Legislativo de União da Vitória inicia reuniões plenárias

 

camara (1)A Câmara de Vereadores de União da Vitória realizou sua primeira reunião do ano de 2019. Aliás, foram duas: uma ordinária e uma extraordinária. A reunião contou com a presença do prefeito Santin Roveda, do vice, Bachir Abbas e de parte do seu secretariado.

Depois do discurso de boas vindas ao vereadores, o prefeito discursou falando das obras em andamento no município e pediu a manutenção do alto nível no relacionamento entre os dois poderes. Depois do discurso com direito a mídia visual, o prefeito se retirou e a reunião continuou.

Destaque para o Projeto e Lei (PL) do Poder Executivo (01/2019) que altera dispositivo da Lei 13/2013 do código Tributário do Município. O PL foi votado na reunião extraordinária em caráter de urgência, para que a prefeitura possa aplicar o gatilho redutor e imprimir os boletos do IPTU 2019  com o cálculo redutor de 60% na cobrança do IPTU 2019.

Outro destaque foi a apresentação do PL 01/2019, que proíbe a fabricação, comercialização, manuseio, utilização, queima (soltura) de fogos de estampidos e de artifício, assim como qualquer artefato de efeito sonoro ruidoso em União da Vitória.  O projeto deve agora tramitar nas comissões permanentes para depois ir a plenário para discussão e votação pelos vereadores.

Os vereadores aprovaram por unanimidade, em primeiro turno, o Projeto de Lei (PL) 13/2019, de autoria da vereadora Alandra Roveda Grando (PR-PR), que cria o sistema de gerenciamento de filas na farmácia municipal de União da Vitória, objetivando dar celeridade aos atendimentos e evitar esperas desnecessárias. O PL vai agora para o segundo turno de votação e pode ainda sofrer emendas de outros vereadores.

A reunião contou com número satisfatório de populares que foram até a Câmara para acompanhar o trabalho dos vereadores. Além da participação de três vereadores na tribuna da Câmara, a palavra livre, no final da sessão foi usada por pelo menos sete parlamentares.