Apagão quase cancela reunião dos Vereadores de Porto União

A reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Porto União quase não aconteceu. Um apagão provocou o atraso da sessão plenária dos vereadores. Quando a luz voltou, o presidente da mesa diretora, Carlos Roderlei Pinto, o Polaco do Bifão (PR-SC), ainda teve de esperar a restauração do sistema de vídeo para a transmissão da reunião em tempo real.

reuniaoDepois do contratempo, a reunião foi iniciada com discursos inflamados. O vereador Christian Martins, aparteado pelos vereadores Luiz Alberto Pasqualin (PP-SC), Gildo Masselai (PSDB-SC) e Élio Weber (MDB-SC), discorreu sobre a instabilidade da energia elétrica no interior do município.

Os vereadores também denunciaram instabilidade na distribuição de energia pela Copel na área industrial de Porto União. Christian Martins chegou a dizer que o problema é cobrado há mais de 10 anos sem nunca ter uma solução satisfatória.

Outro problema denunciado foi a qualidade do transporte de alunos no interior. Martins disse que já no primeiro dia de aula, na segunda-feira, 11, o ônibus que transportava os alunos entre o Rio dos Pardos e o Distrito de Santa Cruz do Timbó, quebrou. Segundo o vereador, aparteado pelo vereador Gildo Masselai, é preciso que a prefeitura cobre melhorias no transporte público de alunos.

Já o vereador Fernando Moreira (PR-SC) cobrou sinalização adequada nas ruas do perímetro urbano e no interior para melhorar a segurança dos ciclistas que praticam esporte de regularidade ou o cicloturismo. Moreira lembrou que está sendo formatado um programa para fomentar o cicloturismo liderado pela Associação de Turismo e Meio Ambiente do Vale do Iguaçu (Atema), na região e que Porto União tem de se adiantar e fazer a sua parte.

Dois destaques

Na pauta duas votações de pareceres da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara sobre os Projetos de Decretos do Legislativo 01 e 04. O primeiro homologa o primeiro termo aditivo ao contrato de repasse número 828570/2016, do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, entre a União e o município de Porto União.

O segundo também prevê termo aditivo em convênio entre o Estado de Santa Catarina por meio da extinta ADR de Mafra e o município. Apesar da votação, os dois destaques não foram detalhados pela mesa diretora e a mesa na votação, ambos os pareceres foram aprovados e seguem para votação em plenário nas próximas reuniões.

Indicações

Dois ofícios de gabinete, chamadas indicações saíram do gabinete do vereador Christian Martins. Uma das indicações solicita a padronização dos passeios na Rua Industrial Miguel Forte, no bairro São Pedro. A segunda indicação, do mesmo vereador, solicita melhorias nas ruas Serafim Caus e Artur de Paula, no bairro São Francisco, e estudos para pavimentação asfáltica nas referidas ruas.