Milho no Monjolo

Odilon Muncinelli

Milho no Monjolo – 21 de Janeiro de 2017

“NOSSA HISTÓRIA” 1

O festejado Programa “Nossa História”, – “a História Contada Por Quem Sabe”, começou no dia 02 de novembro de 2002. E durante mais de 14 anos foi produzido e apresentado pela jornalista e pesquisadora Zélia Maria Nascimento Sell, em todos os domingos, às 9 horas, pelos microfones da Rádio E-Paraná AM 630 e pela Internet no endereço e-parana.pr.gov.br, clicando em “rádio am 630 ao vivo”. Esta Coluna “Milho no Monjolo” começou a acompanhá-lo, semanalmente, desde o mês de abril de 2003. Sendo assim, o Programa fez a abordagem de uma boa porção de assuntos de natureza essencialmente histórica e documental acerca do Paraná e de Santa Catarina, e inclusive, contou muitas histórias dos homens e das mulheres paranaenses e catarinenses. No entanto, lamentavelmente, o Programa “Nossa História” terminou no dia 03 de novembro de 2016, mediante os termos de um simples despacho administrativo sob n 095/2016 – RTVE/DAF. Olha só, minha gente, a Coluna “Milho no Monjolo” já previa esse desfecho prévio e antecipado desde o “Fim de Ano”, o último Programa, apresentado no dia 04 de dezembro do ano passado. Anotação: A jornalista Zélia Maria Nascimento Sell possui a Comenda “Pinhão do Vale” conferida pela Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI).

“NOSSA HISTÓRIA” 2

Ademais segundo o oportuno dizer da amada e eterna companheira Aldair W. Muncinelli – “Somos a História, fazemos a História, vivemos a História, modificamos a História, e abençoados aqueles que registram a História”. No entanto, às vezes, alguns interesses alheios à nossa vontade se sobrepõem e dificultam o cumprimento desta nobre missão. Todavia, estimada amiga e confreira Zélia Maria Nascimento Sell, fique com a absoluta certeza de que uma grande parte da sua missão foi cumprida, plenamente, a tempo e modo. Bola pra frente que atrás vem gente!

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

A Vereança e A Presidência” fazem os assuntos do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 22, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo”, o amigo e apresentador informa que o entrevistado será o senhor Luiz Alberto Pasqualin, mui digno vereador (2017-2020), que falará sobre o exercício da Vereança (7º mandato) e da Presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Porto União, Santa Catarina. Observação: Neste mesmo domingo, dia 22, às 15 horas, o senhor Luiz Alberto Pasqualin poderá ser assistido e ouvido, em entrevista sobre os mesmos assuntos, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuik, na TV Mill, a TV de União da Vitória (PR).

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao bom amigo e industrial Alvino Schwegler, que, no último domingo, dia 15, “mudou-se para o andar de cima”, aos 86 anos de idade. Peço a Deus que o receba e o tenha na sua Santa Casa! Descanse em Paz!

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALV I e do IHGPr

Milho no Monjolo – 17 de Janeiro de 2017

 

LUTO

O sociólogo e filósofo polaco Zygmunt Bauman morreu na última segunda-feira, dia 9, aos 91 anos de idade. Ele vivia em Leeds, na Inglaterra, há décadas, e foi o criador do conceito “modernidade líquida”. Zygmunt Bauman foi um dos intelectuais chaves do século 20 e se manteve ativo até os seus últimos dias. Ele nasceu em Pozman, na Polônia a 19 de novembro de 1925, e quando criança teve que fugir com a família por conta do Nazismo. Em seguida, ele foi também exilado da URSS, expulso pelo Partido Comunista, em uma confusão marcada pelo antisemitismo envolvendo conflitos em Israel. Ele se mudou para Tel Aviv, e mais tarde se instalou na Universidade de Leeds, na Inglaterra, onde permaneceu a maior parte da sua carreira. Sua obra, que ganhou proeminência nos anos 1960, foi reconhecida com diversos prêmios, entre eles o Príncipe de Asturias de comunicação e humanidades, em 2010. A informação foi divulgada pelo jornal polonês Gazeta Wyborzca. No Brasil, sua obra era amplamente publicada pela Editora Zahar, que antes da notícia da sua morte já planejava para janeiro uma nova obra ”Estranhos À Nossa Porta”, uma reflexão sobre a crise migratória na Europa. Segundo a editora, Zigmunt Bauman analisa neste livro as origens, os contornos e o impacto desse “pânico moral” que os refugiados despertam em algumas pessoas. (Fonte: ParanáOn Line).

LUTO

Na tarde da última sexta-feira, dia 13, nos EUA, morreu o escritorWilliam Peter Blatty, autor do livro “O Exorcista” (1971), aos 89 anos de idade. A morte foi confirmada por William Friedkin, diretor de “O Exorcista”, em sua conta no twitter.  O autor estava internado em um hospital em Maryland, nos Estados Unidos. De acordo com a mulher do escritor, Julie, Blatty ele sofria de mioloma múltiplo, um tipo raro de câncer no sangue. Nascido a 07 de janeiro de 1928, em New York, o renomado escritor conquistou o Oscar de Melhor Roteiro pela adaptação de “O Exorcista” para os cinemas em 1973. Além de livros e roteiros, William Peter Blatty dirigiu filmes, como “A Nona Configuração” (1980) e “O Exorcista III” (1989). (Fonte: Bem Paaná).

A PENÚLTIMA

Porto União Faz Cem Anos. Neste ano, a antiga Estação Ferroviária de Lança, em Porto União, Santa Catarina, completa 100 anos. Porquanto, foi inaugurada no dia 17 de setembro de 1917.

A ÚLTIMA

Porto União Faz Cem Anos. Caúna foi um dos nomes primitivos do atual Distrito de Santa Cruz do Timbó, o maior do Município de Porto União, Santa Catarina, instalado oficialmente no dia 26 de julho de 1926. Não é, Doutor Vitinho? Os primeiros moradores foram os índios xocleng. E as primeiras famílias de agricultores vieram de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, e, encontrando uma cruz rústica e tosca numa das margens do Rio Timbó, denominaram o lugar de Santa Cruz do Timbó. Observação: A caúna (da espécie ilex theezans, da família  aquifoliacence) é uma planta de gosto amargo, abundante na localidade e seus  arredores.

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

 

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 13 de Janeiro de 2017

 

ANOTANDO A HISTÓRIA 1

Num dia desses, em e-mail datado do dia 08, para ser mais exato,  o amigo e confrade Rubens Tarcísio da Luz Stelmachuk lembrou-se do Padre Francisco Salache, lembrou-se ainda que foi coroinha dele, e contou uma passagem ocorrida naqueles bons tempos: “Pois bem: fui à Missa na Catedral e  às 11h47′ o sacristão acendeu as velas. Aí lembrei dos meus tempos de coroinha, onde tínhamos ordem expressa do Padre Salache para acender as velas nos últimos minutos (em cima da hora) para economizar! Era o zelo do grande sacerdote pelas finanças da Paróquia. Para ele esses treze minutos ainda faltantes soaria como uma eternidade”!..Com a devida permissão do amigo , reproduzo a passagem e assino em baixo.

ANOTANDO A HISTÓRIA 2

O inesquecível Padre Francisco Salache é o Patrono da Cadeira n. 9, da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI), ocupada por Dom Walter Michael Ebejer, Bispo Emérito de União da Vitória, Paraná.

LUTO

Na última terça-feira, dia 10, em Hong Kong, morreu a jornalista Clare Hollingworth aos 105 anos de idade. Nascida a 10 de outubro de 1911, em Leicester, na Inglaterra, foi correspondente de guerra e deu a primeira notícia sobre o início de II Guerra Mundial, em 1939. Muito interessada em entender as guerras, teve uma carreira de grande sucesso nos campos de batalha dos maiores conflitos do mundo. “Eu tenho um interesse apaixonado por guerra, e se alguém é interessado assim pela guerra não pode evitar estar nela. Eu aprecio cada momento”, disse a jornalista em uma entrevista. Além da Segunda Guerra Mundial, a jornalista relatou os conflitos no Vietnã, Argélia e no Oriente Médio.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

A Vereança e A Presidência” fazem os assuntos do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 15, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo”, o amigo e apresentador informa que o entrevistado será o policial militar Almires Bughay Filho, nascido no dia 14 de julho de 1972, em União da Vitória (Pr), graduado em Educação Física e mui digno vereador (2017-2020), que falará sobre o exercício da Vereança e da Presidência da Câmara Municipal de Vereadores de União da Vitória, Paraná. Observação: Neste mesmo domingo, dia 15, às 15 horas, o policial militar Almires Bughay Filho poderá ser assistido e ouvido, em entrevista sobre os mesmos assuntos, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuik, na TV Mill, a TV de União da Vitória (PR).

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao jovem amigo Pedro Henrique Corrêa Such, neto do inesquecível advogado Roberto Cyro Corrêa, que, na noite do último domingo, dia 08, “mudou-se para o andar de cima”, aos 37 anos de idade.

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

 

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 10 de Janeiro de 2017

PORTO UNIÃO FAZ CEM ANOS 1

Voltando ao assunto. Na edição da semana passada, quando se falou sobre a origem do “xixo” ou “chicha”, falou-se da origem local – isto é, em União da Vitória ou em Porto União. E não na sua origem propriamente dita. Porquanto, é sabido que o “xixo” ou “chicha” tem referência em algumas etnias, onde são feitos de diferentes formas e composições. Na China, com carne suína; no Japão, com carne de aves e temperado com molho de soja; na Síria e Líbano, o “michuin”, com carne de carneiro; na Turquia e na Rússia, o “chechelich”; e os árabes, o “shishi”. Pois bem, a tempo e modo, faço este registro!

PORTO UNIÃO FAZ CEM ANOS 2

O antigo Balneário de Santa Rosa, situado na margem esquerda do Rio Iguaçu, logo abaixo da foz do Rio Pintado, começou como sede de esportes náuticos do Clube Aliança, (sob a liderança dos esportistas José Kretschek, Ruy Jacobs e outros), quando Prefeito Municipal, o Senhor Alfredo Metzler (1947, 1951-1956). E alcançou o seu auge sob a administração do inesquecível esportista Ariovaldo Huergo, mais conhecido como “Nuche”. Depois, em razão das cheias do Rio Iguaçu ficou, praticamente, abandonado durante alguns anos. Porém, não é de hoje a ideia de recuperar e revitalizar, aquele aprazível logradouro público. Nesta razão, no ano de 2008, o preservador Luiz Antônio de Oliveira,Presidente do Grêmio Esportivo Porto União – GEPU, (que personifica o Monge João Maria nos eventos alusivos ao Conflito do Contestado), começou a tentativa de recuperar e revitalizar o antigo Balneário de Santa Rosa, inclusive, o seu acesso desde a Avenida Santa Rosa, com apoio da Prefeitura Municipal de Porto União, Santa Catarina, e, do jornalista Marcelo Daniel Storck, editor do apreciado Jornal Tribuna A Dois. Assim, almejo que a Nova Administração Municipal (2017-2020) continue e conclua esta proposta de recuperação e revitalização  do antigo Balneário de Santa Rosa,  notadamente, neste ano em que Porto União Faz Cem Anos. Assinale-se, por fim, que o espaço é protegido por Lei Ambiental editada pelo Município de Porto União, Santa Catarina. Assino em baixo.  Valeu,  Enéas!

PORTO UNIÃO FAZ CEM ANOS 3

Há anos passados existiam algumas olarias no Bairro Santa Rosa. De uma delas ainda resta o imponente chaminé construído com tijolos, em bom estado de conservação. Comenta-se que, neste ano em que Porto União Faz Cem Anos, esse chaminé será aproveitado e preservado como uma obra de arte. Via de consequência, ocorrerão algumas melhorias na Rua Professor Weynand e nas suas adjacências, transformando-se no Parque das Olarias. Anotação: O Professor Weynand era o proprietário do conhecido Castelinho da Rua XV, esquina com a Rua Coronel Belarmino.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada à honorável senhora e boa amiga Irma Vieira Codagnone, extremosa mãe do escritor e velho amigo Enéas Athanázio, que, no começo da manhã da última quinta-feira, dia 05 “mudou-se para o andar de cima”, aos 101 anos de idade. Que Deus a receba e a tenha na Sua Santa Casa!

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

 

 

Milho no Monjolo – 6 de Janeiro de 2017

PORTO UNIÃO FAZ 100 ANOS

Fala-se e escreve-se, com frequência, sobre o conhecido e apreciado “xixo” ou “chicha”, como defendia o inesquecível jornalista e bom amigo Rene Augusto. Ademais, no ano passado, Porto União realizou a sua 10ª Festa do Steinhaeger e do Xixo, com grande Assim, diante destes motivos, os nossos pesquisadores e historiadores têm discutido e escrito  sobre a origem do “xixo” ou chicha”. Entre eles vale lembrar a professora Maris Stela da Luz Stelmachuk e o chefe de cozinha Luiz Sergio Buch, conhecedores do assunto. Afirmam eles que o “xixo” ou “chicha” teve a sua origem em União da vitória, Paraná, lá pelos idos de 1950, depois de uma festa na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, com os festeiros Pedro Stelmachuk, Mário Carvalho, Wilson Alves, Orlando Barroso, os irmãos Osvaldo Eugênio e Hugo Schiel e o Grabovski. (Alguns textos foram publicados no Jornal Tribuna A Dois, em edições de 2014). Ao bem da verdade histórica, peço que, neste ano em que Porto União Faz Cem Anos, os nossos  pesquisadores e outros levem a uma conclusão a respeito da origem deste apreciado “espetinho” ou “churrasquinho”, como dizem alguns dos seus apreciadores.

LUTO

Na noite da última terça-feira, dia 03, em São Paulo, morreu a atriz Vida Alves, aos 88 anos de idade. Nascida a 15 de abril de 1928, em Itanhandu, Minas Gerais, Vida Amélia Guedes Alves era atriz, diretora e escritora. Em 1951, ela protagonizou a polêmica cena do primeiro beijo na televisão, (leia-se telenovela “Sua Vida Me Pertence”), com o ator Walter Foster. Publicou o livro “Televisão Brasileira: O Primeiro Beijo e Outras Curiosidades” (2014). Era membro da Academia Guarulhense de Letras e da Associação dos Pioneiros Profissionais e Incentivadores da Televisão brasileira.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

“A Administração Municipal” faz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 08, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que os entrevistados serão o empresário Eliseu Mibach, mui digno Prefeito de Porto União, Santa Catarina, e o empresário Percy Storck, mui digno Vice-Prefeito, que falarão sobre a Administração Municipal 2017-2020.. Observação: Neste mesmo domingo, dia 08, às 15 horas, os empresários Eliseu Mibach e Percy Storck poderão ser assistidos e ouvidos, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada à educadora e amada companheira Aldair Wengerkiewicz Muncinelli, que, na última segunda-feira, dia 02, foi empossada como Secretária Municipal de Educação de Porto União, Santa Catarina.

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

 

Milho no Monjolo – 3 de Janeiro de 2017

ANO VELHO E ANO NOVO

Ora viva, minha gente! Emplaquei 2017, com a graça do Senhor Nosso Pai e Nosso Guia! Pois é, eu e o meu Clã  – formado pela minha companheira Aldair, meus filhos Gianfranco e Giorgio, meus netos Enzo Luigi, Cicero Domenico, Pietro e Sarah Giulia, as minhas noras Andreia e Flávia – passamos a virada do ano na pequena e aconchegante cidade de Piratuba, em Santa Catarina. Até aí nada de mais, porquanto outras famílias catarinenses e paranaenses fazem isso, anualmente ou até mais amiúde. Ademais, essa pequena cidade está localizada naquele pedaço de terras que pertenceu ao Estado do Paraná e, no dia 20 de outubro de 1916, passou a pertencer ao Estado de Santa Catarina, em razão da assinatura do Acordo de Limites que pôs fim ao Movimento do Contestado, Aliás, a história de Piratuba  começou, em 1910, com a Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande do Sul e foi elevada a Município em 18 de fevereiro de 1949. Com pouco mais de 5 mil habitantes, impressionou-me o seu bom nível de renda per capita e a sua excelente estrutura turística e hoteleira, com destaque para o Hotel Vila Germânica, com o melhor padrão de atendimento. Por isto, todo e qualquer Município deste País que tem como objetivo promover o turismo (a indústria sem chaminés) deve mirar-se na pequena e pujante Piratuba.

DOIS NOVOS LIVROS

A autora deHarry Potter,K. Rowling anunciou no Twitter que está escrevendo dois novos livros. Em seu perfil oficial, ela confirmou que está trabalhando em uma obra assinada pelo pseudônimo Robert Galbraith — de O chamado do cuco (2013) — e outra que levará seu nome. Nas redes sociais, J.K. Rowling não deu detalhes sobre a história dos novos livros, nem revelou quando serão lançados. O que ela fez questão de deixar claro é que Newt Scamander, personagem de Animais fantásticos e onde habitam, não está em nenhum dos volumes previstos — apenas na continuação de sua saga nos cinemas, que terá outros quatro filmes.

CONCURSO SALIM MIGUEL

Já estão abertas as inscrições para a segunda edição do Concurso Salim Miguel da Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), competição literária que vai premiar uma obra de ficção inédita na categoria romance em língua portuguesa. O prazo é até o dia 20 de março de 2017. Os concorrentes devem ser nascidos no Brasil ou residentes no País há pelo menos cinco anos.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao industrial e velho amigo José Nelson Dissenha, um dos fundadores da antiga FACE (Faculdade de Administração e Ciências Econômicas), atualmente, Fundação Municipal Centro Universitário da Cidade de União da Vitória, Paraná; um dos participantes na construção do Regional Hospital de Caridade Nossa Senhora Aparecida e da antiga Escola do SENAI; na Instalação da Diocese de União da Vitória e um dos protetores da Associação Beneficente Lar de Nazaré, Colônia Rio Vermelho, em União da Vitória, Paraná… Enfim, um verdadeiro Mecenas, que, na noite do dia 22 de dezembro passado, “mudou-se para o andar de cima”, aos 83 anos de idade.

Beira do Iguaçu, Janeiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 30 de Dezembro de 2016

PLÁGIO

Sob o intuito de informar o que é o plágio fiz uma pesquisa brve e perfunctória (com base na Wikipédia, a enciclopédia livre) que vai adiante. O plágio (diz-se também plagiarismo ou plagiato) é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, et caetera) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor No ato de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria.

TIPOS DE PLÁGIO

1. Direto ou Integral – Segundo Ken Kirkpatrick, “consiste em copiar uma fonte palavra por palavra sem indicar que é uma citação e sem fazer referência ao autor”.. Parcial – Segundo Lécio Ramos, o plágio parcial é a “‘colagem’ resultante da seleção de parágrafos ou frases de um ou diversos autores, sem menção às obras”. 3. Conceitual: Para Lécio Ramos, é a “utilização da essência da obra do autor expressa de forma distinta da original”. 4. Plágio Mosaico – Para Ken Kirkpatrick esse é o tipo de plágio mais comum. Ele explica que “este plágio acontece quando o “plagiador” não faz uma cópia da fonte diretamente, mas muda umas poucas palavras em cada frase ou levemente reformula um parágrafo, sem dar crédito ao autor original. Esses parágrafos ou frases não são citações, mas estão tão próximas de ser citações que eles deveriam ter sido citados ou, se eles foram modificados o bastante para serem classificados como paráfrases, deveria ter sido feito referência à fonte”. 5. Autoplágio – Por definição, “consiste na apresentação total ou parcial de textos já publicados pelo mesmo autor, sem as devidas referências aos trabalhos anteriores”.

CRIME

No Brasil o plágio é considerado crime e sua principal referência é a Lei 9.610. de 19 de fevereiro de 1998, que “Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências”. Segundo essa lei seria possível cópia de “pequenos trechos”, o que é inadmissível em uma pesquisa acadêmica. Para fins de pesquisa acadêmica recomenda-se ainda a observância das normas da ABNT.

EXEMPLOS DE PLÁGIO

“Uso de forma literal de alguma palavra, Utilizar-se da paráfrase (recriação fazendo uso das mesmas ideias), tendo em vista os mesmos elementos de um dado tópico do texto original. Uso de uma estrutura ou qualquer outro elemento, tais como uma tabela, um gráfico, enfim, uma imagem, sem a respectiva credibilidade”. (Autor Desconhecido).

A ÚLTIMA

Atualmente, Porto União, em Santa Catarina, ocupa a 76ª colocação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) que é o indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos.

Beira do Iguaçu, Dezembro de  2.016
Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr)

Milho no Monjolo – 27 de Dezembro de 2016

 LIVROS E DOCUMENTOS

Neste último sábado, dia 24, na Véspera do Natal, chegaram às minhas mãos alguns livros e documentos. São eles: o Boletim do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná n. LXIX, edição 2016, a Revista da Academia Paranaense de Letras n. 66, edição 2016, e as cópias dos documentos que instruíram o Processo de Admissão do Prof. Aniz Domingos, como Associado Efetivo, do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná (IHGPr). Brindou-me o amigo Rubens Tarcísio da Luz Stelmachuk,. Agradeço!

“NOSSA HISTÓRIA”

Durante este mês de dezembro, o Programa “Nossa História”, – “a História Contada Por Quem Sabe”, que é produzido e apresentado pela jornalista, pesquisadora e historiadora Zélia Maria Nascimento Sell, apresentou nos domingos, às 9 horas, aos microfones da Rádio E-Paraná AM 630 e pela Internet no endereço e-parana.pr.gov.br, clicando em “rádio am 630 ao vivo”, uma boa porção de assuntos de natureza essencialmente histórica acerca do Paraná e de Santa Catarina, bem como, dos homens e das mulheres paranaenses e catarinenses. Vale lembrar os assuntos tratados: Dia 04/12– “Fim de Ano”. Dia 11/12 – “Aniversário do Programa “Nossa História” – 14 Anos”. (Reprise). Dia 18/12 – “Reminiscências”. (Reprise). Dia 25/12 – “Natal e Poesia”. (Reprise).

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

“A Administração Municipal” faz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 01, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que os entrevistados serão o administrador de empresa Santin Roveda, mui digno Prefeito Eleito de União da Vitória, Paraná, e o empresário Bachir Abbas, mui digno Vice-Prefeito, que falarão sobre a Administração Municipal 2017-2020. Observação: Neste mesmo domingo, dia 01, às 15 horas, o administrador de empresa Santin Roveda e o empresário Bachir Abbas poderão ser assistidos e ouvidos, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

CENTRO DE LETRAS DO PARANÁ

Provavelmente, em 2017, a Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI) receberá a visita de alguns membros do Centro de Letras do Paraná (CLP), chefiados pelo seu Presidente, Ney Fernando Perracini de Azevedo. Anotação: Esta importante e centenária Entidade Cultural foi fundada em 19 de dezembro de 1912, por Emiliano Perneta e Euclides Bandeira.

A ÚLTIMA

“A religiosidade e a espiritualidade em alto nível estão associadas a menos risco de depressão”. (Alexander Moreira Almeida, Diretor do Núcleo de Pesquisas em Espiritualidade e Saúde da Universidade Federal de Juiz de Fora MG).

Beira do Iguaçu, Dezembro de 2016

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 23 de Dezembro de 2016

POR FAVOR

Há anos passados criaram a Rota dos Tropeiros no Paraná. Uma brilhante iniciativa! Foram contemplados vários Municípios do Paraná e de Santa Catarina. Mas, deixaram União da Vitória e Porto União de fora. Agora, pretendem criar a Rota do Vinho no Paraná. Por favor, não deixem Bituruna de fora.

PAI NOSSO

Nesta véspera de mais um Natal conclamo os leitores e as leitoras para rezarmos a oração que nos foi ensinada pelo Senhor Nosso Pai e Nosso Guia, agradecendo e rogando a Saúde e a Paz para todos os Povos de todas as Crenças e Raças: “Pai nosso que estás nas flores, no canto dos pássaros, no coração a pulsar; que estás na compaixão, na caridade, na paciência e no gesto de perdão. Pai nosso que estás em mim, que estás naquele que eu amo, naquele que me fere, naquele que busca a verdade. Santificado seja o Teu nome por tudo o que é belo, bom, justo e gracioso. Venha a nós o Teu reino de paz e justiça, fé e caridade, luz e amor. Seja feita a Tua vontade, ainda que minhas rogativas prezem mais o meu orgulho do que as minhas reais necessidades. Perdoa as minhas ofensas, os meus erros, as minhas faltas. Perdoa quando se torna frio  meu coração. Perdoa-me, assim como eu possa perdoar àqueles que me ofenderem, mesmo quando meu coração esteja ferido. Não me deixes cair nas tentações dos erros, vícios e egoísmo. E livrai-me de todo o mal, de toda a violência, de todo o infortúnio, de toda a enfermidade. Livrai-me de toda dor, de toda mágoa e de toda desilusão. Mas, ainda assim, quando tais dificuldades se fizerem necessárias, que eu tenha força e coragem de dizer: Obrigado, Pai, por mais esta lição! Que assim seja. Muitas bênçãos e vitórias para nossa vida”. (Autor Desconhecido).

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

“O Natal” faz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 25, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que o entrevistado será o Padre Ederson Savitski Iarochevski, mui digno Pároco da Paróquia da Igreja Matriz Nossa Senhora das Vitórias de Porto União, Santa Catarina, que falará sobre o Natal e o seu Significado Cristão. Por último, deixará uma mensagem de Natal e de Fim de Ano. Observação: Neste mesmo domingo, dia 25, às 15 horas, o Padre Ederson Savistski Iarochevski poderá ser assistido e ouvido, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao velho amigo Ciro Sebastião da Costa, o Decano dos Advogados de União da Vitória (PR) e Porto União (SC). Depois dele aparecem, pela ordem de inscrição, Frank Eugênio Moecke, Maria Therezia Butzen, Jairo Mello Christ e este Colunista.

Beira do Iguaçu, Dezembro de 2.016

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 20 de Dezembro de 2016

“VERÍSSIMAS”

No começo deste mês, dia 10, na Livraria da Vila Pátio Batel, em Curitiba, Paraná, o festejado escritor Luís Fernando Veríssimo realizou o lançamento da sua mais recente obra, “Veríssimas”. Organizado por Marcelo Dunlop, o livro da Editora Objetiva, reúne 264 páginas com as mais memoráveis frases do escritor brasileiro. Nascido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com oitenta anos completos em setembro, dia 26, Luís Fernando Veríssimo contribuiu para diferentes estilos da literatura nacional, passando das crônicas e contos para os romances e até histórias em quadrinho. Filho do grande escritor Érico Veríssimo, o autor de ”O Tempo e O Vento”, Luís Fernando Veríssimo publicou vários livros.

PEQUENA LEITORA

A estudante Nina Fritsche, com 10 anos de idade, de Florianópolis, SC, tem a vida pautada pelos livros. Ainda na barriga da mãe, os pais leram para ela a obra La Niña Nina, do Ziraldo. O gosto pela leitura parece ter passado pelo cordão umbilical. Ela já perdeu as contas de quantos livros leu e diz que as histórias ajudam a afastar o tédio. Lê todos os dias e tem preferência pelos enredos de comédia. Neste ano, a estudante retirou 97 livros da Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC). Com esse feito, a estudante foi premiada na 2ª edição do Estrela da Leitura da biblioteca, sexta-feira, como a jovem que mais retirou livros da biblioteca. A ação tem como objetivo despertar mais fãs de livros por aí. (Fonte: Jornal Diário Catarinense);

DO FUNDO DO BAÚ

O primeiro volume de uma série de publicações sobre o acervo do Teatro Biriba, a mais importante companhia de teatro popular de Santa Catarina e uma das mais tradicionais do país, será lançado nesta terça-feira em Florianópolis. O livroO Baú do Biriba – Dramas(Editora Letras Contemporâneas) é fruto da pesquisa dos atores Gláucia Grigolo e Renato Turnes. A sessão de autógrafos será a partir das 19h30min  no Tralharia Antique Café Bar, no Centro. Anotação: O Teatro Biriba uma companhia de teatro que viaja com bastante frequência levando alegria e diversão para todas as idades.  Nos circos apresenta comédias, dramas, contos infantis e shows que também podem ser encenados em outros palcos. Fora dos circos realiza eventos empresariais, treinamentos corporativos, stand up comedy, entre outros.

“CURITIBA – A LUZ DOS PINHAIS” –

Nesta segunda-feira, dia 19, no Solar do Rosário, no centro histórico de Curitiba, Paraná, ocorreu o lançamento do livro “Curitiba – A Luz dos Pinhais”. Um verdadeiro passeio histórico por Curitiba do tempo em que era apenas ponto de passagem do Caminho do Peabiru, antiga trilha indígena, passando pelo Arraial de mineração de ouro, as margens do Rio Atuba, até a modernidade arquitetônica dos dias atuais. Essa é a história retratada no livro “Curitiba – Luz dos Pinhais”. O livro foi escrito pelo Prefeito eleito de Curitiba, Rafael Valdomiro Greca de Macedo, e editado pelo Solar do Rosário, sob a coordenação cultural e editorial de Lúcia Casillo Malucelli, com ilustração do artista Napoleon Potyguara Lazarotto, na capa.

Beira do Iguaçu, Dezembro  de 2.016

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr