o mês de março.

Avaliação do impacto do coronavírus na educação no Paraná

Mostra que em razão das aulas presenciais suspensas, 56,9% das crianças ficam com os pais durante o dia, 25,4 com os avós e o que chama a atenção é que 6,2% ficam sozinhas.

graficos_com_quem_criancas_ficam_educacao_covid_parana

Segundo Juliana Raddi, diretora de marketing da Radar Inteligência, em entrevista exclusiva ao CBN Paraná, o levantamento detectou que os irmãos mais velhos acabam responsáveis pelo cuidado dos mais novos.

“Detectamos que em algumas residências o casal tem dois ou três filhos, e cabe ao mais velho ser responsável pelos demais. Muitos pais não tem com quem deixar os filhos em razão do trabalho, com isso, os irmãos mais velhos assumem esse papel”

31% dos entrevistados avaliaram como regular a educação das crianças nesse período de suspensão das aulas presenciais. Ruim ou péssima somam 26%, boa para 21% e ótima somente 5%. Outros 15,5% não souberam responder.

grafico_como_avalia_educacao__educacao_covid_parana

Perguntados se a educação das crianças foi prejudicada devido à suspensão das aulas presenciais, para 81,6% sim e 10,4% disseram que não. 8% não responderam.

grafico_educacao_prejudicada_educacao_covid_parana

Mesmo com a insatisfação do nível de aprendizado, a maioria dos entrevistados é contrária ao retorno das crianças as aulas presenciais neste período de pandemia.

Para 77,3%, as crianças não estarão seguras para um eventual retorno, 14% são favoráveis e 8,7% não responderam.

grafico_seguranca_aulas_presenciais_educacao_covid_parana

Para a diretora de marketing do levantamento, essa posição dos entrevistados era esperada.

“Era um dado que esperávamos, pois se analisarmos entre retornar as salas de aula para cumprir o ano letivo, mas sem a garantia de segurança, os pais vão optar pela saúde de seus filhos”


Especificações Técnicas da Pesquisa

OBJETO: Pesquisa de Opinião Pública

OBJETIVO: Avaliar o impacto do coronavírus na educação no Paraná, entre outros.

UNIVERSO: Estado do Paraná

SOLICITANTE: Radar Inteligência

PERÍODO DE CAMPO:  06 a 13 de Agosto de 2020

METODOLOGIA: Foram realizadas ligações telefônicas (Call Center)

AMOSTRA: 1.200 entrevistas distribuídas em 11 mesorregiões sendo em 49 municípios. Curitiba. Metropolitana e Litoral – Araucária; Campo Largo; Colombo; Paranaguá; São José dos Pinhais, Piraquara. Norte Central: Apucarana; Arapongas; Londrina, Maringá. Noroeste: Cianorte; Cruzeiro do Oeste; Loanda; Paranavaí; Umuarama, Alto Paraná. Centro Oriental: Castro; Ponta Grossa. Central Sul: Guarapuava, Laranjeiras do Sul; Pitanga; Palmas. Oeste: Cascavel; Foz do Iguaçu; Mal Candido Rondon; Medianeira; Assis Chateaubriand. Centro Ocidental: Campo Mourão; Campina da Lagoa; Goioerê; Ubiratã; Terra Boa. Sudoeste: Santo Antonio; Coronel Vivida; Dois Vizinhos; Francisco Beltrão; Realeza; Pato Branco. Norte Pioneiro: Andirá; Bandeirantes; Cambará; Cornélio Procópio; Jacarezinho; Santo Antonio da Platina. Sudeste: Irati; Prudentópolis; São Mateus do Sul; União as Vitória.

INTERVALO DE CONFIANÇA: 95,5%

MARGEM DE ERRO 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Outros detalhes sobre o levantamento você confere aqui.

Confira aqui a pesquisa na íntegra.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta