#SomosTodosEducadores: IFPR realiza abraço simbólico ao redor do campus

(Foto; Assessoria IFPR - Campus União da Vitória).
(Foto; Assessoria IFPR – Campus União da Vitória).

A segunda-feira, 13, foi marcada por mobilização de vários campi do Instituto Federal do Paraná, em defesa da educação pública e a reversão do bloqueio de 30% de orçamento para os institutos e universidades federais.

No Campus de União da Vitória, os servidores e estudantes se reuniram e realizaram um abraço simbólico em torno do prédio.

Diversos campi do IFPR realizaram atos semelhantes, assim como a campanha #SomosTodosEducadores, a mobilização teve o propósito de defender a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e demonstrar o impacto social positivo que as ações do Instituto Federal do Paraná têm nas localidades em que está inserido.

Parlamentares do Paraná foram acionados

Além da sensibilização da opinião pública, os parlamentares do Paraná também foram alertados em relação ao impacto que o bloqueio do orçamento representa para as instituições. A Universidade Federal do Paraná (UFPR), promoveu, também na segunda-feira, um encontro entre reitores do IFPR, Unila, UFPR e UTFPR, para articular e mobilizar forças contra o corte de recursos, enfatizando o impacto que a medida terá para mais de 102 mil estudantes em todo o Paraná. Apenas no IFPR, são 30 mil alunos, e um impacto de R$20.895.166,00 – 36% do orçamento que vai para a capacitação e funcionamento do Instituto.

O reitor pro tempore Odacir Antonio Zanatta, do IFPR, enfatizou que 50% das vagas ofertadas pelo Instituto no Processo Seletivo são para o ensino médio, principalmente para cursos técnicos integrados e 20% para licenciaturas. Além disso, todos os cursos são gratuitos e destinam 80% de vagas à inclusão. “Nós fazemos parte da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica que agrega 41 instituições de ensino, somando cerca de um milhão de estudantes, dos quais 76% (760 mil) têm até um salário mínimo e meio de renda familiar”.

Campanha continua a todo vapor

A campanha #SomosTodosEducadores está evidenciando no site e redes sociais do IFPR, por meio de um selo, os resultados obtidos em ações de ensino, pesquisa, extensão e inovação realizadas nas 26 cidades em que a instituição está presente no estado. Caso o bloqueio de recursos seja mantido, as consequências serão drásticas para a manutenção das atividades.

Estão em risco as ações que foram planejadas, ao longo de 2018, junto a 25 comunidades locais em que o Instituto realiza suas atividades, por meio da construção coletiva do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2019-2023). O bloqueio no valor de R$ 20.895.166,00, também afeta diretamente o funcionamento da instituição, tanto na Reitoria como em seus 25 campi em gastos essenciais como luz, água, segurança e limpeza. A estimativa é de que os recursos já liberados pelo governo federal são suficientes para a manutenção das atividades regulares da instituição até julho deste ano.

A campanha do IFPR se soma a realizada por outras instituições públicas de ensino, reforçando o compromisso com a qualidade e eficiência no atendimento às demandas da sociedade. Em Foz do Iguaçu, a ação dos estudantes e servidores foi pauta de matéria da televisão local.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta