PF cumpre mandados na sede da Universidade Brasil

Operação teve início em 2019, para apurar fraudes no Fies

Operação da PF em universidade paulista (UOL)
Operação da PF em universidade paulista (UOL)

Desde a manhã desta quinta, 13, a Polícia Federal (PF) cumpre mandados de busca e apreensão na sede da Universidade Brasil, na capital paulista, e em mais dois endereços. A ação faz parte da segunda fase da Operação Vagatomia, que teve a início em setembro de 2019 para apurar fraudes no Financiamento Estudantil do Governo Federal (Fies) e na venda de vagas para o curso de medicina em São Paulo. Desta vez, a operação tem como objetivo, segundo a PF, “cessar ameaças e intimidações proferidas pelo atual reitor a testemunhas e à colaboradora da investigação, bem como em razão do receio externado por pais e alunos em decorrência do comportamento intimidatório”.

Foram apreendidos documentos, celulares, mídias de armazenagem e computadores que serão encaminhados para a sede da PF em Jales (SP) para análise bem como a identificação de novos delitos ou envolvidos nos crimes. Segundo a PF, o reitor afastado poderá responder pelos crimes de obstrução de investigação de organização criminosa e de coação no curso do processo. Em nota, a universidade diz que foi vítima de retaliação e negou ameaças. Ainda, conforme publicou o UOL, uma série de medidas foram adotados com o novo reitor para identificação de novas irregularidades.

A Universidade do Brasil, tem dois campi no Paraná. Eles ficam nas cidades de Ibaiti e Santo Antônio da Platina. A instituição nada tem a ver com UniBrasil, coligada com a Uniguaçu, de União da Vitória.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta