Projeto Sementes da África em General Carneiro

Tema fez parte da capacitação de professores sobre Diversidade de Culturas Afro-Brasileiras e Indígenas

A Formação de Professores em General Carneiro aconteceu na semana passada com o tema Diversidade Étnico-racial, Cultura Afro-brasileira, Africana e Indígena.

(Fotos: Assessoria de General Carneiro)

A formação foi realizada pelos membros do projeto Sementes da África que possui o foco em jogos de tabuleiro confeccionados em madeira de demolição, entre outros. Entre os jogos estiveram Mancala com surgimento no Egito Antigo e conhecido como o jogo mais antigo do mundo.

Os historiadores não sabem ao certo a data do seu surgimento, mas acredita-se que este tem entre 3.500 a 7.000 anos de existência. A capacitação objetivou o cumprimento do contido nas Leis Federais 10.639/2003 e 11.645/2008, que é o ensino da História e Cultura Africana, Afro-Brasileira e indígena em toda a rede de ensino da educação nacional.

Na manhã da segunda-feira,06, ocorreu a cerimônia de abertura, que contou com a participação do Prefeito Joel Martins Ferreira, do vice-prefeito Célio Garbin e da secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Salete.

O momento foi responsável por apresentar os professores do Projeto Sementes da África: Carlos Rodrigues dos Santos, Samir Alves e Gustavo Henrique Santana Rodrigues, também contando com a participação dos colaboradores Guilherme Tandler, Larissa Lopes Tandler, Emanuely Lopes Tandler e Kamylle Dias que auxiliaram durante as práticas.

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.